Computação Ubíqua – Definição e Exemplos

Everton Silva, Larri Botelho, Iverton Santos, Gustavo Sanchez

Resumo


Este artigo contextualiza a computação ubíqua, um novo paradigma de computação com características de pró-atividade, onipresença, imperceptibilidade e naturalidade. Apresentam-se conceitos básicos, características do modelo, tecnologias essenciais para seu uso, áreas de aplicações, exemplos de dispositivos, sistemas já desenvolvidos e projetos na área. Além disso, é realizada uma abordagem sobre os desafios da segurança em cenários ubíquos. Em termos metodológicos, parte-se da primeira definição teórica e citação científica do termo por Weiser (1991), e passa-se por alguns trabalhos científicos nacionais e internacionais, assim como por produtos de mercado, que concretizam muito da proposta teórica do autor.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2359-3539/reit-imed.v2n1p23-32

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2359-3539

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.