Atividades Lúdicas durante a Sessão de Diálise

Vera Lucia Fortunato Fortes, Sheila Assoni, Mônica Durante Menezes, Dalva Maria Pomatti

Resumo


O objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos das atividades lúdicas realizadas durante as sessões de hemodiálise em um hospital de médio porte do interior do Rio Grande do Sul, realizou-se um estudo qualitativo, exploratório-descritivo. Participaram do mesmo oito pacientes, que realizaram atividades lúdicas e responderam a uma entrevista semiestruturada, cujo conteúdo foi submetido à análise temática. A aplicação das atividades na diálise trouxe benefícios aos pacientes, pois lhes ofereceu entretenimento, possibilitou-lhes passagem mais rápida do tempo, afastou a tristeza e estimulou seu raciocínio. Apesar de pequenas dificuldades de infraestrutura, de timidez dos pacientes e do pouco apoio da equipe, a constância no oferecimento dos jogos e da música promoveu a adesão e o acolhimento desses pacientes. O lúdico minimiza a ociosidade durante a hemodiálise, é viável como cuidado de enfermagem, tem boa aceitação e humaniza a assistência, promovendo o bem-estar psicossocial.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v2n2p398-408

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons

Revista de Psicologia da IMED, da IMED é licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

 DOAJ.jpg Periódicos CAPES
latindex.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
Diadorim.jpg
    SIS
circ.png