Intervenções Psicológicas em Grupos de Controle de Tabagismo: relato de experiência

Natália Zancan, Bruna Tolotti Colognese, Fernanda Ghedini, Tatiana Both

Resumo


Os grupos de tratamento de dependentes de nicotina na rede pública de saúde vêm sendo utilizados nas estratégias de prevenção do tabagismo. Foram atendidas 47 pessoas com a mesma necessidade de abandonar o vício do cigarro em um Centro de atendimento Integral à Saúde (CAIS). Desse número, 76,6% mulheres e 23,4% homens, dos quais 80,8% participaram dos grupos. As sessões foram estruturadas a partir do Programa Nacional de Controle do Tabagismo “Deixando de Fumar sem Mistério”, do Ministério da Saúde. Foi observado o grau de motivação dos participantes e os principais motivos de recaída, bem como as comorbidades psiquiátricas relacionadas ao uso do tabaco, apontando a importância de investigá-las no processo de tratamento do tabagismo. Das pessoas atendidas 31,9% deixaram de fumar e 17% reduziram a quantidade de cigarro, podendo assim afirmar que os grupos de tratamento de dependentes de nicotina ocorridos nessa instituição pública proporcionaram apoio ao comportamento de parar de fumar e na redução de danos para a saúde.

Palavras-chave: tabagismo; dependentes de nicotina; tratamento. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v3n2p534-544

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2175-5027

Licença Creative Commons

Revista de Psicologia da IMED, da IMED é licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

BASES DE DADOS E INDEXADORES

 DOAJ.jpg Periódicos CAPES
latindex.jpg
 
dialnet.png
 
REDIB
Diadorim.jpg
    SIS
circ.png