Estudo do processo de compactação de placas de concreto asfáltico

Gracieli Bordin Colpo

Resumo


A fadiga é considerada um dos problemas de maior relevância que ocorre nas misturas asfálticas, pois resulta na degradação dos materiais que compõe o pavimento asfáltico e, consequentemente, da estrutura do pavimento (Di Benedetto et al., 2004). O ensaio laboratorial mais utilizado no Brasil para analisar a fadiga de misturas é o de tração indireta por compressão diametral em corpos de prova cilíndricos, porém nos últimos anos tem-se empregado o ensaio de flexão em quatro pontos, utilizando corpos de prova prismáticos, para caracterizar este fenômeno em misturas asfálticas. Contudo, este ensaio ainda não possui normatização e o processo de moldagem e compactação dos corpos de prova acaba sendo discutido por muitos pesquisadores. Neste sentido, o presente trabalho verificou em laboratório a metodologia empregada para moldagem e compactação de placas de concreto asfáltico, das quais são extraídos corpos de prova prismáticos utilizados no ensaio de flexão em quatro pontos para analisar o comportamento à fadiga. Para realizar este estudo foram utilizadas duas misturas, sendo uma denominada de CA-TLA, composta por ligante modificado por polímero e adição de TLA, e outra denominada de CA-E, com ligante modificado por polímero (AMP - 60/85). O processo de moldagem e compactação foi realizado em uma usina de asfalto (km 30 da BR-290/RS). As placas produzidas foram serradas para extração dos corpos de prova com os quais foram realizados ensaios para determinação de parâmetros volumétricos e grau de compactação. Os resultados obtidos mostram que a metodologia de moldagem e compactação empregada foi adequada, apresentando valores de volume de vazios e grau de compactação coerentes com os limites especificados na norma do DNIT (DNIT-ES 031, 2006) e com os valores obtidos nos projetos das misturas estudadas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18256/2358-6508/rec-imed.v2n3p52-62

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista de Engenharia Civil IMED

Licença Creative Commons
Esta obra da Revista de Engenharia Civil IMED está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2358-6508

 Indexadores

DOAJ.jpg   logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png 
SHERPA-RoMEO-long-logo.gif   
 
 miar.png