Análise Técnico-Econômica dos Métodos Construtivos de Paredes Diafragmas Moldadas In Loco, Estacas-Prancha e Estacas Secantes

Fernando Feitosa Monteiro, Rodrigo Costa Lima Monteiro, Francisco Heber Lacerda de Oliveira, Marcos Fábio Porto de Aguiar, Yago Machado Pereira de Matos

Resumo


Neste trabalho é apresentado um estudo técnico e, sobretudo, econômico, sobre os métodos de contenção de parede diafragma moldada in loco, estaca-prancha e estaca secante em obras de infraestrutura urbana e turísticas localizadas no município de Fortaleza, capital do Ceará. O estudo de caso analisou os custos relacionados à construção e às suas manutenções preventivas periódicas além de aspectos técnicos e executivos dos métodos utilizados nas obras do Túnel da Avenida Santos Dumont com Via Expressa, do Acquário Ceará e do Túnel da Rotatória da Arena Castelão. Apesar de possuir maiores vantagens técnicas, a estaca secante ainda é um processo de execução com custo significativamente superior ao da parede diafragma moldada in loco. Sendo assim, por razões de viabilidade econômica e, ainda sendo um ótimo método de contenção, a parede diafragma moldada in loco se torna o método mais vantajoso.

Palavras-chave


Análise técnico-econômica. Parede diafragma moldada in loco. Estaca-prancha. Estaca secante.

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.18256/2358-6508.2017.v4i2.1840

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista de Engenharia Civil IMED

Licença Creative Commons
Esta obra da Revista de Engenharia Civil IMED está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2358-6508

 Indexadores

DOAJ.jpg   logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png 
SHERPA-RoMEO-long-logo.gif   
 
 miar.png