Uma visão constitucional e civil do novo paradigma da privacidade: o direito a ser esquecido/A constitutional and civil vision of the new privacy paradigm: the right to be forgotten

Maria Helena Diniz

Resumo


Resumo: Neste artigo procurar-se-á fazer uma reflexão sob a ótica constitucional-civil sobre: a) o direito a ser esquecido como um direito fundamental, como um direito da personalidade e como paradigma da privacidade histórica; b) a dignidade da pessoa humana como ponto central do direito a ser esquecido; c) a ideia de que a ofensa ao direito a ser esquecido é uma afronta à vida digna, que é um bem precioso, que se sobrepõe a todos.

Palavras chaves: direito a ser esquecido – direito fundamental – direito da personalidade – dignidade humana – mínimo existencial - privacidade histórica.

 

Abstract: In this article we intent to reflect on the constitutional-civil perspective about: a) the right to be forgotten as a fundamental right, as a right of the personality and as a paradigm of historical privacy; B) the dignity of the human person as the central point of the right to be forgotten; C) the idea that the offense to the right to be forgotten is an affront to the dignified life, which is a precious asset, which overcomes all the others.

Keywords: right to be forgotten - fundamental right - right of personality - human dignity - existential minimum - historical privacy.


Texto completo:

PDF HTML

Referências


AUSLOOS, Jef. The right to be forgotten’ - worth remembering? Disponível em: < https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=1970392 >. Acesso em: 20 jan. 2016.

AZEVEDO, Antônio J de. Caracterização jurídica da dignidade da pessoa humana. Revista da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, 97: 107-125, 2002.

BITTAR, Carlos Alberto. Os direitos da personalidade. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

CASTELLANO, Pere S. El régimèn constitucional del derecho al olvido digital. Valência: Tirant lo Blanc, 2012.

CAVALIERI FILHO, Sérgio. Programa de responsabilidade civil. São Paulo: Altas, 2010.

CONSOLI, Giuseppe. Il diritto all ‘ oblio. in Atti del convegno di studi del 17 maggio 1997. Enrico Gabrielli (org). Nápoles: Scintifiche Italiane, 1999.

COSTA, Helena Regina L. da. A dignidade humana. São Paulo: RT, 2008.

CURY NETO, David. Tutela civil do direito ao esquecimento. Dissertação de mestrado apresentada na PUCSP em 2015.

DANTAS, Fabiana S. Direito fundamental à memoria. Curitiba: Juruá, 2010.

DEVERGRANNE, Thiébaut. Le droit à l’ oubli sur internet: petit guide juridique pour faire valoir ses droits. Disponível em: < https://www.donneespersonnelles.fr/droit-a-l-oubli >. Acesso em: 10 fev. 2016.

DINIZ, Mª Helena. Curso de direito civil brasileiro. São Paulo: Saraiva, vol. 1, 2015.

DOTTI, René Ariel. O direito ao esquecimento e a proteção do habeas data. In Habeas Data. Teresa Wambier (coord). São Paulo: RT, 1998.

FERREIRA BASTOS. Lucia Elena A. Anistia – as leis internacionais e o caso brasileiro. Curitiba: Juruá, 2009.

FERRIANI, Luciana de P.A. Direito ao esquecimento como um direito da personalidade. Tese de doutorado apresentada na PUCSP em 2016.

FINOCCHIARO, Giusella. Il diritto all ‘ oblio nel quadro dei diritto della personalità. In Il Diritto Dell ‘ Informazione e Dell ‘ Informática, fasc. 4 e 5, 2014.

GARCIA, Emerson. Dignidade da pessoa humana: referencial metodológico e regime jurídico. De jure, 8: 137-163.

HABERMAS, Jürgen. Sobre a Constituição da Europa. São Paulo: Unesp, 2012.

LETTERON. Le droit à l’ oubli. Revue Du droit public, 1996, n.2, p. 407 e ss.

LIMA, Erik N. K. P. Direito ao esquecimento discussão europeia e sua repercussão no Brasil. Revista de Informação Legislativa, 199: 277ss, 2013.

LORDA, Juan Luis. Moral - a arte de viver. Quadrante, 2001.

LOUREIRO, Claudia R. de O. M. S. A proteção universal dos direitos da personalidade. Tese de doutorado apresentada na PUCSP em 2014.

MANTOVANI, Fernando Diritto alla riservateza e libertà di manifestazioni del pensiero con rignardo alla publicità dei fatti criminosi. Modena, Stem. Mucchi, 1968.

MAYER - SCHÖNBERGER, Viktor. Delete, The virtue of forgetting in the digital age. Princeton: Princeton University Press, 2009.

MEZZANOTE, M, Il diritto all’ oblio - Contributo allo studio della privacy storica. Nápoles: Scientifique Italiane, 2009.

MOTA PINTO, Paulo. Direitos da personalidade no Código Civil português e no Código Civil brasileiro. Revista Jurídica, n. 313. p. 7ss.

OST, François. O tempo do direito. Bauru: Edusc, 2005.

PERLINGIERI, Pietro. Perfis do direito civil. Rio de Janeiro: Renovar, 2002.

PIZZETTI, F. Il caso del diritto all ‘ oblio. Torino: Giappichelli, 2013.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento Campinas: Unicamp, 2007

SARAPU, Daniel V. Direito e memória: uma compreensão temporal do direito. Belo Horizonte: Arraes, 2012.

SARLET, Ingo W. Dignidade da pessoa humana e direitos fundamentais na Constituição Federal de 1988. Porto Alegre: Livraria dos advogados, 2012.

SGROI, Vittorio. Il diritto all’ oblio. Gabrielli (Org.) Nápoles: Scientifique Italiana, 1999.

SOARES, Mauricio et al. O direito fundamental à memoria e à verdade. Curitiba: Juruá, 2013.

TELLES Jr., Goffredo. Direito subjetivo. Enciclopédia Saraiva de Direito, v. 28, p. 315-316.

TERWANGNE, Cécile de. Internet privacy and the right to be forgotten/right to Oblivion. Revista de los estudios del Derecho y Ciencia Politica de la UOC, n, 13, 2012, p. 112ss.

TOSCANO JR. Jose A. et al. O direito a ser esquecido frente ao avança de novos paradigmas engendrados pelo desenvolvimento tecnológico. Revista Eletrônica – Direito – FDB, vol. 1, n. 1 julho a dezembro 2014.

ZWEIGERT, Konrad; KÖTZ, Hein. Introduction to comparative law. Oxford: Claredon Press, 1998.




DOI: https://doi.org/10.18256/2238-0604/revistadedireito.v13n2p7-25

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2238-0604

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Direito está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores

    
Periódicos CAPES  googlelogo_scholar.png
DOAJ.jpg
  
Diadorim.jpg
 
 dialnet.png
latindex.jpg
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png

 
circ.png
 
 miar.png

logo_base.gif
 
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png
 
CiteFactor2.png
  
Scilit logo