A Maturidade para a Escolha Profissional em Adolescentes do Ensino Médio

Camila Cericatto, Cássia Ferrazza Alves, Naiana Dapieve Patias

Resumo


Cada vez mais cedo os adolescentes deparam-se com a escolha de uma profissão. No entanto, nem sempre estão maduros para tal. Este trabalho teve como objetivo investigar a maturidade para escolha profissional entre adolescentes do Ensino Médio, comparando os escores entre sexos, idade e escolaridade. Participaram do estudo 234 adolescentes com idades entre 14 e 19 anos (M=16,12; DP=0,92), estudantes de ensino médio de escolas públicas e privadas da região norte do Rio Grande do Sul. Como instrumento de coleta de dados, foram utilizados a Escala Maturidade para a Escolha Profissional (EMEP) e questionário de dados sociodemográficos. Foram realizadas análises descritivas e o teste U de Mann-Whitney e o teste chi-quadrado a fim de verificar a classificação quanto ao percentil de acordo com ano escolar. O estudo encontrou diferença estatisticamente significativa no fator Responsabilidade entre os sexos. Adolescentes mais velhos obtiveram maiores escores no EMEP total e no fator Determinação. Além disso, diferenças estatisticamente significativas entre os escores do EMEP total e por fatores foram encontradas segundo o ano de ensino. A partir dos resultados, espera-se refletir  estratégias de intervenção para o público adolescente.


Texto completo:

PDF HTML

Referências


Almeida, M., & Pinho, L.V. (2008). Adolescência, família e escolhas: implicações na orientação profissional. Psicologia Clínica, 20(2), 173-184.

Amorim, A. K. A, Andrade, J. M., Gaudêncio, C. A., Cabral, T. R. P., & Coelho, G. L. (2012). Maturidade para escolha profissional de jovens de uma escola pública da cidade de joão pessoa. Disponível em: http://www.unicap.br/jubra/wp-content/uploads/2012/10/TRABALHO-107.pdf 17 de julho de 2016 às 14:00h.

Balbinotti, M., & Tétreau, B. (2006). Níveis de maturidade vocacional de alunos de 14 a 18 anos do Rio Grande do Sul. Psicologia em Estudo, 11(3), 551-560. doi: https://doi.org/10.1590/S1413-73722006000300011

Bordão-Alves, D.P., & Melo-Silva, L.L. (2008). Maturidade ou imaturidade na escolha da carreira: uma abordagem psicodinâmica. Avaliação Psicológica, 7(1), 23-34.

Cerqueira-Santos, E., Mello Filho, O., & Koller, S. H. (2014). Adolescentes e adolescências (p.15-27). In L. Habigzang, E. Schiro, & S. H. Koller (Ed.) Trabalhando com Adolescentes. Porto Alegre: Artmed.

Colombo, G., & Prati, L. (2014). Maturidade para escolha profissional, habilidades sociais e inserção no mercado de trabalho. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 15(2), 201-212.

Junqueira, M. L., & Melo-Silva, L. (2014). Maturidade para a escolha de carreira: estudo com adolescentes de um serviço-escola. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 15(2), 187-199.

Jordaan, J. P. (1963). Exploratory behavior: The formation of self and occupational concepts. In: Super, D. (Ed.), Career development: Self-concept theory (pp. 42–78). New York: College Entrance Examination Board.

Lerner, R. M., & Galambos, N. L. (1998). Adolescent development: challenges and opportunities for research, programs, and policies. Annual Reviews Psychology, 49, 413-446.

Heo, G., & Kim, T. (2016). Autoregressive cross-lagged modeling of the reciprocal longitudinal relationship between self-esteem and career maturity. Journal of Career Development, 43(3) 273-288. doi: https://doi.org/10.1177/0894845315598002

Hirschi, A. (2014). Hope as a resource for self-directed career management: Investigating mediating effects on proactive career behaviors and life and job satisfaction. Journal of Happiness Study, 15,1495-1512. doi: https://doi.org/10.1007/s10902-013-9488-x

Kim, K., & Oh, S. (2013). Effects of social constraints on career maturity: the mediating effect of the time perspective. Asia Pacific Educational Review, 14, 221-229. doi: https://doi.org/10.1007/s12564-013-9240-6

Yon, K., Choi, W., & Goh, M. (2012). Career Maturity Growth Curve and Sex-Role Stereotypes of Korean Adolescents. Journal of Career Development, 40(3) 203-222. doi: https://doi.org/10.1177/0894845312445515

Lee, S., Lee, H., Song, H., & Kim, S. (2015). The relationship between attachment and career maturity: The mediating role of self-efficacy. International Social Work, 58(1) 153-164. 1 doi: https://doi.org/10.1177/0020872812456053

Melo-Silva, L.L., Oliveira, J. C., & Coelho, R. S. (2002). Avaliação da Orientação Profissional no desenvolvimento da maturidade na escolha da profissão. PSIC - Revista de Psicologia, 3(2), 44-53.

Munhoz, I.M.S., Melo-Silva, L., & Audibert, A. (2016). Educação para a carreira: pistas para intervenção na educação básica In. In R. Levenfus (Ed.) .Orientação vocacional e de carreia em contextos clínicos e educativos. Porto Alegre: Artmed, 41-63.

Neiva, K. M. C. (2003). A maturidade para a escolha profissional: uma comparação entre alunos do ensino médio. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 4(1/2) 97-103.

Neiva, K. M. C. (2014). Escala de Maturidade para a Escolha Profissional (EMEP). 2ª Ed. São Paulo: Vetor.

Neiva, K. M. C, Silva, M.B., Miranda, V.R., Esteves, C. (2005). Um estudo sobre a maturidade para a Escolha Profissional de alunos do Ensino Médio. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 6(1), 1-14.

Neiva, K. M. C. (1998). Escala de Maturidade para a Escolha Profissional (EMEP): Estudo de validade e fidedignidade. Revista Unib, 6, 43-61.

Neiva, K.M.C. (1999). Escala de Maturidade para a Escolha Profissional (EMEP): Manual. São Paulo: Vetor Editora Psicopedagógica.

Niles, S. (2011). Career flow: A hope-centered model of career development. Journal of Employment Counseling, 48, 173-175.

Oliveira, C., & Neiva, K. (2013). Orientação Vocacional/Profissional: avaliação de um projeto piloto para estudantes da educação profissional. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 14(1), 133-143.

Senna, S. R. & Dessen, M. A. (2012). Contribuições das teorias do desenvolvimento humano para a concepção contemporânea da adolescência. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 28(1), 101-108.

Super, D. E. (1963) Vocational devepoptment in adolescence and early adulthood: tasks and behaviors. In: D. E. Super, R. Starishevsky, & N. Matlin (Ed.) Career Developtment: Self´concept theory (pp. 79-94). New York: Teachers College Press.

Super, D. E., Savickas, M. L. & Super, C. M. (1996). The Life-span, Life-space Approach to Careers. In: D. Brown & L. Brooks (Eds). Career Choice and Development. 3ed (pp. 121-178). San Francisco: Jossey-Bass.




DOI: https://doi.org/10.18256/2175-5027.2017.v9i1.1487

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista de Psicologia da IMED

ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

  Periódicos CAPES
DOAJ.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
latindex.jpg
  Diadorim.jpg  SIS
  circ.png