Serviços públicos no Brasil: uma análise a partir das esferas de titularidade

Fernando Borges Manica, Fernando Menegat

Resumo


Este artigo enfoca a configuração dos serviços públicos dentro das esferas de titularidade delineadas na Constituição brasileira de 1988, analisando temas como a titularidade sobre os serviços públicos, suas hipóteses de delegação e as possibilidades de exploração pela iniciativa privada.

Palavras-chave


Serviço público; Titularidade; Concorrência; Delegação

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARAGÃO, Alexandre Santos de. Direito dos serviços públicos. Rio de Janeiro: Forense, 2007.

CASSAGNE, Juan Carlos. La Intervención Administrativa. 2.ed. Buenos Aires: Abeledp-Perrot, 1994.

CHEVALLIER, Jacques. Science administrative. 3.ed. Paris: Presses Universitaires de France, 2002.

COUTO E SILVA, Almiro do. Privatização no Brasil e o novo exercício de funções públicas por particulares. In: MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo (Coord). Uma avaliação das tendências contemporâneas do Direito Administrativo. Rio de Janeiro: Renovar, 2003.

GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na constituição de 1988. 11.ed. São Paulo: Malheiros, 2006.

JÈZE, Gaston. Princípios Generales del Derecho Administrativo. Tomo I. Buenos Aires: Depalma, 1948.

JÈZE, Gaston. Princípios Generales del Derecho Administrativo. Tomo II. Trad. Julio N. San Millán Almagro. Buenos Aires: Depalma, 1949.

JORDANA DE POZAS, Luis. Ensayo de una teoría del fomento en el Derecho Administrativo. Revista de Estudios Políticos, n. 48, p. 46, 1949.

JUSTEN FILHO, Marçal. Teoria Geral das Concessões de Serviço Público. São Paulo: Dialética, 2003.

MÂNICA, Fernando Borges. O Setor Privado nos Serviços Públicos de Saúde. Belo Horizonte: Fórum, 2010.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo. 26. Ed. São Paulo: Malheiros, 2008.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Natureza e regime jurídico das autarquias. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1968.

MENEGAT, Fernando. Autorizações administrativas regulatórias: A evolução do Direito Administrativo e a mutação das autorizações nos setores de infraestrutura. 363 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2014.

MORAND-DEVILLER, Jacqueline. Cours de Droit Administratif. 7.ed. Paris: Montchrestien, 2001.

NUSDEO, Fábio. Curso de economia: introdução ao direito econômico. 8.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

SCHIRATO, Vitor Rhein. Livre iniciativa nos serviços públicos. Belo Horizonte: Fórum, 2012.

SOUTO, Marcos Juruena Villela. Estímulos positivos. In: OLIVEIRA, Gustavo Justino de (coord.). Terceiro Setor, Empresas e Estado: Novas Fronteiras entre o Público e o Privado. Belo Horizonte: Fórum, 2007.

SUNDFELD, Carlos Ari. Loterias estaduais na Constituição de 1988. Revista de Direito Público, n. 91, v. 22, Rio de Janeiro, jul./set. 1989.




DOI: https://doi.org/10.18256/2238-0604.2018.v14i1.1575

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2238-0604

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Direito está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores

    
Periódicos CAPES  googlelogo_scholar.png
DOAJ.jpg
  
Diadorim.jpg
 
 dialnet.png
latindex.jpg
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png

 
circ.png
 
 miar.png

logo_base.gif
 
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png
 
CiteFactor2.png
  
Scilit logo