Módulo de elasticidade estático e dinâmico para concretos leves

Artur Lenz Sartorti, Lucas da Silva Barboza, Ellen Siqueira de Oliveira, Kevlin Oliveira Brito, Thaillys Caroline de Rocco Lima

Resumo


Uma das grandes desvantagens, para determinadas aplicações, do concreto convencional é seu peso próprio elevado. A resistência à compressão do concreto leve é menor quando comparada ao concreto convencional, porém a principal característica apresentada pelo concreto leve é a baixa massa específica, que gera uma redução de seu peso próprio nas estruturas. Portanto, o concreto com agregados leves apresenta uma vantagem nesta característica. Este artigo tem por objetivo comparar os módulos de elasticidade estático e dinâmico de concretos com agregados leves: argila expandida, pedra pomes, poliestireno expandido (EPS) e vermiculita, contrapostos a um concreto de referência com agregado graúdo basáltico. Os resultados indicam que a determinação do módulo de elasticidade dinâmico, além de ser muito mais simples de ser obtido, possui uma boa proximidade com o módulo de elasticidade estático para concretos leves.


Palavras-chave


concreto leve; módulo de elasticidade estático; módulo de elasticidade dinâmico.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ALMEIDA, S. M. Análise do módulo de elasticidade estático e dinâmico do concreto de cimento Portland através de ensaios de compressão simples e de frequência ressonante. Tese (mestrado) – Programa de Pós-graduação em Construção Civil – Escola de Engenharia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS. C215-08: Standard Test method for fundamental transverse, longitudinal and torsional frequencies of concrete specimens. Philadelphia, 2008.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS. E1876-1: Standard Test Method for Dynamic Young’s Modulus, Shear Modulus, and Poisson’s Ratio by Impulse Excitation of Vibration. Philadelphia, 2005.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5738: Concreto – Moldagem e cura de corpos-de-prova cilíndricos ou prismáticos de concreto. Rio de Janeiro, 2015.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5739: Concreto – Ensaio de compressão de corpos-de-prova. Rio de Janeiro, 2007.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6118: Projeto de estruturas de concreto - procedimento. Rio de Janeiro, 2014. 221p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 8522: Determinação do módulo estático de elasticidade à compressão. Rio de Janeiro, 2008.

ATCP, Engenharia Física. Disponível em: < http://www.atcp.com.br/pt/produtos/caracterizacao-materiais/sonelastic.html >.

BREMNER, T. W. Concreto de agregado leve. In: 40 IBRACON, 1998, Rio de Janeiro. Anais do 40 Congresso Brasileiro do Concreto. Ibracon, 1998. Disponível em: < http://techne.pini.com.br/ engenharia-civil/37/artigo287164-1.aspx >.

CANESSO, F.A.C.; CORREA, E.C.S.; SILVA, A.P.E.; AGUILAR, M.T.P.; CETLIN, P. R. Módulo de elasticidade dinâmico e estático do concreto. 18 CBECIMat, 2008, Porto de Galinhas. 18 Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, 2008.

CATAI, R. E.; PENTEADO, A. P.; DALBELLO, P. F. Materiais, Técnicas e Processos para Isolamento Acústico. In: 17 CBECIMat, 2006, Foz do Iguaçu. 17 Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência dos Materiais, 2006.

CATOIA, T. Concreto Ultraleve® estrutural com pérolas de EPS: caracterização do material e estudo de sua aplicação em lajes. 154f. Tese (Doutorado) – Escola e Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012.

CINEXPAN, Argila Expandida. Disponível em: < http://www.cinexpan.com.br/argila-expandida-leve-resistente.html >.

DIÓGENES, H. J. F.; COSSOLINO, L. C.; PEREIRA, A.H.A.; EL DEBS, M. K.; EL DEBS, A.L.H.C. Determinação do módulo de elasticidade do concreto a partir da resposta acústica. In: IBRACON, 2011. Revista IBRACON de Estruturas e Materiais, Volume 2, número 5. Ibracon, 2011. p. 792-813.

DIÓGENES, H. J. F.; HAACH. V. G.; CARRAZEDO, R.; BELLUCIO, E. K.; DEBS, M. K. E. Avaliação experimental de prismas de concreto com fibras de aço utilizando ensaios não-destrutivos caseados na resposta acústica. In: 54 IBRACON, 2012, Maceió. Anais do 54 Congresso Brasileiro do Concreto. Ibracon, 2012.

GAGLIARDO, D. P.; GAGLIARDO, J. C.; BARBOZA, L. S.; SILVA, M. B. M.; MASCIA, N. T. Módulo de elasticidade do concreto: comparativo de resultados a partir de ensaios estáticos e ensaios dinâmicos de resposta acústica. In: 55 IBRACON, 2013, Gramado. Anais do 55 Congresso Brasileiro do Concreto. Ibracon, 2013.

FREITAS Jr., J. A. Materiais de construção: Agregados. 2013. 110 f. Notas de aula.

LYNDON, F. D.; BALADRAN, R. V. Some observations on elastic properties of plain concrete. Cement and Concrete Research, v. 16, n. 3, p. 314-324. 1986.

MALHOTRA, V. M. Testing Hardened Concrete: Nondestructive Methods. ACI Monograph n 9. The Iowa State University Press, 1986.

MEHTA, P. K.; MONTEIRO, P. J. M. Concreto: microestrutura, propriedades e materiais. 1.ed. São Paulo: Ibracon, 2014.

NETO, B. B. P.; OLIVEIRA, D. R. C.; RAMOS, D. Efeitos do tipo, tamanho e teor de agregado graúdo no módulo de deformação do concreto de alta resistência. Revista Matéria, v. 16, n. 2, p. 690-702, 2011.

NEVILLE, A. M. Propriedades do concreto. 5.ed. São Paulo: Editora Bookman, 2016.

ROSSIGNOLO, João Adriano. Concreto leve estrutural: produção, propriedades, microestrutura e aplicações. São Paulo: Pini, 2009

SANTOS, C. G.; PALHARES, L.B.; DUARTE, R.O.; GONÇALVES, T.H.C.; HORTA, M.M.A.; REIS, W.A.; STRAELH, R.V.S. Poliestireno expandido na construção civil. Pós em Revista, 2013.

SARTORTI, Artur Lenz. Comportamento Dinâmico de Lajes Maciças de Concreto Leve com Pérolas de EPS. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Estruturas – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, 2015.

SCHWANTES, C. G. G. Concreto Estrutural Leve: Resistência à compressão e módulo de elasticidade usando argila expandida como agregado graúdo. Monografia – Escola de Engenharia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.




DOI: https://doi.org/10.18256/2358-6508.2018.v5i1.2173

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Artur Lenz Sartorti, Lucas da Silva Barboza, Ellen Siqueira de Oliveira, Kevlin Oliveira Brito, Thaillys Caroline de Rocco Lima

Licença Creative Commons
Esta obra da Revista de Engenharia Civil IMED está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2358-6508

 Indexadores

DOAJ.jpg   logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png 
SHERPA-RoMEO-long-logo.gif   
 
 miar.png