Resilience factors in teachers of a communitary day care relating with the situations of social vulnerability

Simone Brouwenstyn da Rosa, Patrícia Fasolo Romani

Resumo


The objective of this study was to identify resilience factors involved in the processes of care and attention to children in a communitary day care in the metropolitan region of Porto Alegre, in the face of situations of social vulnerability. As results from the speech of the three participants, through semi-structured interviews, we highlight the positive emotional coping strategies. Considering the environment where the children and the teachers live, as well as the contact with another institutions to ensure that the rights of minors are primed and fulfilled. Therefore, the work of these educators are guided by stimulating health, physical and psychic. In conclusion, Despite the personal, social and professional difficulties, the participants demonstrated through the coping strategies they use, that they are resilient.

Texto completo:

PDF

Referências


Agostinho, K.A. (2003). O espaço da creche: que lugar é este? Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. 164p.

Bardin, L. (1979). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Cerisara, A.B. (2011). Em busca da identidade das profissionais de educação infantil. Disponível em: http://www.educacao.salvador.ba.gov.br/Site/documentos/espaco-virtual/espacoeducar/educacaoinfantil/artigos/em%20busca%20da%20identidade%20das%20profissionais....pdf, 1-14. Acesso em: set. 2014.

Codo, W. & Vasques-Menezes, I. (2000). Burnout: sofrimento psíquico dos trabalhadores em educação. Cadernos de Saúde do Trabalhador, 14, 29-48.

de Andrade, P.S. & de Oliveira Cardoso, T.A. (2012). Prazer e dor na docência: revisão bibliográfica sobre a Síndrome de Burnout. Saúde e Sociedade, 21(1), 129-140.

Del Prette, A. & Del Prette, Z.A. (2003). No contexto da travessia para o ambiente de trabalho: treinamento de habilidades sociais com universitários. Estudos de Psicologia, 8(3), 413-420.

Delvan, J.D.S.; Becker, A.P.S. & Braun, K. (2010). Fatores de Risco no Desenvolvimento de Crianças e a Resiliência: um estudo teórico. Revista de Psicologia da IMED, 2(1), 349-357.

Fergus, S. & Zimmerman, M.A. (2005). Adolescent resilience: a framework for understanding healthy development in the face of risk. Annual Reviews of Public Health, 26, 39-419.

Fhairus, J.V.; Amorim, C. & Moser, A.M. (2009). A Síndrome de Burnout em Professores de Educação Física. Revista de Psicologia da IMED, v. 1, n. 1, p. 127-136.

Gomes, R.M.S. & Pereira, A.M.S. (2008). Estratégias de coping em educadores de infância portugueses. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE), 12, (2), 319-326.

Matsukura, T.S.; Fernandes, A.D.S.A.; Cid, M.F.B. (2014). Saúde Mental Infantil em Contextos de Desvantagem Socioeconômica: fatores de risco e proteção. Cad. Ter. Ocup. UFSCar, 22(2), 251-262.

Morais, N. A., Koller, S. H. & Raffaelli, M. (2012). Rede de apoio, eventos estressores e mau ajustamento na vida de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Universitas Psychologica, 11 (3), 779-791.

Nepomuceno, R.F. & Witter, G.P. (2010). Influência da família na decisão profissional: opinião de adolescentes. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, 14(1), 15-22.

Nylander, P.I.A.; Santos, R.C.B; Magalhães, L.S.; Afonso, T; Cavalcante, L.I.C. (2012). Educadores Infantis: aspectos da formação profissional e do trabalho em creche. Temas em Psicologia, 20 (2), 571-584.

Oliveira, J. B. de; Lipp, M.E.N. (2009). Resiliência e controle do stress em juízes e servidores públicos. Boletim - Academia Paulista de Psicologia, 29(2), 287-306.

Oliveira, M.A.D., Reis, V.L.D., Zanelato, L.S. & Neme, C.M.B. (2008). Resiliência: análise das publicações no período de 2000 a 2006. Psicologia: ciência e profissão, 28(4), 754-767.

Pesce, R. P., Assis, S. G.; Santos, N. & Oliveira, R. D. (2004). Risco e proteção: em busca de um equilíbrio promotor de resiliência. Psicologia: teoria e pesquisa, 20(2), 135-143.

Poletto, M., Koller, S.H. & Dell’Aglio, D.D. (2009). Eventos estressores em crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre. Ciência e saúde coletiva, 14(2), 455-466.

Ramos, D.D; Salomão, N.M.R. (2013). Desenvolvimento Infantil: concepções e práticas de educadoras em creches públicas. Revista Psicologia: Teoria e Prática, 15(3), 200-213.

Rego, E.F.D.M. (2010). Uma creche em que, as cuidadoras de crianças também requerem cuidados. Proceedings of the 1nd Seminário de Saúde do Trabalhador de Franca.

Romani, P.F. & Gutfreind, C. (2008). Redefinindo Horizontes na esfera da Sexualidade Adolescente: uma intervenção com meninas em situação de risco. Revista Brasileira de Psicoterapia, 10(3), 320-335.

Sánchez, A. I. M., & Bertolozzi, M. R. (2007). Pode o conceito de vulnerabilidade apoiar a construção do conhecimento em Saúde Coletiva. Cien Saude Colet, 12(2), 319-324.

Santos, C.M.C.F.S. (2013). Vulnerabilidade ao Stress, Coping e Burnout em Educadores de Infância da Ilha da Madeira. Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação, Universidade de Madeira. Funchal, Portugal, 89 p.

Sawaya, A.L., Solymos, G.M.B., Florêncio, T.M.D.M.T. & Martins, P.A. (2003). Os dois Brasis: quem são, onde estão e como vivem os pobres brasileiros. Estudos avançados, 17(48), 21-44.

Sousa, C.; Miranda, F.; Nieto, M.C.L.; Dores, R. (2014). Educação para a Resiliência. Conhecimento & Diversidade, 11, jan./jun., 26-40.

Teixeira, R. R. (2005). Humanização e atenção primária à saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 10(3), 585-597.

Wagner, D. (2014). Síndrome de Burnout: um estudo junto aos educadores (professores e educadores assistentes) em escolas de educação infantil. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção. Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 113 p.




DOI: https://doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v7n1p79-86

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2015

ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

 DOAJ.jpg Periódicos CAPES
latindex.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
Diadorim.jpg
    SIS
circ.png