Pós-modernidade e principiologia jurídica: O ativismo judicial e sua validade no âmbito do Estado Democrático de Direito / Post-modernity and legal principiology: The judicial activism and its validity in the context of the Democratic State of Law

Valter Moura do Carmo, Ewerton Ricardo Messias

Resumo


Resumo: Atualmente, a hermenêutica jurídica assume características específicas, vez que, diante dos conceitos jurídicos indeterminados, exige-se do juiz uma postura altamente construtiva do conteúdo semântico dos enunciados sob análise, ambiente propício para o surgimento do ativismo judicial. O presente artigo visa a analisar o que seja o ativismo judicial e sua eventual validade no âmbito do Estado Democrático de Direito. Com esse intuito, são investigados a distinção entre Direito e sistema jurídico e entre ordenamento jurídico e sistema jurídico; a principiologia jurídica pós-moderna e sua influência no surgimento do ativismo judicial; a definição de judicialização e a distinção entre ativismo judicial, livre convencimento motivado do juiz e pró-atividade judicial e o risco ao Estado Democrático de Direito diante de uma eventual ditadura do Poder Judiciário. Para a obtenção dos resultados almejados pela pesquisa, o método de abordagem a ser seguido será o empírico-dialético, utilizando-se de pesquisa bibliográfica e legislativa, tendo como pano de fundo um sistema de referência pautado no giro linguístico, representado por meio do Constructivismo Lógico-Semântico de Paulo de Barros Carvalho. Em conclusão, aponta-se que o ativismo judicial não tem validade no âmbito do Estado Democrático de Direito, tendo-se por base o referencial teórico adotado.

 

Palavras-chave: Princípios. Conceitos jurídicos indeterminados. Democracia. Interpretação normativa intersubjetiva.

 

 

Abstract: Currently legal hermeneutics presents specific characteristics, since, in view of indeterminate legal concepts, the judge is required to play a highly constructive role on the semantic content of the statements under analysis, a situation conducive to the emergence of judicial activism. The present article analyses what is judicial activism and its possible validity within the scope of the Rule of Law. With this in mind, we investigate the distinction between Law and legal system and between legal system and legal hierarchy; a number of postmodern legal principles and their influence on the emergence of judicial activism; the definition of judicialisation and the distinction between judicial activism, free convincing of the judge and pro-judicial activity, and the risk to the Democratic Rule of Law in the face of a possible dictatorship of the Judiciary branch. In order to obtain the results sought by our research, the method of approach we used is the empirico-dialectic, based on the use of bibliographical and legislative sources. As background, we use a reference system based on the linguistic turn, inspired by the Logical-Semantic Constructivism of Paulo de Barros Carvalho. In conclusion, based on the theoretical framework adopted, we point out that judicial activism has no validity within the scope of the Democratic Rule of Law.

Keywords: Principles. Undetermined legal concepts. Democracy. Intersubjective normative interpretation.


Palavras-chave


Princípios; Conceitos jurídicos indeterminados; Democracia; Interpretação normativa intersubjetiva.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARAÚJO, Clarice Von Oertzen. Semiótica do Direito. São Paulo: Quartier Latin, 2005.

BARROSO, Luis Roberto. Judicialização, Ativismo judicial e legitimidade democrática. [Syn]Thesis, Rio de Janeiro, v. 5, n. 1, p. 23-32, 2012.

BRAIDA, Celso R. Apresentação. In: SCHLEIERMACHER, Friedrich D. E. Hermenêutica: arte e técnica da interpretação. Tradução e apresentação de Celso Reni Braida. Petrópolis: Vozes, 1999. p. 7-22.

CARVALHO, Aurora Tomazini de. Teoria Geral Do Direito: O Constructivismo Lógico-Semântico. 2009. 623 f. Tese (Doutorado em Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo. 30 ago. 2009. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/teste/arqs/cp098895.pdf. Acesso em: 29 mar. 2017.

CARVALHO, Paulo de Barros. O princípio da segurança jurídica em matéria tributária. Revista da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 98, p. 159-180, 2003.

CARVALHO, Paulo de Barros. Direito Tributário, Linguagem e Método. 3. ed. São Paulo: Noeses, 2009.

CARVALHO, Paulo de Barros. Constructivismo lógico-semântico. Disponível em: https://enciclopediajuridica.pucsp.br/verbete/101/edicao-1/constructivismo-logico-semantico. Acesso em: 14 jun. 2017.

CARVALHO, Paulo de Barros. Algo sobre o Constructivismo Lógico-Semântico. 19 março 2014. Disponível em http://www.ibet.com.br/download/Paulo%20de%20Barros%20Carvalho(2).pdf. Acesso em: 23 abr. 2017.

ENGISH, Karl. Introdução ao pensamento jurídico. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1988.

FERRAZ JÚNIOR, Tércio Sampaio. Introdução ao estudo do direito. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

HART, Herbert Lionel Adolphus. O conceito de direito. Tradução de Armindo Ribeiro Mendes. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

LONGHI, Armindo José. A ação educativa na perspectiva da teoria do agir comunicativo de Jünger Habermas: uma abordagem reflexiva. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP: 2005. Disponível em http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000361246&fd=y. Acesso em: 26 abr. 2017.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de direito administrativo. 30. ed. São Paulo: Malheiros, 2013.

MORCHÓN, Gregorio Robles. Teoria del derecho: fundamentos de teoria comunicacional del derecho. Madrid: Civitas, 1998. v. 1.

MORCHÓN, Gregorio Robles. O Direito Como Texto: Quatro estudos se teoria comunicacional do direito. Barueri, SP: Manole. 2005.

NERY JÚNIOR, Nelson. Princípios do Processo Civil na Constituição Federal. 8. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2004.

SILVA, Renato de Almeida Vieira e. Os ideais de igualdade, fraternidade e liberdade na prática democrática: entre Rousseau e Habermas. Revista Lumen et Virtus, São Paulo, v. II, n. 4, p. 121-133, maio 2011. Disponível em: http://www.jackbran.com.br/lumen_et_virtus/numero4/PDF/OS%20IDEIAIS%20DE%20IGUALDADE%20%20FRATERNIDADE%20E%20LIBERDADE%20NA%20PRATICA%20DEMOCRATICA.pdf. Acesso em: 26 abr. 2017.

TREVISOL, Marcio Giusti. Ação comunicativa e pedagógica: alguns apontamentos sobre educação e mídia. In: CINFE, Congresso Internacional de Filosofia e Educação, V, 2010, Caxias do Sul-RS. Anais... Caxias do Sul: UCS, 2010. Disponível em: https://www.ucs.br/ucs/eventos/cinfe/artigos/arquivos/eixo_tematico7/Acao%20comunicativa%20e%20pedagogia%20alguns%20apontamentos%20sobre%20educacao%20e%20midia.pdf. Acesso em: 26 abr. 2017.

VILANOVA, Lourival. Fundamentos do Estado de Direito. In: VILANOVA, Lourival Escritos Jurídicos e Filosóficos, v. I. São Paulo: IBET/Axis-Mundi, 2008. p. 413-430.

VITA, Jonathan Barros. Valoração aduaneira e preços de transferência: pontos de conexão e distinções sistêmico-aplicativas. 2010. 927f. Tese (Doutorado em Direito) – Pontifícia Universidade Católica. São Paulo. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/5458/1/Jonathan%20Barros%20Vita.pdf. Acesso em: 06 abr. 2017.




DOI: https://doi.org/10.18256/2238-0604.2017.v13i3.2163

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2238-0604

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Direito está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores

    
Periódicos CAPES  googlelogo_scholar.png
DOAJ.jpg
  
Diadorim.jpg
 
 dialnet.png
latindex.jpg
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png

 
circ.png
 
 miar.png

logo_base.gif
 
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png
 
CiteFactor2.png
  
Scilit logo