O tributo como mecanismo de barganha politica / Taxing as a tool of political bargaining

Maurin Almeida Falcão, Luciana Gualda e Oliveira

Resumo


 

RESUMO

O presente trabalho tem o objetivo de apresentar e analisar o contexto sociopolítico do tributo a partir de uma ênfase voltada para a sua percepção como fato social, jurídico, econômico e político. Em realidade, a argumentação a ser desenvolvida ocorrerá no sentido de harmonizar essas diferentes percepções e demonstrar a importância do ônus fiscal como pedra angular do Estado Democrático de Direito. Não obstante essa perspectiva faz-se necessário apontar a sua utilização como meio de barganha política, ressaltando de passagem, a divisão de classes e a disputa pela riqueza social como variáveis importantes que incidem na definição do perfil do sistema tributário. Nessa direção, o trabalho questiona sobre a accountability do Estado com vistas a preservar os valores do tributo como importante fato social.

Palavras-chave: Tributação – Contexto sociopolítico – Barganhas políticas.

ABSTRACT

 

This study aims to present and analyze the sociopolitical context of tax from a focused emphasis on their perception as a social, legal, economic and political fact. Thus, the argument will be lead in order to harmonize these different perceptions and demonstrate the importance of the tax burden as a keystone of democratic legal state. Despite this perspective, it is necessary to point out its use as a means of political bargaining, noting in passing the class division and competition for social wealth as important variables that affect the definition of the tax system profile. In this sense, the work questions about the state of accountability in order to preserve the tax values as an important social fact.

Keywords: Taxing – Sociopolitical context – Political bargaining.


Palavras-chave


Tributação – Contexto sociopolítico – Barganhas políticas.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BARRETO, Lucas Hayne Dantas. Legitimidade do Direito: entre Kelsen e Habermas. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 17, n. 3315, 29 jul. 2012. Disponível em: http://jus.com.br/artigos/22283. Acesso em: 16 junho 2015.

BOUVIER, Michel. Introduction au droit fiscal et à la théorie de l’impôt. Paris: LGDJ, 1996.

CELLA, José Renato Gazieiro. A Crítica de Habermas à Ideia de Legitimidade em Weber e Kelsen. In: XXII Congresso Mundial de Filosofia del Derecho e Filosofia Social, Granada, 2005. Disponível em: http://www.cella.com.br/conteudo/Habermas-IVR-01.pdf. Acesso em: 03 jan. 2011.

DURKHEIM, Émile. As regras do método sociológico. 17. ed. Tradução de Maria Isaura Pereira de Queiroz. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2002.

EISENSTEIN, L. The Ideologies of Taxation. New York: Ronald Press, 1961.

FALCÃO, Maurin Almeida. A teoria do fato social em Durkheim e os elementos de conexão para uma análise sociológica do tributo. Revista de Informação Legislativa. Brasília, 49, n. 196, p. 39-51, out./dez. 2012.

FALCÃO, Maurin Almeida. Desenvolvimento econômico e expansão dos sistemas tributários. In: Anais do XIII Conpedi, Florianópolis, 2003.

GIDDINGS, F.H. The Principles of Sociology. New York, The Philosophical Review, 1926.

KELSEN, Hans. Teoria Pura do Direito. Traduzido por João Baptista Machado. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

GIAMBIAGI, F. et al. O Tributo Reflexão Multidisciplinar sobre a sua Natureza. In: MARTINS, Ives Gandra da Silva (coor.). Rio de Janeiro: Forense, 2007.

MEDEIROS, Saulo. Breve histórico dos tributos. Disponível em: http://www.juristas.com.br/informacao/artigos/breve-historico-dos-tributos/1656/. Acesso em: 31 maio 2015.

MELLO, Marcos Bernardes de. Teoria do Fato Jurídico: Plano da existência. 8. ed., atual. São Paulo: Saraiva, 1998.

MEYNAUD, Jean. Les groupes de pression. Paris: Presses Universitaires de France, 1960.

MISES, L. von. Ação Humana - Um Tratado de Economia. Disponível em: http://www.mises.org.br/EbookChapter.aspx?id=297. Acesso em: 31 maio 2015.

RÁO, Vicente. Ato Jurídico: Noção, pressupostos, elementos essenciais e acidentais: o problema do conflito entre os elementos volitivos e a declaração. 4. ed. anotada, rev. e atual. por Ovídio Rocha Barros Sandoval. São Paulo: Ed. Revista dos Tribunais, 1997.

ROSANVALLON, Pierre. La société des égaux. Paris: Editions du Seuil, 2011.

R.M. MacIiver, Society. Nova Iorque, 1937.

SALANIÉ, B. Théorie économique de la fiscalité. Paris: Economica, 2002.

SCHEVE, Kenneth; STASAVAGE, David. Taxing the Rich – A History of Fiscal Fairness in the United States and Europe. Princeton and Oxford: Princenton University, 2016.

STEICHEN, Alain. Notas de aula. Disponível em http://www.bsslaw.net/optimized/pdf/541226743f. Acesso em: 28 jun. 2004.

STEFENONI, Mariana Clara. A Teoria dos Fatos Jurídicos no Direito Brasileiro. Disponível em: http://www.conteudojuridico.com.br/artigo,a-teoria-dos-fatos-juridicos-no-direito-brasileiro,42008.html. Acesso em: 17 jun. 2015.

TRÉMOULINAS, Alexis. Comprendre la fiscalité. Paris: Bréal, 2011.

WALRAS, Léon. Éléments d’économie politique. Paris: Librairie Général de Droit et de Jurisprudence, 1952.




DOI: https://doi.org/10.18256/2238-0604.2017.v13i3.1559

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2238-0604

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Direito está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores

    
Periódicos CAPES  googlelogo_scholar.png
DOAJ.jpg
  
Diadorim.jpg
 
 dialnet.png
latindex.jpg
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png

 
circ.png
 
 miar.png

logo_base.gif
 
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png
 
CiteFactor2.png
  
Scilit logo