Direito transnacional e a premissa de uma comunidade internacional universalista / Transnational law and the premise of an universal international community

Bruno Smolarek Dias

Resumo


Este artigo tratará sobre as características básicas do Direito como regulador social, limitando, restringindo os atos dos Sujeitos de Direito em prol do bem comum desta organização social. Num segundo momento tratará da Transnacionalidade como fenômeno pelo qual os Estados Contemporâneos estão sujeitos e as implicações para a Soberania desta nova organização social mundial. Com base nestes dois institutos proporcionar-se-á uma reflexão acerca da existência de uma Comunidade Internacional e sua necessidade de regulação para desenvolver-se dentro da premissa axiológica do Direito. O método a ser utilizado na fase de investigação será o Indutivo; na fase de tratamento dos dados será utilizado o método Cartesiano, serão utilizadas como técnicas de pesquisa o referente, a categoria, os conceitos operacionais, a pesquisa bibliográfica, e o fichamento.

Palavras-Chave: Direito; Transnacionalidade; Comunidade Internacional

 

ABSTRACT

This article targets the reflection of Laws role in contemporary societies, characterized by relationship and interaction between Sates, by multicultural influences and constant social changes. It is set through such reflection to demonstrate the need to absorb Transnationality as a phenomenon in which Contemporary States are subjected to, and the sovereignty implications to such global social organization. Based in this two institutes a reflection will be purposed over the existence of a International Community and the regulation necessity to develop such an axiological fundament of Law. The prime objective is set to base the existence of an Universal International Community founded in basic rights blossomed in the General International Law. This objective is considered consolidated by the Human Rights norms and the constant social adaptation led to fulfill international patterns and parameters.  The method used in the investigation will be the Inductive, in dada treatment it will be used the Cartesian method, and the referent, category, operational concepts, bibliographical research and filing techniques will be used.

 Key-Words: Law; Transnationality, International Community


Texto completo:

PDF HTML

Referências


ABI-SAAB, Georges. Whither the International Community. The European Journal of International Law. Vol. 9. 1998. p. 248-265.

ACCIOLY, Hildebrando; NASCIMENTO E SILVA, G. E. do. Manual de Direito Internacional Público. São Paulo: Saraiva, 2000.

ARISTÓTELES. Política. Tradução e Notas: António Campelo Amaral, Carlos de Carvalho Gomes. Lisboa: Vega, 1998. Título Original: Politikon (ΠΟΛΙΤΙΚΩΝ).

ARNAUD, André-Jean. O Direito entre Modernidade e Globalização: Lições filosóficas do Direito e do Estado. Trad. Patríce Charles Wuillaume. Rio de Janeiro: Renovar, 1999. Título Original: Entre modernité et mondialisation: cinq leçons d’histoire de la philosophie du Droit et de l’État.

BASTOS, Celso Ribeiro. Teoria do Estado e Ciência Política. São Paulo: Celso Bastos Editora, 2004.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização: As Conseqüências Humanas. Trad. Marcus Penchel. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. 1999. Título Original: Globalization: The Human Consequences. New York: Columbia University Press.;

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor. 2001. Título Original: Liquid Modernity. Cambridge: Polity.

BECK, Ulrich. La sociedad del riesgo global. Trad. Jesús Alborés Rey. Madrid, Siglo XXI, 2009. Título original: World Risk Society.

BECK, Ulrich. O que é globalização? Trad. André Carone, S. Paulo: Paz e Terra, 1999. Título Original: What is globalization?;

BECK, Ulrich. Sociedade de Risco - Rumo a uma outra modernidade. Sao Paulo: Editora 34, 2010. Título Original: Risk Society – towards a new modernity.

BERCOVICI, Gilberto. As possibilidades de uma Teoria do Estado. In LIMA, Martonio Mont’Alverne; ALBUQUERQUE, Paulo Antônio de Menezes. (Org.). Democracia, Direito e Política: estudos internacionais em homenagem a Friedrich Muller. Florianópolis: Fundação Boiteux/Conceito Editorial, 2006. p. 325-343.

BOBBIO, Norberto. Estado, governo, sociedade; por uma teoria geral da política. Trad. Marco Aurélio Nogueira. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997. Título original: Stato, governo, società. Per uma teoria generale della política.

BOBBIO, Norberto. Teoria do Ordenamento Jurídico. Trad. Ari Marcelo Solon. São Paulo: Editora EDIPRO, 2011. Título original: Teoria dell’ordinamento giuridico.

BOBBIO, Norberto; MATTEUCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de política. Trad. VARRIALE, Carmen C. Brasília: Universidade de Brasília, 1998.

BOSSELMANN, Klaus. The Principle of Sustainability: Transforming Law and Governance. Hampshire, England: Ashgate, 2008.

BRITO, Joaquim Maria Rodrigues de. Philosophia do Direito. 2. Ed. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1871.

BROWNLIE, IAN. Princípios do Direito Internacional Público. Trad. Maria Manuela Ferrajota; Maria João Santos; Victor Richard Stockinger e Patrícia Galvão Teles. Lisboa: Fundação Caloutste Gulbenkian, 1997. Título Original: Principles of Public International Law.

BULL, Hedley. The Anarchical Society: A study of order in world politics. 2. Ed. New York: Columbia University Press. 1995.

CANÇADO TRINDADE, Antônio Augusto. Os Princípios do Direito Internacional em um Mundo em Transformação. In: BROWNLIE, IAN. Princípios do Direito Internacional Público. Trad. Maria Manuela Ferrajota; Maria João Santos; Victor Richard Stockinger e Patrícia Galvão Teles. Lisboa: Fundação Caloutste Gulbenkian, 1997. Título Original: Principles of Public International Law.

CRUZ, Paulo Márcio; BODNAR, Zenildo. A transnacionalidade e a emergência do Estado e do direito transnacional. In: CRUZ, Paulo Márcio; STELZER, Joana (orgs). Direito e transnacionalidade. 1. ed. (ano 2009), 1 reimpr. Curitiba: Juruá, 2010.

DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de teoria geral do Estado. 25. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

DELMAS-MARTY. Mireille. Três Desafios para um Direito Mundial. Trad. Fauzi Hassan Choukr. Rio de Janeiro: Editora Lumen Juris, 2003. Título Original: Trois Défis pou un Droit Mondial.

DONNELLY, Jack. The Constitutional Structure of International Societies. Denver, Colorado: 2006. Digitado. Disponível em: . Acesso em: 08 ago. 2012. 17hs 13min.

FERRAJOLI, Luigi. Soberania no mundo moderno: nascimento e crise do Estado nacional. Trad. Carlo Coccioli, Márcio Lauría Filho. Revisão: Karina Jannini. São Paulo: Martins Fontes, 2002. Título original: La sovranità nel mondo moderno.

FERRER, Gabriel Ferrer. La Construcción del Derecho Ambiental. Revista Aranzi de Derecho Ambiental, Pamplona, España, n. 1, p. 73-93, 2002.

FRIEDMANN, Wolfgang. The Changing Structure of International Law. New York: Columbia University Press, 1964.

GUIMARÃES, Isaac N. B. Sabbá. Dogmática Penal e Poder Punitivo: Novos Rumos e Redefinições. 1. ed. Curitiba: Juruá, 2000.

HABERMAS, Jürgen. Las paix perpétuelle, le bicentenaire d’une idée kantienne. Paris: Ed. Du Cerf, 1996.

HELLER, Hermann. Teoria do Estado. Trad. Lycurgo Gomes da Motta. São Paulo: Mestre Jou,1968. Título original: Staatslehre.

HOBBES, Thomas. Leviatã ou matéria, forma e poder de um estado eclesiástico e civil. Tradução de João Paulo Monteiro e Maria Beatriz Nizza da Silva. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2002. Título Original: Leviathan or the Matter, Forme and Power of A Commonwealth Ecclesiasticall and Civil.

KANT, Immanuel. A Paz Perpétua: Um projeto filosófico. Tradução de Artur Morão. Lisboa: Edições 70. 1995. Título Original: Zum ewigen frienden, philosophischer entruff. p. 15-6.

KANT, Immanuel. Crítica da Razão Prática. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70. 1994. Título Original: Kritik der praktischen Vernunft.

KELSEN, Hans. Teoria geral do direito e do estado. 3. ed. Trad. Luís Carlos Borges. São Paulo: Martins Fontes, 1998. Título original: General theory of Law and state.

KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. Trad. João Batista Machado. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998. Título original: Reine Rechtslehre.

KOZICKI, Katya. Analisando as relações entre o Direito e a Política Democrática. In XXIII LASA International Congress, 2001, Washington: LASA 2001, 2001.

REZEK, José Francisco. Direito Internacional Público: Curso Elementar. 10 ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

SANTOS, Boaventura de Souza (org.). Globalização: Fatalidade ou utopia? 3. Ed. Porto: Afrontamento, 2005

SCHMITT, Carl. Teoria de la Constitución. Versión española de Francisco Ayala. Madrid: Alianza Editorial, 1996. Título original: Verfassungslehre.

SHAW. Malcolm. International Law. 6. ed. Cambridge: Cambridge University Press, 2008.

SIMMA, Bruno; PAULUS, Andreas L. The ‘International Community’: Facing the challenge of globalization. The European Journal of International Law. N. 9. 1998. P. 266-277.

STAFFEN, Márcio Ricardo; NISTLER, Regiane. Transnacionalidade e relações de trabalho: análise da imigração dos haitianos ao Brasil. Estamos preparados? Revista Eletrônica Direito e Política, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da UNIVALI, Itajaí, v.9, n.3, 3º quadrimestre de 2014. Disponível em: - ISSN 1980-7791.

STEINER, Hnery J.; ALSTON, Philip; GOODMAN, Ryan. International Human Rights in Context: law, politics, morals. 3. Ed. New York: Oxford University Press Inc. 2007

STELZER, Joana. O fenômeno da transnacionalização da dimensão jurídica. In: CRUZ, Paulo Márcio; STELZER, Joana (orgs). Direito e transnacionalidade. 1. ed. (ano 2009), 1 reimpr. Curitiba: Juruá, 2010.

TEIXEIRA, Carla Noura. Por uma nova ordem internacional – Uma proposta de Constituição Mundial. 306 pp. Tese de Doutorado em Direito. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP. São Paulo, 2009.

VERDROSS, Alfred. Derecho Internacional Publico. Tradução de Antonio Truyol y Serra. Madrid: Aguilar, 1980. Título Original: Völkerrecht.

VON LISZT, Franz. Tratado de Direito Penal Allemão. Vol. 1. Trad. José Hygino Duarte Pereira. Rio de Janeiro: F. Briguiet & Co. 1899. Título Original: Lehrbuch ães deutschen Strafrechts.

ZAFFARONI, Eugenio Raul e PIERANGELI, José Henrique. Manual De Direito Penal: Parte Geral. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-0604/revistadedireito.v11n1p68-79

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2238-0604

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Direito está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores

    
Periódicos CAPES  googlelogo_scholar.png
DOAJ.jpg
  
Diadorim.jpg
 
 dialnet.png
latindex.jpg
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png

 
circ.png
 
 miar.png

logo_base.gif
 
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png
 
CiteFactor2.png
  
Scilit logo