Psicossomática na Infância: uma abordagem psicodinâmica

Denice Bortolin Baseggio

Resumo


As crianças que chegam para atendimento nas clínicas de psicoterapia atualmente são crianças com psicopatologias mais graves do que no passado e uma das patologias encontradas é a psicossomática, que é uma ausência de simbolização psíquica da conflitiva que aparece em forma de sintoma no corpo. Desta forma, o presente artigo é uma pesquisa bibliográfica constituída por um referencial psicanalítico. Sendo assim, pretende-se discorrer sobre o estudo da psicossomática, abordando especificadamente os sintomas que envolvem o comprometimento da pele de crianças na segunda infância, bem como refletir sobre estratégias de prevenção e intervenção e tratamento em crianças que apresentam tal sofrimento.

Palavras-chave: Infância; Psicossomática; Pele; Psicanálise.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v4n1p629-639

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

  Periódicos CAPES
DOAJ.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
latindex.jpg
  Diadorim.jpg  SIS
  circ.png