Entre Competências e Informações: Um Estudo com Gestores de Tecnologia da Informação

Júlio Cesar Pereira da Silva, Luis Eduardo Brandão Paiva, Tereza Cristina Batista de Lima

Resumo


A relevância do papel do gestor da tecnologia da informação (TI), na elaboração e manutenção da vantagem competitiva, destaca-se a cada dia, na mesma proporção que o mercado exige que este profissional tenha competências empreendedoras, para transformar a informação em conhecimento, proporcionando um diferencial para as organizações perante o mercado. Este estudo tem como objetivo analisar a influência das competências empreendedoras dos gestores da Tecnologia da Informação. Foi adotado o modelo conceitual de Man e Lau (2000). A pesquisa adotou o método qualitativo de natureza descritiva. Para sua execução, foi realizada entrevista com dez gestores da Tecnologia da Informação, com apoio de um questionário semiestruturado. Para tratamento dos dados, utilizou-se o método de Análise de Conteúdo de natureza temática. Os resultados da pesquisa mostraram que se tratando do exercício da competência empreendedora de comprometimento, este influencia no desenvolvimento da competência empreendedora de estratégia. Entre mentes, a ação da competência empreendedora conceitual influencia no desenvolvimento das competências empreendedoras: estratégica e oportunidade. E, no exercício da competência empreendedora estratégica, observou-se a influência no desenvolvimento das competências empreendedoras: administrativa, comprometimento e relacionamento. A contribuição desta pesquisa se dá devido a importância de apresentar um modelo de competência empreendedora para o campo empírico da Ciência da Tecnologia da Informação, a fim de que seus programas educacionais possam atender as necessidades prementes das empresas na busca constante da vantagem competitiva. Ademais, a pesquisa fortalece estudos conceituais e empíricos sobre as competências empreendedoras dos gestores de TI.


Palavras-chave


Competência Empreendedora; Gestores; Tecnologia da Informação.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Ahmad, N., Ramayah, T., Wilson, C., & Kummerow, L. (2010). Is entrepreneurial competency and business success relationship contingent upon business environment? A study of Malaysian SMEs. International Journal of Entrepreneurial Behavior & Research, 16(3), 182-203.

Araújo, J. M., Kilimnik, Z. M., & Santos Neto, S. P. (2017). Competências demandadas versus competências tidas por gestores da área de TI: um estudo em uma empresa do setor de tecnologia de informação de Minas Gerais. Revista Gestão & Tecnologia, 17(3), 217-243.

Atkinson, R., & Flint, J. (2001). Accessing hidden and hard-to-reach populations: snowball research strategies. Social Research Update, 33(1), 1-4.

Bardin, L. (2009). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições, 70.

Boff, R. J. (2011). Negociação: técnicas para a obtenção de resultados. Revista Interlink, 2(2), 109-129.

Boyatzis, R. (1982). The competent manager: a model for effective managers. New York: John Wiley & Sons.

Bracht, D. E., & Werlang, N. B. (2015). Competências empreendedoras: uma investigação com produtores rurais catarinenses. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, 4(1), 101-124.

Chakravarty, A., Grewal, R., & Sambamurthy, V. (2013). Information technology competencies, organizational agility, and firm performance: enabling and facilitating roles. Information Systems Research, 24(4), 976-997.

Collis, J., & Hussey, R. (2005). Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. Bookman.

Dillon, S., & Taylor, H. (2015). Employing grounded theory to uncover behavioral competencies of information technology project managers. Project Management Journal, 46(4), 90-104.

Fleury, C., & Fleury, M. T. L. (2001). Estratégias empresariais e desenvolvimento de competências. São Paulo, Atlas.

Galliers, R. D., & Leidner, D. E. (2014). Strategic information management: challenges and strategies in managing information systems. Routledge.

Kyndt, E., & Baert, H. (2015). Entrepreneurial competencies: Assessment and predictive value for entrepreneurship. Journal of Vocational Behavior, 90, 13-25.

Le Boterf, G. (2003). Desenvolvendo a competência dos profissionais. Artmed.

Makhamed, Y. M., & Bendassolli, P. F. (2017). Validity evidences for an entrepreneurial competences inventory to junior entrepreneurs. Psico-USF, 22(2), 285-297.

Mamede, M. D. B., & Moreira, M. Z. (2005). Perfil de competências empreendedoras dos investidores portugueses e brasileiros: um estudo comparativo na rede hoteleira do Ceará. Anais do XXIX Encontro Anual da Associação de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Brasília.

Man, T. W., & Lau, T. (2000). Entrepreneurial competencies of SME owner/managers in the Hong Kong services sector: a qualitative analysis. Journal of Enterprising Culture, 8(3), 235-254.

Man, T. W., & Lau, T. (2005). The context of entrepreneurship in Hong Kong: an investigation through the patterns of entrepreneurial competencies in contrasting industrial environments. Journal of Small Business and Enterprise Development, 12(4), 464-481.

Man, T. W., Lau, T., & Snape, E. (2008). Entrepreneurial competencies and the performance of small and medium enterprises: an investigation through a framework of competitiveness. Journal of Small Business & Entrepreneurship, 21(3), 257-276.

McClelland, D. C. (1973). Testing for competence rather than for “intelligence”. American Psychologist, 28(1), 1-14.

Mitchelmore, S., & Rowley, J. (2010). Entrepreneurial competencies: a literature review and development agenda. International Journal of Entrepreneurial Behavior & Research, 16(2), 92-111.

Panozzo, R., Silva, J. P., Meoti, S., Zanandréa, G., & Cruz, M. R. (2011). Tecnologia da informação: estratégia para os negócios do sistema Unimed do Rio Grande do Sul. Revista de Administração IMED, 1(1), 172-186.

Parry, S. B. (1996). The quest for competencies. Training, 33(7), 48-54.

Pena, F. G., Ferreira, A. R. L., Braga, J. O., & Castanheira, M. E. M. (2015). “Hoje, líder de turma. Amanhã, líder organizacional”: um estudo sobre a oportunidade de desenvolvimento de competências aos graduandos em Administração. Teoria e Prática em Administração, 5(1), 204-238.

Rezaeizadeh, M., Hogan, M., O’Reilly, J., Cunningham, J., & Murphy, E. (2017). Core entrepreneurial competencies and their interdependencies: insights from a study of Irish and Iranian entrepreneurs, university students and academics. International Entrepreneurship and Management Journal, 13(1), 35-73.

Sánchez, J. C. (2011). University training for entrepreneurial competencies: its impact on intention of venture creation. International Entrepreneurship and Management Journal, 7(2), 239-254.

Santandreu-Mascarell, C., Garzon, D., & Knorr, H. (2013). Entrepreneurial and innovative competences, are they the same? Management Decision, 51(5), 1084-1095.

Schneider, R. M., Barbosa, J. G. P., Bouzada, M. A. C., & Gonçalves, A. A. (2016). A influência de fatores organizacionais na gestão de projetos de tecnologia da informação (TI). Revista Gestão & Tecnologia, 16(1), 157-183.

Silva, J. C. P., Lima, T. C. B., Paiva, L. E. B., & Lima, M. A. M. (2017). Aprendizagem empreendedora: estudo com gestores de tecnologia da informação. Revista de Administração, Contabilidade e Economia, 16(3), 1009-1034.

Silva, M. R. R., Paiva, L. E. B., & Lima, T. C. B. (2019). Entre risos e negócios: uma análise das competências empreendedoras dos humoristas. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, 8(2), 292-318.

Stefaniczen, J., & Zampier, M. A. (2017). Competências dos profissionais de fisioterapia: estudo em um município da região Centro Oeste do Paraná. Revista da Micro e Pequena Empresa, 11(2), 33-57.

Tehseen, S., & Ramayah, T. (2015). Entrepreneurial competencies and SMEs business success: the contingent role of external integration. Mediterranean Journal of Social Sciences, 6(1), 50-61.

Zampier, M. A., & Takahashi, A. R. W. (2011). Competências empreendedoras e processos de aprendizagem empreendedora: modelo conceitual de pesquisa. Cadernos Ebape, 9(6), 564-585.

Zampier, M. A., & Takahashi, A. R. W. (2014). Competências e aprendizagem empreendedora em MPE’s educacionais. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 8(3), 1-22.

Zampier, M. A., Takahashi, A. R. W., & Fernandes, B. H. (2012). Sedimentando as bases de um conceito: as competências empreendedoras. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, 1(1), 101-130.

Zarifian, P. (1999). Objectif compétence. Pour une nouvelle logique. Paris, Liaisons.




DOI: https://doi.org/10.18256/2237-7956.2019.v9i1.3268

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.