Gestão do Conhecimento Corporativo: Um Fator de Competitividade para as Organizações

Christine da Silva Schröeder, Mônica Da Pieve Antunes, Julcimar Luíz de Oliveira

Resumo


O conhecimento adquirido ao longo dos tempos levou o homem a deixar de ser nômade, evoluindo processos relacionados à agricultura e pecuária e, com isso, descobriu que poderia cultivar seus alimentos e domesticar os animais, não precisando mudar de um lugar para outro para garantir sua sobrevivência. Porém, naquela época, não foi possível documentar o conhecimento que haviam adquirido e a tecnologia que desenvolveram. Graças ao conhecimento adquirido pelo homem ao longo dos tempos, temos avançadas tecnologias que nos proporcionam melhor qualidade de vida e de trabalho. A sociedade contemporânea está se caracterizando pela velocidade que as mudanças estão ocorrendo no ambiente, ocasionadas pela globalização e pelo fácil acesso a informação, o que vem gerando constantemente novos conhecimentos.  As organizações dessa nova sociedade devem estar preparadas para essas constantes mudanças, para que assim se mantenham competitivas e possam se perpetuar no mercado. À respeito disto, a gestão do conhecimento ganhou notoriedade nas discussões acadêmicas e organizacionais devido à relevância do assunto como forma de transformá-lo em fatores competitivos. Desta forma, o presente artigo pretende apresentar e discutir as teorias e ferramentas pertinentes à criação, disseminação e utilização dos inúmeros conhecimentos gerados pelas pessoas nas organizações. Este estudo justifica-se pela temática contemporânea e ainda em fase de desenvolvimento e da importância do referido no cenário globalizado e competitivo. A metodologia utilizada foi de caráter bibliográfico e as perspectivas geradas pela discussão giram em torno das ferramentas existentes para a criação e disseminação do conhecimento organizacional como a universidade corporativa ou a simples adoção de reuniões expositivas para a geração de idéias voltadas ao cenário das organizações. Além destas, as organizações podem utilizar sistemas complexos de informação, redes sociais relacionadas à práticas e educação corporativa continuada. As organizações já se deram conta que a Gestão do Conhecimento Corporativo não pode ser vista como modismo gerencial, pois o conhecimento corporativo deve ser tratado como um bem valioso para a perpetuidade das organizações.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18256/2237-7956/raimed.v1n1p29-53

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.