Professores, Fracasso e Sucesso Escolar: Um Estudo no Contexto Educacional Brasileiro

Monica Araújo Damasceno, Fauston Negreiros

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo, apreender os conhecimentos elaborados pelos professores sobre seu papel no fracasso escolar. O fracasso escolar pode ser compreendido quando conceitos, valores, conhecimentos e cidadania não terem sido internalizadas pelo aluno, durante seu percurso escolar. Tratou-se de um estudo de abordagem qualitativa do tipo ex post facto. Participaram 562 professores, que responderam a pergunta: Qual o papel do professor diante do sucesso/fracasso escolar? Foram feitas entrevistas semiestruturadas analisadas por meio da Classificação Hierárquica Descendente (CHD) feita pelo software Iramuteq. Os resultados mostraram três classes no corpus, na CHD, a classe 2: “A função do professor no fracasso escolar” representa 52,29% do corpus, a classe 3: “O professor como principal agente no processo de aprendizagem” representando 35,05% e Classe 1: “As estratégias necessárias ao sucesso” representando 12,66%. Assim, quanto ao seu papel, os professores identificaram-se com a função de mediador da aprendizagem e com a necessidade constante de se atualizar e buscar técnicas inovadoras. Compreende-se que os estudos não se findam com essa pesquisa e espera-se que ela contribua para estudos futuros sobre o tema.


Palavras-chave


Teachers; School Failure; School Success; Education

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Alves-Mazzotti, A. J., & Wilson, T. C. (2016). Relação entre representações sociais de “fracasso escolar” de professores do ensino fundamental e sua prática docente. Revista Educação e Cultura Contemporânea, 1(1), 75-87. Recuperado de: http://revistadireitobh.estacio.br/index.php/reeduc/article/viewArticle/1987

Azevedo, V. A. (2017). Fatores de sucesso e insucesso escolar: um estudo numa escola pública do Concelho de Câmera de Lobos (Doctoral dissertation, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas). Recuperado de: https://www.repository.utl.pt/handle/10400.5/13308

Caldas, R. F. L. (2005). Fracasso Escolar: reflexões sobre uma história antiga, mas atual. Psicologia: teoria e prática, São Paulo, 7(1), 21-33. Recuperado de: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-36872005000100003

Camargo, B. V., & Justo, A. M. (2013). IRAMUTEQ: Um software gratuito para análise de dados textuais. Temas em Psicologia, 21, 513-518. Disponível em: http://dx.doi.org/10.9788/TP2013.2-16. Acesso em: 22 maio 2017.

Charlot, B. (2013). Relação com o saber e com a escola entre estudantes de periferia. Cadernos de pesquisa, (97), 47-63. Recuperado de: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/803

Collares, C. A., & Moysés, M. A. e. (1997). A transformação do espaço pedagógico em espaço clínico. Série Idéias – FDE, São Paulo, 23, 25-31. Recuperado de: http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/ideias_23_p025-031_c.pdf

Da Rocha, H. L. B., & dos Santos, J. O. (2016). Fracasso escolar: Limites à cidadania. Revista Brasileira de Educação e Saúde, 5(4), 36-42. Recuperado de: http://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/4117

Freire, P. (1996). Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. Paz e Terra, 7.

Freitas, P. F., Batista, A. A. G., & Mello, H. D. A. (2017). Juventude (s) e ensino médio: relação dos estudantes com a escola, o saber e as expectativas de futuro em territórios de vulnerabilidade social. Cadernos Cenpec| Nova série, 6(2). Recuperado de: http://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/371

Furlan, L. B. I. (2017). Visões de professores da rede pública sobre ensino de gramática da língua inglesa: um estudo Q. 1 recurso online (102 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Recuperado de: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/322635

Gonçalves, E. J. de A., & Trindade, R. (2010). Práticas de ensino diferenciado na sala de aula: “se diferencio a pedagogia e o Currículo estou a promover o sucesso escolar de alunos com dificuldades de Aprendizagem”. Currículo, Aprendizagens e Trabalho Docente, Universidade Lusófona do Porto. Recuperado de: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/35075/2/86218.pdf

Kaulfuss, M. A., & Boruchovitch, E. (2016). Atribuições causais de professores para o sucesso e o fracasso em ensinar. Psicologia Escolar e Educacional, 20(2), 321-328. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.1590/2175-353920150202974

Martini, M. L., & Prette, Z. A. P. D. (2002), Atribuições de causalidade para o sucesso e o fracasso escolar dos seus alunos por professoras do ensino fundamental. Interação em Psicologia, 6(2), 149-156. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v6i2.3302

Nascimento, F. S. C. do. (2015). As dimensões pedagógica, didática, tecnológica e científica na formação e no desenvolvimento profissional dos professores no Brasil e em Portugal. 341f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015. Recuperado de: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20576

Navarro, L., Gervai, S., Nakayama, A., & Prad, A. D. S. (2016). A dificuldade de aprendizagem e o fracasso escolar. Journal of Research in Special Educational Needs, 16(S1), 46-50. Recuperado de: https://doi.org/10.1111/1471-3802.12267

Negreiros, F., da Silva, A. M. P. M., & Lima, M. B. P. (2017). Experiências educativas não exitosas: um estudo com discentes avaliando seu próprio processo de reprovação escolar. Revista Educação em Debate. Recuperado de: http://www.periodicosfaced.ufc.br/index.php/educacaoemdebate/article/view/79

Negreiros, F., Silva, C. F. D. C., Sousa, Y. L. G. D., & Santos, L. B. D. (2017). Análise psicossocial do fracasso escolar na Educação de Jovens e Adultos. Psicologia em Pesquisa, 11(1), 1-2. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.24879/201700110010066

Nóvoa, A. (1998). Os professores e sua formação. Dom Quixote. Lisboa-Portugal

Patto, M. H. S. (1984). Psicologia e ideologia:(uma introdução crítica à psicologia escolar). TA Queiroz.

Patto, M. H. S. (1997). Introdução à psicologia escolar. Casa do Psicólogo.

Patto, M. H. S. (2000). Mutações do cativeiro: escritos de psicologia e política. EdUSP.

Patto, M. H. S. (2010). A produção do fracasso escolar. Histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Perrenoud, P. (2016). Os ciclos de aprendizagem: um caminho para combater o fracasso escolar. Artmed Editora.

Pezzi, F. A. S., & Marin, A. H. (2017). Fracasso escolar na educação básica: revisão sistemática da literatura. Temas em Psicologia, 25(1), 1-15. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.9788/TP2017.1-01

Pimenta, S. G. (1996). Formação de Professores-Saberes da docência e identidade do professor. R. Fac. Educ., São Paulo, 22(2), p-72-89. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-25551996000200004

Reinert, M. (1990). Alceste: une methologie d’analyse dês donnees textualles et une application. Bulletin de Méthodologie Sociologique, Paris, 28, 24-54.

Santos, I. R., & Pereira, A. C. (2016). Revisitando a problemática do sucesso e fracasso escolar nas falas de professores: uma perspectiva discursiva. Atos de Pesquisa em Educação, 11(3), 810-830. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.7867/1809-0354.2016v11n3p810-830

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional. Vozes, Petrópolis. 2ª Ed.

Torres, R. (2004). Repetência escolar: falha do aluno ou falha do sistema. In Á. Marchesi, C. H. Gil. Fracasso escolar uma perspectiva multicultural. Porto alegre: Artmed.

Vidal, E. M., & Vieira, S. L. (2017). Professores da educação básica: perfil e percepções sobre sucesso dos alunos. Estudos em Avaliação Educacional, 28(67), 64-101. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.18222/eae.v28i67.3936

Xypas, C. (2017). Condições sociológicas do êxito escolar de alunos de origem popular (Sociological conditions of the school success of students of popular origin). Crítica Educativa, 3(1), 5-18. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.22476/revcted.v3i1.21




DOI: https://doi.org/10.18256/2175-5027.2018.v10i1.2572

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Monica Araújo Damasceno, Fauston Negreiros

ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

  Periódicos CAPES
DOAJ.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
latindex.jpg
  Diadorim.jpg  SIS
  circ.png