Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista de Psicologia da IMED?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

Linha editorial

A Revista de Psicologia da IMED, editada e publicada eletronicamente pelo Curso de Psicologia da IMED/Faculdade Meridional, possui periodicidade semestral e tem por missão a divulgação da produção científica em psicologia, de origem nacional e estrangeira. A revista objetiva, com os estudos nela publicados, divulgar os achados mais recentes na pesquisa psicológica em suas diversas áreas; desta forma, os trabalhos devem possuir caráter original. Os trabalhos serão aceitos em português, inglês e espanhol.

As modalidades de publicação estão distribuídas da seguinte forma:

Artigo de revisão não sistemática de literatura: também chamados de revisões narrativas ou integrativas, são artigos nos quais um determinado assunto é abordado, preferencialmente por autores com destacado conhecimento e produção relacionados, visando a apresentar uma revisão crítica do material já publicado. Não possuem a seção de método, pois não se configuram como pesquisa empírica. Máximo 25 páginas.

 - Artigo de revisão sistemática de literatura ou de metanálise: revisões sistemáticas e metanálises podem ser considerados métodos de pesquisa e os seus resultados são considerados empíricos. Os artigos de revisão sistemática e de metanálise possuem a mesma ordem de artigos empíricos (i.e., Introdução - com especificação do objetivo do estudo ao seu final - Método, Resultados, Discussão e Considerações Finais). Sugere-se fortemente que as revisões sistemáticas e metanálises submetidas à revista estejam em consonância com os itens Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA, ver em http://www.prisma-statement.org). Máximo 25 páginas.

 - Artigo empírico: artigo proveniente de pesquisa empírica, na qual houve coleta de dados, seja ela com ou sem a participação de seres humanos. Artigos empíricos provenientes de estudos com seres humanos devem ter sido aprovados por um Comitê de Ética em Pesquisa filiado à CONEP. Os autores devem enviar, no ato da submissão, cópia do parecer de aprovação do Comitê de Ética responsável, bem como mencionar tal aprovação na seção de Método do artigo (especificamente na subseção Procedimentos). Máximo 25 páginas.

Artigo de relato de experiência: artigo no qual se descrevem estratégias de intervenção com foco  no detalhamento dos procedimentos realizados, resultados obtidos e implicações para a prática profissional. Máximo 20 páginas.

Resenha: artigo no qual se apresenta e se avalia criticamente uma produção bibliográfica (e.g., livros) publicada anteriormente.  Máximo 10 páginas.

Instruções aos autores

Os artigos submetidos à Revista de Psicologia da IMED devem seguir as normas do Manual de Publicação da American Psychological Association (APA) Sexta edição. Para uma revisão dessas normas, sugere-se a consulta atenta ao Manual.

 Os artigos devem ser redigidos no Word, página tamanho A4, margens de 2,5 cm em todos os lados. A fonte deve ser a Times New Roman, tamanho 12. Usar espaçamento duplo e alinhamento à esquerda, inclusive na lista de referências. O arquivo do artigo a ser submetido deve estar organizado na seguinte ordem, sendo que todas as páginas devem estar numeradas (canto superior direito):

- Folha de rosto personalizada sem identificação: 1) título completo (máximo de 12 palavras) em português, inglês e espanhol; 2) seção a qual o artigo pertence (ver políticas de seção).

- Resumo e suas traduções: O resumo deve ter entre 150 a 200 palavras. Em seguida, devem ser indicadas de três a cinco palavras-chave, preferencialmente inclusas no DeCs (http://decs.bvs.br). Os resumos e as palavras-chave devem ser apresentados em português, inglês (Abstract, Keywords) e espanhol (Resumen e Palabras clave).

- Corpo do texto: O artigo propriamente dito deve ser redigido em uma nova folha, obedecendo uma ordem lógica e de fácil compreensão, especificada por títulos e subtítulos de acordo com as normas da APA 6a. Edição. Artigos de revisão não sistemática da literatura não costumam ter ordem pré-definida. A organização desses artigos pode ser a partir de modelos teóricos, pontos de vista, relevância da literatura ou evolução cronológica da literatura citada. Devem, no entanto, ao final, apresentar uma seção de Discussão e/ou Considerações Finais. Artigos empíricos, de revisões sistemáticas da literatura e de metanálise geralmente possuem a seguinte ordem: Introdução, Método (Participantes, Instrumentos, Procedimentos, sendo esses éticos, de coleta de dados e de análise de dados), Resultados, Discussão e Considerações Finais. Os locais de inserção de figuras e tabelas devem ser indicados no texto da seguinte forma: ***Inserir Tabela (ou Figura) 1 (ou 2, ou 3, etc) por aqui***. O uso de notas de rodapé é fortemente desaconselhado. As citações de autores e a lista de referências devem estar estritamente de acordo com o Manual de Publicação da APA, 6ª. Edição. Aconselha-se que os nomes dos autores citados sejam apresentados entre parênteses e não no corpo do texto, tornando a leitura mais fluída. A citação dos nomes de autores no corpo do texto deve ser feita apenas quando se quer dar destaque a esses autores devido à sua relevância para o tema abordado no artigo. Além disso, pelo menos 40% das referências utilizadas no artigo devem ter sido publicadas nos últimos cinco anos. 

Artigos referentes a estudos empíricos qualitativos devem seguir Consolidated criteria for reporting qualitative research (COREQ): a 32-item checklist for interviews and focus groups, disponível em https://academic.oup.com/intqhc/article/19/6/349/1791966/Consolidated-criteria-for-reporting-qualitative

Orientações sobre referências:

A lista de referências deve ser elaborada no estilo APA. Pode-se utilizar o manual original (Publication Manual of the American Psychological Association, Sixth Edition) ou a versão traduzida para o português (Manual de Publicação da APA, Sexta Edição).

Como ferramenta complementar, sugere-se visitar o APA Style Blog, mantido pelos autores do manual original. É possível solucionar dúvidas específicas e acessar material instrucional sobre o estilo APA. Deve-se atentar para os quatro principais elementos da referência, os quais são separados por um ponto: autor, data, título, fonte – ver Lee (2011). Se as quatro informações estiverem disponíveis na fonte bibliográfica, siga o modelo para cada tipo de trabalho (artigo, livro, capítulo, etc.). Se alguma informação estiver faltando, veja Lee (2012) para saber como proceder.

A Revista de Psicologia da IMED adota duas adaptações em relação ao manual original: 1) não é preciso traduzir títulos para o inglês quando forem utilizados materiais em língua não inglesa e 2) a seção “Materiais institucionais ou jurídicos” apresenta adaptações ao contexto brasileiro, em razão de sua diferença em relação a materiais do mesmo tipo em inglês. Lembre-se de não justificar a lista e utilizar deslocamento (indentation) de 1,27 cm (0.5 in) em cada referência.

Abaixo, foram selecionados alguns exemplos dos tipos de fontes bibliográficas mais comumente utilizadas.

Artigos em periódicos revisados por pares

Artigo em inglês

Plant, E. A., & Devine, P. G. (1998). Internal and external motivation to respond without prejudice. Journal of Personality and Social Psychology, 75(3), 811-832. doi:10.1037/0022-3514.75.3.811 

Artigo em língua diferente da inglesa

Cremasco, M. V. F., & Ribeiro, C. C. (2017). Quando a cirurgia falha: Implicações da melancolia na cirurgia da obesidade. Psicologia: Ciência e Profissão, 37(2), 258-272. doi:10.1590/1982-3703000132015

Artigo sem doi

Formiga, N. S., & Silva Neta, A. B. da. (2009). Precisão preditiva das novas formas de sexismo a partir das orientações valorativas em brasileiros. Psico, 40(2), 174-183. Retrieved from http://revistaseletronicas.pucrs.br/fo/ojs/index.php/revistapsico/article/view/4038

Livros inteiros

Livro em inglês

Papalia, D. E., & Martorell, G. (2015). Experience human development (13th ed.). New York, NY: McGraw Hill.

Livro em língua diferente da inglesa

Furtado, O., Bock, A. M. M., & Teixeira, M. de L. T. (2009). Psicologias: Uma introdução ao estudo de psicologia (14a ed.). São Paulo, SP: Saraiva.

Livro traduzido

Papaia, D. E., & Feldman, R. D. (2013). Desenvolvimento humano (12a ed.; C. Monteiro & M. de C. Silva, Trads.). Porto Alegre, RS: AMGH.

Livro organizado por uma ou mais pessoas

Porchat, I., & Barros, P. (Eds.). (2006). Ser terapeuta: Depoimentos (5a ed.). São Paulo, SP: Summus. 

Capítulos de livro ou obra de referência

Capítulo de livro em inglês

Papalia, D. E., & Martorell, G. (2015). Psychosocial development in adolescence. In D. E. Papalia & G. Martorell (Eds.), Experience human development (13th ed., pp. 356-383). New York, NY: McGraw Hill.

Capítulo de livro em língua diferente da inglesa

Osorio, L. C. (2003). Os fenômenos do campo grupal. In L. C. Osorio (Ed.), Psicologia grupal: Uma nova disciplina para o advento de uma era (pp. 59-64). Porto Alegre, RS: Artmed.

Capítulo de livro traduzido

Smith, J. A., & Eatough, V. (2010). Análise fenomenológica interpretativa (F. R. Elizalde, Trad.). In G. M. Breakwell, C. Fife-Schaw, S. Hammond & J. A. Smith (Eds.). Métodos de pesquisa em psicologia (3a ed., pp. 321-339). Porto Alegre, RS: Artmed.

Capítulo de livro organizado por uma ou mais pessoas 

Haybron, D. M. (2008). Philosophy and the science of subjective well-being. In M. Eid & R. J. Larsen (Eds.), The science of subjective well-being (pp. 17-43). New York, NY: Guilford Press.

Materiais institucionais ou jurídicos

Esta seção apresenta adaptações ao contexto brasileiro, em razão de sua diferença em relação a materiais do mesmo tipo em inglês.

Brasil. (1990). Lei 8.069: Dispõe sobre o estatuto da criança e do adolescente e dá outras providências. Retrieved from http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8069.htm

Conselho Federal de Psicologia. (1999). Resolução 001/99: Estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da orientação sexual. Retrieved from https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/1999/03/resolucao1999_1.pdf

Rio Grande do Sul. (1992). Lei 9.716: Dispõe sobre a reforma psiquiátrica no Rio Grande do Sul (. . .) e dá outras providências. Retrieved from http://www.al.rs.gov.br/legis/M010/M0100099.ASP?Hid_Tipo=TEXTO&Hid_TodasNormas=15281&hTexto=&Hid_IDNorma=15281 

Teses e dissertações produzidas fora dos Estados Unidos

Ferreira, E. A. (2016). Acumuladores de animais: Caracterização do perfil psicopatológico (Dissertação de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil). Retrieved from http://hdl.handle.net/10923/9798

Atenção: Artigos submetidos à Revista de Psicologia da IMED que não atendam todas às normas descritas serão prontamente rejeitados. Sendo assim, revise o documento cuidadosamente antes de sua submissão.

Veja os formulários que os pareceristas da revista devem preencher ao avaliar artigos submetidos. Utilize-os como parâmetro ao escrever e submeter o seu artigo!

Formulário de avaliação de Artigos Empíricos

Formulário de Avaliação de Artigos de Revisão não sistemática da Literatura

Formulário de avaliação de Artigos de Relato de Experiência 

 

2. Processo de submissão de trabalhos e avaliação

Somente serão aceitos artigos inseridos no portal da Revista de Psicologia da IMED http://seer.imed.edu.br/index.php/revistapsico, conforme os passos abaixo. Artigos recebidos por outros meios (email, impresso) não serão avaliados.

Deve-se fazer o login no portal da Revista para efetuar a submissão dos trabalhos. Para novos autores, é necessário cadastrar seus dados pessoais e senha. O campo para login está no menu à direita.

Após o cadastro, pode-se efetuar a submissão de artigos, clicando em Iniciar nova submissão

Passo 1: Escolha a seção apropriada para a submissão, selecionando uma das alternativas.

Confirme que a submissão está em conformidade com as condições seguintes, marcando as caixas de seleção:

- A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista

- O artigo está em formato .doc, .docx ou .rtf

- Todos os endereços "URL" no texto (ex.: http://www.imed.edu.br) estão ativos.

- O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

- Foram observados os aspectos éticos de pesquisa com seres humanos, como submissão e aprovação do trabalho por Comitê de Ética em Pesquisa, no caso de pesquisa empírica.

- O artigo respeita as normas éticas de redação e referência aos autores consultados, sendo que todos eles são adequadamente citados nas referências bibliográficas e são observados direitos autorais respectivos.

- O artigo não faz referência ao nome dos autores, preservando o anonimato aos avaliadores e o processo de avaliação cega (blind peer review).

- Selecionar a caixa referindo que os autores concordam com os termos da Declaração de Direito Autoral, que se aplicará a esta submissão caso seja publicada nesta revista.

Se necessário, os autores podem efetuar comentários para o editor, em campo específico.

- Salvar e continuar para o Passo 2

 

Passo 2: Transferência do manuscrito

- Transferir neste passo apenas o manuscrito, em formato .docx, .doc ou .rtf, sem identificação dos autores seguindo as instruções presentes na página.

- Após confirmação do envio, salvar e continuar

Passo 3: Metadados da submissão (Indexação)

- Preencher e confirmar os dados de todos os autores (incluir obrigatoriamente: nome(s) completo(s), titulação, instituição a que tem vínculo (por extenso), ORCID e e-mail. Incluir ao menos um endereço completo do autor correspondente)

- Inserir título completo e resumo, em inglês ou em português, conforme a língua do artigo

- Incluir keywords ou palavras-chave do artigo no campo Indexação, separadas por ponto e vírgula

- Apontar agências de fomento, se a pesquisa recebeu financiamento específico

- Incluir a lista de referências bibliográficas do artigo, na formatação APA

Passo 4: Transferência de documentos  

Passo 5: Confirmação da submissão

- Os autores devem conferir se todos os documentos foram adequadamente inseridos e clicar "Concluir submissão"

Após efetuar a submissão, os autores receberão e-mail de confirmação da submissão do artigo para a Revista. Poderão também acompanhar a tramitação fazendo o login e clicando no link do artigo respectivo.

3. Recebimento dos artigos e processo de avaliação

Os trabalhos recebidos serão inicialmente apreciados pelo editor, conferindo as partes do material e documentos complementares.

O artigo será enviado, sem identificação, para consultores da revista (blind peer review), os quais darão o parecer sobre a viabilidade ou não da publicação. Os pareceres dos consultores serão formulados de acordo com três possibilidades:

a) Artigo aceito: não há necessidade de reformulações.

b) Artigo aceito com reformulações: há necessidade de reformulações pontuais que precisam ser estritamente observadas pelos autores.

c) Convite para nova submissão: situação na qual o artigo aborda tema relevante do ponto de vista científico e social, porém, necessita de ampla reformulação.

d) Artigo rejeitado: O artigo não tem condições de publicação.

Os autores receberão cópia do parecer dos avaliadores, com as devidas observações, orientando-os a eventuais ajustes no texto se necessário. 

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. O artigo está em formato .docx, .doc ou .rtf
  3. Todos os endereços "URL" no texto (ex.: http://www.imed.edu.br) estão ativos.
  4. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  5. Foram observados os aspectos éticos de pesquisa com seres humanos, como submissão e aprovação do trabalho por Comitê de Ética em Pesquisa, no caso de pesquisa empírica.
  6. O artigo respeita as normas éticas de redação e referência aos autores consultados, sendo que todos eles são adequadamente citados nas referências bibliográficas e são observados direitos autorais respectivos.
  7. O artigo não faz referência ao nome dos autores, preservando o anonimato aos avaliadores e o processo de avaliação cega (blind peer review).
 

Declaração de Direito Autoral

Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a Revista. Em virtude da aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais, conforme a licença Creative Commons abaixo.

A Revista de Psicologia da IMED exime-se de quaisquer responsabilidades civis ou legais em relação aos conteúdos publicados, ficando estes a cargo dos respectivos autores.

Licença Creative Commons
Revista de Psicologia da IMED, da Faculdade Meridional IMED é licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Baseado no trabalho de http://seer.imed.edu.br/index.php/revistapsico

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.