O princípio da laicidade e os símbolos religiosos na Itália / The principle of secularism and religious symbols in Italy

Eder Bomfim Rodrigues

Resumo


As relações entre Estado e religião têm sido objeto de muitas discussões no constitucionalismo contemporâneo, principalmente quando se relaciona o princípio da laicidade com a presença de símbolos religiosos em prédios públicos, tais como os crucifixos. Hoje, não é possível dizer que a religião é algo que apenas faça parte da vida privada dos cidadãos, pois essa afirmação não é uma verdade absoluta, sobretudo na Itália, que possui uma história marcada por fortes e intensas relações entre o Estado, a Igreja Católica e a sociedade. Este trabalho busca analisar o princípio da laicidade na Itália com base na legislação e em casos que chegaram à Corte Constitucional, ao Conselho de Estado e até mesmo à Corte Europeia de Direitos Humanos. Com isso, o objetivo é apresentar um novo significado para a laicidade a partir do patriotismo constitucional e do reconhecimento da ética da hospitalidade.

Abstract

Relations between State and religion have been the subject of much discussion in the contemporary constitutionalism, especially when it relates the principle of secularism with the presence of religious symbols in public buildings, such as crucifixes. Today, it is not possible to say that religion is something that it is only part of private life of citizens, because this assertion would not be an absolute truth, especially in Italy, which has a history marked by strong and intense relations between the State, the Catholic Church and society. This paper analyzes the principle of secularism in Italy based on legislation and cases brought to the Constitutional Court, the State Council and even the European Court of Human Rights. Thus, the purpose is to present a new meaning to secularism from the constitutional patriotism and the recognition of the ethics of hospitality.

Keywords

Secularism. Religious symbols. Constitutional patriotism. Hospitality.


Palavras-chave


Laicidade; Símbolos religiosos; Patriotismo constitucional; Hospitalidade

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ALONSO, Víctor J. Vázquez. Laicidad y Constitución. Madrid: Centro de Estudios Políticos y Constitucionales, 2012.

ARRIBAS, Santiago Cañamares. Libertad religiosa, simbología y laicidad del Estado. Navarra: Aranzadi, 2005.

CALZADILLA, María Cruz Llamazares. Ritos, signos e invocaciones: Estado y simbología religiosa. Madrid: Dykinson, 2015.

CORTE EUROPEIA DE DIREITOS HUMANOS. Grand Chamber. Case of Lautsi and others v. Italy. Application n. 30814/06. Strasbourg, 18 mar. 2011. Disponível em: < http://hudoc.echr.coe.int/sites/eng/pages/search.aspx?i=001-104040 >. Acesso em: 07 fev. 2016.

CRUZ, Álvaro Ricardo de Souza. Poder constituinte e patriotismo constitucional. In: GALUPPO, Marcelo Campos (Org.). O Brasil que queremos: reflexões sobre o Estado democrático de direito. Belo Horizonte: PUC Minas, 2006. p. 47-103.

DERRIDA, Jacques. Questão do estrangeiro: vinda do estrangeiro. In: DUFOURMANTELLE, Anne. Anne Dufourmantelle convida Jacques Derrida a falar da hospitalidade. Tradução de Antonio Romane. São Paulo: Escuta, 2003. p. 05-65.

DÍAZ-SALAZAR, Rafael. Democracia laica y religión pública. Madrid: Taurus, 2007.

GÓMEZ, Rebeca Vázquez. El uso de símbolos como ejercicio del derecho de libertad religiosa en el ordenamiento jurídico italiano. Pamplona: Editorial Aranzadi, 2012.

HABERMAS, Jürgen. Entre naturalismo y religión. Barcelona: Paidós Ibérica, 2006.

ITÁLIA. Carta dei valori della cittadinanza e dell’integrazione di 23 aprile 2007. Edizione plurilíngue a cura di Progetto Immigrazione Oggi-ONLUS. Versione in Spagnolo. Traduzione di María Esperanza García Sánchez. Disponível em: < http://www.immigrazioneoggi.it/onlus/dwnld/cartadeivalori_es.pdf >. Acesso em: 07 fev. 2016.

ITÁLIA. Constituição (1948). Constituição da República Italiana. Disponível em: < http://www.educazioneadulti.brescia.it/certifica/materiali/6.Documenti_di_riferimento/La%20Costituzione%20in%2015%20lingue%20(a%20cura%20della%20Provincia%20di%20Milano)/CostituzioneItaliana-Portoghese.pdf >. Acesso em: 07 fev. 2016.

ITÁLIA. Corte Constitucional da República Italiana. Sentença 203/1989. Rel. Francesco Paolo Casavola. Gazzata Ufficiale della Repubblica, Roma, 19 abr. 1989. Disponível em: < http://www.cortecostituzionale.it/actionPronuncia.do >. Acesso em: 07 fev. 2016.

ITÁLIA. Tribunale Amministrativo Regionale del Lazio. Sentenza 4558/2002. Roma, 18 abr. 2002. Disponível em: < http://www.giustiziaamministrativa.it/DocumentiGA/Roma/Sezione%201T/2002/200202569/Provvedimenti/RM_200204558_SE.DOC >. Acesso em: 07 fev. 2016.

MACLURE, Jocelyn; TAYLOR, Charles. Laicidad y libertad de conciencia. Tradução de María Hernández. Madrid: Alianza Editorial, 2011.

OLIVEIRA, Marcelo Andrade Cattoni de. Poder constituinte e patriotismo constitucional. Belo Horizonte: Mandamentos, 2006.

OTAOLA, Javier. Laicidad: una estrategia para la libertad. Barcelona: Bellaterra, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-0604/revistadedireito.v13n2p336-356

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2238-0604

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Direito está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores

    
Periódicos CAPES  googlelogo_scholar.png
DOAJ.jpg
  
Diadorim.jpg
 
 dialnet.png
latindex.jpg
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png

 
circ.png
 
 miar.png

logo_base.gif
 
 
 logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png
 
CiteFactor2.png
  
Scilit logo