Meta-Síntese da Publicação Científica de Tecnologia da Informação no Ensino Superior Contábil

Alex Sandro Rodrigues Martins, Alexandre Costa Quintana, Anderson Betti Frare, Débora Gomes de Gomes

Resumo


As tecnologias da informação apresentam-se de maneira interativa, dinâmica e propulsora em diversos contextos e campos do conhecimento. No ensino superior demonstram-se pertinentes, atuando como meio facilitador no processo de ensino-aprendizagem. Nesta perspectiva, o objetivo deste estudo é analisar a produção científica dos periódicos ativos e continuados em contabilidade ligados a programas de pós-graduação e cursos de graduação em contabilidade e a orgãos relacionados a profissão contábil com o Qualis A1 a B4 (Webqualis, 2016), sobre a temática de tecnologia da informação no ensino superior contábil, no período de 1989 a 2019, por intermédio de uma meta-síntese. Para tanto, a coleta de dados teve início com o acesso à plataforma Sucupira, na qual, após a aplicação de critérios de filtragem, resultou em um portfólio final de dez artigos. Os resultados indicam que esse tema, em periódicos de contabilidade, apresenta-se em fase inicial de desenvolvimento, mesmo que os avanços tecnológicos estejam mais próximos da sociedade em geral. O perfil das publicações está inclinado para dois aspectos, um deles são pesquisas direcionadas para a educação à distância, o outro tange à busca da interação entre os sistemas de informação da área contábil com o ensino da contabilidade em salas de aulas, com o propósito de verificar a importância da inclusão desses softwares nas disciplinas de graduação.


Palavras-chave


Tecnologia da Informação; Contabilidade; Ensino Superior; Publicações; Periódicos

Texto completo:

PDF

Referências


Albertin, A. L., & Moura, R. M. (1994). Informática e a educação básica: elaboração de cenários alternativos. Anais do Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração, Curitiba, Brasil, 18.

Almerich, G., Orellana, N., Suárez-Rodríguez, J., & Díaz-García, I. (2016). Teachers’ information and communication technology competences: a structural approach. Research article Computers & Education, 100(1), 110-125.

Andrade, M. M. de. (2010). Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalho na graduação. São Paulo: Atlas.

Antonelli, R. A., Guelfi, B. F. C., Tumelero, R. C., & Voese, S. B. (2018). Ao mestre com carinho: o bom professor sob a ótica dos discentes de ciências contábeis da geração Y. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, 12(1), 45-65.

Atif, Y. (2013). Conversational learning integration in technology enhanced classrooms. Computers in Human Behavior, 29(2), 416-423.

Braga, P. D. C. (2015). Uso da tecnologia da informação e comunicação no processo de ensino e aprendizagem: estudo de um curso superior de ciências contábeis. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, São Paulo, SP, Brasil.

Carmo, L. M., Gomes, M. Z., & Macedo, M. A. S. (2016). Competências em tecnologia da informação e sistemas de informação: um estudo sobre a percepção de discentes em ciências contábeis. Revista Mineira de Contabilidade, 17(1), 25-38.

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (2018). Periódicos Capes. Recuperado em 08 junho, 2018, de http://www.periodicos.capes.gov

Cornacchione Jr., E. B. (2004). Tecnologia da educação e cursos de ciências contábeis: modelos colaborativos virtuais. Tese (Livre Docência em Educação Contábil) - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Cornacchione Jr. E. B., & Silva M. da. (2002). Tecnologia da educação: análises envolvendo experimentos a distância e presenciais em disciplinas de cursos de contabilidade. Contab. Vista & Rev., 13(1), 57-92.

Cornacchione Jr, E. B., & Nova, S. P. de C. C., & Trombetta, M. R. (2007). Educação on-line em contabilidade: propensão e aspectos curriculares. Revista Contabilidade & Finanças, 1(1), 56-90.

Crisóstomo, V. L., Freire, F. S., Silva, R. N., Macedo, T., & Motac. (2002). Tecnologia da informação no ensino contábil. Revista Brasileira de Informática na Educação, 10(1), 45-52.

Dalton, D. R., & Dalton, C. M. (2008). Meta-analyses: some very good steps toward a bit longer journey. Organizational Research Methods, 11(1), 127-147.

Faotto, C. L. F., & Jung, C. F. (2018). Perfil e tendências profissionais no âmbito nacional e internacional: um estudo acerca da percepção de acadêmicos de um curso de ciências contábeis do Vale do Paranhana-RS. Revista Eletrônica do Curso de Ciências Contábeis, 7(1), 171-199.

Finfgeld-Connett, D. (2008). Meta-synthesis of caring in nursing. Journal of Clinical Nursing, 17, 196-204.

Gianoto Jr, N., Gomes, M., Marques, J., & Canan, I. (2007). O papel da tecnologia da informação na formação do profissional de ciências contábeis: um estudo sobre as percepções dos professores das IES da cidade do Rio de Janeiro. Revista Sociedade, Contabilidade e Gestão, 2(2), 23-31.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Henderson, M., Selwyn, N., & Aston, R. (2015). What works and why? Student perceptions of ‘useful’ digital technology in university teaching and learning. Studies in Higher Education, 42(8), 1567-1579.

Hoon, C. (2013). Meta-synthesis of qualitative case studies: an approach to theory building. Organizational Research Methods, 16(4), 522-556.

Hunter, J., Schmidt, F., & Jackson, G. (1982). Meta-analysis: cumulating research findings across studies. Beverly Hills: Sage.

Jena, P. C. (2011). Effect of technology based learning environment on academic achievement. Techno Learn, 1(2), 221-229.

Kenski, V. (1998). Novas tecnologias: o redimensionamento do espaço e do tempo e os impactos no trabalho docente. Revista Brasileira de Educação, 8, 58-71.

Kenski, V. M. (2010). Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas: Papirus.

Kirkwood, A., & Price, L. (2014). Technology-enhanced learning and teaching in higher education: what is ‘enhanced’ and how do we know? A critical literature review. Jounal Learning, Media and Technology, 39(1), 6-36.

Lai, K., & Hong, K. (2015). Technology use and learning characteristics of students in higher education: do generational differences exist? British Journal of Educational Technology, 46(4), 725-738.

Marcuschi, L. A. (2004). Gêneros textuais emergentes no contexto da tecnologia digital. In Marcuschi, L. A., & Xavier, A. C. (Orgs.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. Rio de Janeiro: Lucerna, p. 13-67.

Martins, G. A., & Theóphilo, C. R. (2016). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas.

Masetto, M. T. (2004). Inovação na educação superior. Revista Interface - Comunicação, Saúde e Educação, 8(14), 197-202.

Matheus, M. C. C. (2009). Metassíntese qualitativa: desenvolvimento e contribuições para a prática baseada em evidências. Revista Paulista de Enfermagem, 22(esp.), 543-545.

Moran, J. M. (2007). A educação que desejamos novos desafios e como chegar lá. Campinas: Papirus.

Moscove, S. A., Simkim, M. G., & Bagranoff, N. A. (2002). Sistemas de informações contábeis. São Paulo: Atlas.

Oliveira, C. de. (2015). TIC’S na educação: a utilização das tecnologias da informação e comunicação na aprendizagem do aluno. Pedagogia em Ação, 7(1), 75-95.

Oliveira, J. R. S., & Martinez, A. L. (2007). A contabilidade e o hipertexto: um estudo sobre o uso de websites como meio de disseminação científica contábil por instituições de ensino superior brasileiras. Revista Contabilidade & Finanças, 18(43), 97-108.

Oliveira Neto, J. D., Marino Jr, J., & Morais, L. T. (2001). Os cursos de ciências contábeis no Brasil e o conteúdo das disciplinas de sistemas de informação: a visão acadêmica versus a necessidade prática. Revista Contabilidade & Finanças, 16(27), 59- 65.

Paton, C., Domigues, M. J. C. de S., & Rausch, R. B. (2011). Competência docente no ensino na modalidade à distância em ciências contábeis. Revista de Contabilidade da UFBA, 5(1), 21-37.

Perez, G., Zilber, M. A., César, A. M. R. V. C., Lex, S., & Medeiros Jr., A. (2012). Tecnologia de informação para apoio ao ensino superior: o uso da ferramenta Moodle por professores de ciências contábeis. Revista de Contabilidade e Organizações, 6(16), 143-164.

Ponte, J. P. (2000). Tecnologias de informação e comunicação na formação de professores: que desafios? Revista Ibero-Americana de Educación, 24, 63-90.

Quintana, A. C. (2015). Tecnologias da educação: identificando o reflexo do chat e fórum de discussão no processo de aprendizagem no ensino superior. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade) - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Quintana, A. C., & Afonso, L. E. (2018). Tecnologias na educação: há impacto no desempenho acadêmico? Revista Universo Contábil, 14(1), 7-28.

Quintana, A. C., & Casa Nova, S. P. de. (2015). Olhando para a educação a distância: uma análise da produção científica divulgada em períodicos nacionais. Revista de Contabilidade e Controladoria, 7(2), 41-60.

Rodríguez, N. J. R., Torres, M. R. M., & Ferrer, L. G. (2014). Influencia de las tecnologías de información y comunicación en los roles e interrelaciones entre estudiantes y docentes en programas presenciales de educación superior. Hallazgos, 11(22), 435-454.

Sandelowski, M., & Barroso J. (2003). Creating metasummaries of qualitative findings. Research Nursing Health, 52(4), 226-233.

Schrum, L., & Levin, B. B. (2010). Leading 21st-century schools: harnessing technology forengagement and achievement. Thousand Oaks: Corwin Press.

Silva, S. E. de S. P., Costa, S. T. F., & Silva, C. R. (2017). A evolução da escrituração contábil à era digital, com foco na escrituração contábil digital e escrituração contábil fiscal: desafios dos contadores no cenário atual. Revista Saber Eletrônico, 1(3), 19-56.

Sousa, M. R., & Ribeiro, A. L. P. (2009). Revisão sistemática e meta-análise de estudos de diagnóstico e prognóstico: um tutorial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 92(3), 241-251.

Thorne S., & Jensen L. (2004). Qualitative metasynthesis: reflections on methodological orientation and ideological agenda. Qual Health Research, 14(10), 1342-1365.

Uchôa, K. C. A., & Alves, R. M. (2002). Introdução à cibercultura. Lavras: UFLA.

Valente, J. A. (1999). O computador na sociedade do conhecimento. Campinas: Unicamp.

Wolf, F. M. (1986). Meta-analysis: quantitative methods for research synthesis. Berverly Hills: Sage Publications.




DOI: https://doi.org/10.18256/2237-7956.2019.v9i2.3321

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.