A Criança e o Brincar na Contemporaneidade

Priscilla Cairoli

Resumo


 

O presente artigo pretende discutir o brincar infantil na contemporaneidade. Os meios eletrônicos estão presentes no cotidiano das pessoas e compõem o cenário social atual. A partir do trabalho na clínica, nasceu o questionamento a respeito da influência dos meios eletrônicos na produção de subjetividade das crianças. O avanço tecnológico vem trazendo novas configurações ao brincar infantil. O tema foi abordado por meio de uma revisão de literatura que teve como ponto de partida os legados de Freud e de Walter Benjamin sobre o brincar, seguindo até psicanalistas contemporâneos que pesquisam sobre esta temática. Ao longo deste escrito, através de uma perspectiva psicanalítica serão abordadas questões sobre a relação das crianças com a televisão, o videogame e a internet.


Palavras-chave


criança; brinquedos; televisão; videogame; Internet

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v2n1p340-348

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons

Revista de Psicologia da IMED, da IMED é licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

 DOAJ.jpg Periódicos CAPES
latindex.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
Diadorim.jpg
    SIS
circ.png