Tipologias de Inovação: Um Estudo Exploratório em Organizações Empreendedoras

Fabiane Passinato Sausen, Carlos Ricardo Rossetto, Hans Peder Behling

Resumo


Este artigo pretende identificar como ocorre o processo inovativo em duas organizações de segmentos distintos, a empresa Isca e a empresa Kalmar. A metodologia utilizada tem característica qualitativa e exploratória, e procurou analisar como acontece o processo de introdução de inovações em empresas de pequeno porte, bem como evidenciar os mecanismos organizacionais que favorecem o desenvolvimento das inovações. Os dados foram coletados por meio da análise de documentos e entrevistas estruturadas, realizadas com os empreendedores dessas pequenas empresas e analisados pela técnica de análise de conteúdo. A partir deste estudo foram evidenciadas na empresa Isca, as tipologias de inovação de produto, processo, mercado, comportamental e estratégica e na empresa Kalmar foram identificadas apenas as tipologias de inovação de produto.  


Palavras-chave


Inovação, Vantagem Competitiva, Processos Inovativos.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Barney, J. (1991). Firm resources and sustained competitive advantage. Journal of Management, 7(1), 99-120.

Bessant, J., & Tidd, J. (2018). Innovation management challenges: From fads to fundamentals. International Journal of Innovation Management, 22(05), 1840007, 2018.

Bhupendra, K. V., & Sangle, S. (2015). What drives successful implementation of pollution prevention and cleaner technology strategy? The role of innovative capability. Journal of environmental management, 155, 184-192.

Capon, N., Farley, J.U., Lehmann, D.R. & Hulbert, J.M. (1992). Profiles of product innovators among large US manufacturers. Management Science, Hanover, 38(2), 157-169.

Creswell, W. (2014). Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. 3ed. Porto Alegre: Penso.

Damanpour, F. (1991). Organizational innovation: A meta-Analysis of Effects of Determinants and Moderators. Academy of Management Journal, 3(34), 555-590.

Danneels, E. & Kleinschnidt, E.J. (2001). Product innovativeness from the firm’s perspective: Its dimensions and their relation with project selection and performance. Journal of Product Innovation Management, 18(6), 357–373.

Díaz-García, C., González-Moreno, Á., & Sáez-Martínez, F. J. (2015). Eco-innovation: insights from a literature review. Innovation, 17(1), 6-23.

Dornelas, J.C.A. (2005). Transformando ideias em negócios. 2.ed. Rio de Janeiro, Elsevier.

Dresh, A, Lacerda,D.P, & Antunes, J.A.V.J. (2015). Design Science research: Método de pesquisa para avaliação da ciência e tecnologia. Porto Alegre: Bookmann.

Druker, P.F. (1987). Inovação e Espírito Empreendedor. Editora Pioneira.

Fedato, G. A. L., Sznitowski, A. M., & Karolczak, M. E. (2018). Prática Estratégica nas Rotinas da Firma Inovadora: Capacidade de Absorver Conhecimento para Manter a Inovação. Revista Brasileira de Gestão e Inovação, 6(1), 1-26.

Fedato, G. A. L., Sznitowski, A. M., & Karolczak, M. E. (2018). Prática Estratégica nas Rotinas da Firma Inovadora: Capacidade de Absorver Conhecimento para Manter a Inovação. Revista Brasileira de Gestão e Inovação, 6(1), 1-26.

Filion, L.J. (1991). O planejamento do seu sistema de aprendizagem empresarial. RAE – Revista de Administração de Empresas. FGV, São Paulo.

Freeman, C., & Soete, L. (2008). A economia da inovação industrial. Editora da UNICAMP.

Genari, D., & Macke, J. (2018). Gestão Estratégica de Recursos Humanos e Inovação de Produto: Proposições de Pesquisa Relacionadas às Práticas de Atração, Retenção e Desenvolvimento. Gestão e Sociedade, 12(33), 2508-2540.

Hurt, H. T., Joseph, K., & Cook, C. D. (1977). Scales for the measurement of innovativeness. Human Communication Research, 4(1), 58-65.

Porter, M.E. (1989). Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Elsevier.

Porter, M.E. (1999). Competição: estratégias competitivas essenciais. Rio de Janeiro, Campus.

Ruggi, M. O. (2018). Inovação em empresas com certificação de sustentabilidade: elementos determinantes de sua convergência (Dissertação de Mestrado, Universidade Tecnológica Federal do Paraná).

Santos, M. J., Perin, M. G., & Sampaio, C. H. (2018). Capacidade de inovação de produto: Percepção dos gestores. Revista Pretexto, 19(1), 43-55.

Silva, S. S., Vasconcellos, E. P. G. Oliveira, M. A., & Spers, R. G. (2017). Critical Aspects of the Innovation Management: the cases Natura and Oxiteno. International Journal of Innovation, 5(1), 1-19.

Souza, R. L. G., Delazari, S., & Severo, E. A. (2017). A Percepção das Gerações Sobre a Inovação de Produto: Um Estudo no Norte do Rio Grande do Sul. Revista IPTEC, 5(1), 26-44.

Tidd, J., & Bessant, J. (2015). Gestão da inovação: integrando tecnologia, mercado e mudança organizacional. 5. ed. Porto Alegre, Bookman.

Tidd, J., Bessant, J., & Pavitt, K. (2008). Gestão da inovação. 3ª. ed. Porto Alegre.

Tondolo, V. A. G., & Bitencourt, C. C. (2014). Compreendendo as capacidades dinâmicas a partir de seus antecedentes, processos e resultados. Brazilian Business Review, 11(5), 124.

Vasconcelos, R. B. B., & Oliveira, M. R. G. (2018). Determinantes da Inovação em Micro e Pequenas Empresas: Uma Abordagem Gerencial. Revista de Administração de Empresas, 58(4), 349-364.

Wang, C.L., & Ahmed, P.K. (2004). The Development and Validation of the Organisational Innovativeness Construct Using Confirmatory Factor Analysis. European Journal of Innovation Management, 7(4), 303-313.

Wang, C.L., & Ahmed, P.K. (2007). Dynamic capabilities: A review and research. International Journal of Management Reviews, Oxford, 9, 31-51.

Zawislak, P., Alves, C. A., Tello-Gamarra, J., Barbieux, D., & Reichert, F. (2012). Innovation capability: From technology development to transaction capability. Journal of Technology Management & Innovation, 7(2), 14-27. doi: https://doi.org/10.4067/S0718-27242012000200002




DOI: https://doi.org/10.18256/2237-7956.2018.v8i2.2969

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.