Psicologia Social e Representações Sociais: Uma Aproximação Histórica

Alexandre da Silva de Paula, Sérgio Kodato

Resumo


O presente artigo discorre sobre a história recente da psicologia social, a partir do desenvolvimento da Teoria das Representações Sociais. A complexidade desta teoria procede da desconstrução de falsas dicotomias e reducionismos. O texto expõe avanços e desafios que marcaram a história da abordagem proposta por Serge Moscovici e sua importância para a psicologia social. Afirma-se que a representação social deve ser compreendida diante de sua inscrição na esfera pública superando, assim, os pressupostos mecanicistas e o cognitivismo individual. Trata-se de colocar em evidência a maturidade alcançada pelos estudos em representações sociais, após anos de pesquisas sistemáticas, discussões teóricas e metodológicas. O artigo destaca o potencial de uma perspectiva que tem influenciado a psicologia social em seu compromisso político com as minorias ativas.


Texto completo:

PDF

Referências


Arruda, A. (2002). Subjetividade, mudanças e representações sociais. Em O. Furtado & F. G. Rey (Orgs.), Por uma epistemologia da subjetividade: um debate entre a teoria sócio-histórica e a teoria das representações sociais (p. 65-75). São Paulo: Casa do psicólogo.

Carvalho, J. G. S. & Arruda, A. (2008). Teoria das Representações Sociais e História: um diálogo necessário. Paidéia (Ribeirão Preto), 18, 441-456.

Duveen, G. (2006). Introdução: o poder das ideias. Em S. Moscovici (Org.), Representações sociais: investigações em Psicologia Social (pp. 7-28) (P. A. Guareschi, Trad.). R.J.:Vozes. (Trabalho original publicado em 2000).

Farr, R. M. (2002). A individualização da psicologia social. Em P. Guareschi & R. H. F. Campos (Orgs.), Paradigmas em psicologia social: A perspectiva Latino-Americana (pp. 11-26). R.J.: Vozes.

Guareschi, P. A. (1999). Desafios Epistemológicos da psicologia. Psicologia reflexão e crítica, Porto Alegre, 16 (2),7-28.

González Rey, F. L. (2004). O social na psicologia e a psicologia social. Petrópolis: Vozes.

González Rey, F. L. (2006). As representações sociais como produção subjetiva: seu impacto na hipertensão e no câncer. Psicologia: Teoria e Prática, 8(2), p. 69-85.

Jodelet, D. (1986). La representacion social: fenomenos, concepto y teoria. Em S. Moscovici (Org.), Psicología social II (pp. 469-494). Barcelona: Ediciones Paidós.

Jodelet, D. (2005). Loucuras e representações sociais. Petrópolis: Vozes.

Jodelet, D. (2009). O movimento de retorno ao sujeito e a abordagem das representações sociais. Sociedade e Estado, 24(3), 679-712.

Jovchelovitch, S (1988). Representações sociais: Para uma fenomenologia dos saberes Sociais. Psicologia e Sociedade, 10(1): 54-68.

Jovchelovitch, S. (2004). Psicologia social: saber, comunidade e cultura. Psicologia e sociedade, 16(2), 20-31.

Jovchelovitch, S. (2007). Os contextos do saber: representações, comunidade e cultura (P. A. Guareschi, Trad.). R.J.: Vozes.

Jovchelovitch, S. (2011) Representações sociais e polifasia cognitiva: notas sobre a pluralidade e sabedoria da Razão em Psicanálise, sua imagem e seu público. Em A. M. O. Almeida & Z. Araújo (Orgs.), Teoria das representações sociais - 50 anos (pp. 159-176). Rio de Janeiro: Techno Politik

Lane, S. T. M. (1980). Uma redefinição da Psicologia Social. Educação & Sociedade, 2(6), 96-103.

Lane, S. T. M. (1984). A Psicologia social e uma nova concepção de homem para a Psicologia. Em S. T. M. Lane & W. Codo (Orgs.), Psicologia social: o homem em movimento (pp. 10-19). São Paulo: Brasiliense

Marková, I. (2006). Dialogicidade e representações sociais: as dinâmicas da mente. Petrópolis: Vozes.

Moscovici, S. (1978). A representação social da psicanálise: resultados da pesquisa de opinião e análise teórica (A. Cabral, Trad.). R.J.: Zahar. (Trabalho original publicado em 1961).

Moscovici, S. (2006). Representações sociais: investigações em Psicologia Social (P. A. Guareschi, Trad.). R.J.: Vozes. (Trabalho original publicado em 2000).

Palmonari, A.& Cerrato, J. (2011). Representações sociais e psicologia social. Em: A. M. Almeida; M. F. Santos & Z. A. Trindade (Orgs.). Teoria das representações sociais: 50 anos (pp. 305-332). Rio de Janeiro: Techno Politik.

Sá, C. P. (1998). A construção do objeto de pesquisa em representações sociais. R.J.: EDUERJ.




DOI: https://doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v8n2p200-207

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista de Psicologia da IMED

ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons

Revista de Psicologia da IMED, da IMED é licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

 DOAJ.jpg Periódicos CAPES
latindex.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
Diadorim.jpg
    SIS
circ.png