Análise Técnico-Econômica dos Métodos Construtivos de Paredes Diafragmas Moldadas In Loco, Estacas-Prancha e Estacas Secantes

Fernando Feitosa Monteiro, Rodrigo Costa Lima Monteiro, Francisco Heber Lacerda de Oliveira, Marcos Fábio Porto de Aguiar, Yago Machado Pereira de Matos

Resumo


Neste trabalho é apresentado um estudo técnico e, sobretudo, econômico, sobre os métodos de contenção de parede diafragma moldada in loco, estaca-prancha e estaca secante em obras de infraestrutura urbana e turísticas localizadas no município de Fortaleza, capital do Ceará. O estudo de caso analisou os custos relacionados à construção e às suas manutenções preventivas periódicas além de aspectos técnicos e executivos dos métodos utilizados nas obras do Túnel da Avenida Santos Dumont com Via Expressa, do Acquário Ceará e do Túnel da Rotatória da Arena Castelão. Apesar de possuir maiores vantagens técnicas, a estaca secante ainda é um processo de execução com custo significativamente superior ao da parede diafragma moldada in loco. Sendo assim, por razões de viabilidade econômica e, ainda sendo um ótimo método de contenção, a parede diafragma moldada in loco se torna o método mais vantajoso.

Palavras-chave


Análise técnico-econômica. Parede diafragma moldada in loco. Estaca-prancha. Estaca secante.

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.18256/2358-6508.2017.v4i2.1840

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista de Engenharia Civil IMED

Licença Creative Commons
Este obra de Revista de Engenharia Civil IMED está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 2358-6508

 Indexadores

 miar.png logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png 
   SHERPA-RoMEO-long-logo.gif