SISTEMA DE PESAGEM EM MOVIMENTO – WIM: INSTALAÇÃO E CALIBRAÇÃO EM PISTA EXPERIMENTAL PARA MONITORAMENTO E CLASSIFICAÇÃO DO ESPECTRO DE CARGAS RODANTES DA BR-290/RS - FREEWAY

Lelio Brito, André Luiz Bock, Jorge Augusto Pereira Ceratti, Washington Peres Núñez

Resumo


O tráfego de veículos representa um dos importantes papéis no dimensionamento de pavimentos bem como no desempenho da sua vida útil. Métodos empíricos, como o atualmente vigente no Brasil, especificado pelo IPR-719 do DNIT consideram o tráfego de projeto a partir de um “eixo padrão rodoviário”, no qual as configurações e magnitudes de cargas de eixo são convertidas em um número equivalente de solicitações de carga padrão – hoje um eixo simples de rodas duplas (ESRD) com 80kN, através de fatores de equivalência de carga. Métodos de dimensionamento mais atuais, como AASHTO 2002, caracterizam o trafego através de espectros de carga por eixo; para isto é necessário que sejam determinados os vários tipos de carregamentos e suas magnitudes para caracterização do tráfego rodante. O uso de sistema de pesagem em movimento, conhecidos como “Weigh-in-motion”, são equipamentos que permitem a determinação do peso dos eixos rodantes em vias em serviço a velocidade operacional da via; estes equipamentos associados a classificadores de tráfego, permitem a completa classificação do espectro de cargas nas rodovias. Este estudo investigou a sensibilidade de um sistema de pesagem em movimento através de sua implantação em uma pista experimental através do Simulador de Tráfego DAER/UFRGS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul para avaliar a acurácia deste sistema e suas limitações com vistas à implantação posterior em uma via em serviço na BR-290/RS. Com os resultados obtidos foi possível estabelecer um protocolo de instalação e coleta de dados para futura instalação em campo e verificar a sensibilidade dos sistemas em condições características do estado. Os resultados mostraram uma variação de até 57% nas leituras de carga para variação uma variação de 17°C na temperatura do pavimento e também sensibilidade da carga em função do posicionamento do rodado na seção transversal do pavimento.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2358-6508/rec-imed.v1n1p29-41

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

Licença Creative Commons
Este obra de Revista de Engenharia Civil IMED está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 2358-6508

 Indexadores

 miar.png logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png 
   SHERPA-RoMEO-long-logo.gif