Vigas dimensionadas ao cisalhamento pelos modelos de cálculo I e II da NBR 6118:2014

Daniele Dordenoni, Taís Zago Mariani, Bruno Ceotto Sobrinho, Priscila do Nascimento

Resumo


No presente artigo foi desenvolvido um estudo relativo ao dimensionamento das armaduras de combate aos esforços cortantes em vigas de concreto armado. Na revisão bibliográfica, foram abordados os principais tópicos relacionados ao dimensionamento de estribos, de acordo com os modelos de cálculo I e II da NBR 6118:2014. A partir da revisão bibliográfica, e utilizando-se o software Microsoft Excel, foi desenvolvida uma planilha eletrônica para cálculo automático da área de estribos em vigas de concreto armado de seção retangular. Em seguida, foi realizado um estudo de caso no qual foram dimensionadas as armaduras transversais de 15 vigas, pelos modelos de cálculo I e II. As vigas foram organizadas em três conjuntos, abrangendo as larguras mais recorrentes de projeto (15, 20 e 25 cm), e em cada conjunto, as alturas também foram escolhidas entre as cinco medidas mais recorrentes de projeto (20, 30, 40, 50 e 60 cm). No estudo de caso obteve-se para cada viga, as respectivas áreas de aço de estribo máxima e mínima, de acordo com os modelos de cálculo I e II, e demais prescrições da NBR 6118:2014. Nesta pesquisa pôde-se contatar que, para o conjunto de vigas analisadas, o modelo de cálculo II, para bielas com ângulo de 30º, apresenta uma maior economia de área de aço em relação ao modelo I, porém, com porcentagens variando de acordo com cada caso estudado.


Palavras-chave


: Concreto Armado; Cisalhamento; Esforço cortante; Estribos em vigas;

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6118 – Projeto de estruturas de concreto – Procedimento. Rio de Janeiro, 2014.

CAMACHO, J. S. Estudo do esforço cortante. UNESP. São Paulo, 2004.

GARCIA, S.L.G. Taxa de armadura transversal mínima em vigas de concreto armado. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2002.

JUNIOR, A.P. Notas de aula de Estruturas de Concreto II. Aula 7 – Dimensionamento da armadura transversal. Escola de Engenharia Universidade Presbiteriana Mackenzie. Coordenadoria de Engenharia Civil, 2006. 19p.

NUNES, M. D. Dimensionamento de uma viga de concreto armado ao esforço cortante segundo NBR-6118:2007, eurocode1992-1-1 2010 e fibmodelcode2010. Projeto de graduação. Rio de Janeiro, 2012.

PANTOJA, J. C. Geração automática via otimização topológica e avaliação de segurança de modelos de bielas e tirantes. 2012. 240 f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil)-Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio. Rio de Janeiro, 2012.

TALBOT, A.N. Test of Reinforced Concrete Beams: Resistence to Web Stress of 1907 and 1908. Bulletin 29, Universityof Illinois EngineeringExperimentStation, Urbana, III, 1909.




DOI: https://doi.org/10.18256/2358-6508.2018.v5i2.2175

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Prisicla do Nascimento, Daniele Dordenoni, Taís Zago Mariani, Bruno Ceotto Sobrinho

Licença Creative Commons
Esta obra da Revista de Engenharia Civil IMED está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2358-6508

 Indexadores

DOAJ.jpg   logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png 
SHERPA-RoMEO-long-logo.gif   
 
 miar.png