Mobilidade Urbana e suas Teorias e Operacionalidades: Um Ensaio Teórico Sobre os Desafios na Cidade de Campinas/SP

Lucas Reis Maciel, Renata Forato Brigadão, Thel Augusto Monteiro, Antonio Carlos Giuliani

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo apresentar uma compreensão do panorama da mobilidade urbana e suas teorias e operacionalidades, destacando também seu papel social, investimento e regulamentações. O fomento da mobilidade urbana pelas empresas é discutido com profundidade através de ações como a conectividade, eletrificação, direção autônoma e cultura do compartilhamento. Discute-se o desenvolvimento da mobilidade urbana na cidade de Campinas, SP, como forma de caracterizar o conceito de mobilidade urbana bem como suas aplicações e oportunidades. Esta pesquisa constitui de um ensaio teórico, entendido como um meio de análise e elucubrações em relação ao objeto, independente de sua natureza ou característica. A discussão demostrou que as empresas não podem depender somente da otimização de suas operações, nem também promover a próxima geração de produtos para o mercado. Para ser bem sucedido e atender às necessidades dos clientes em evolução, portanto, eles precisam se adaptar a esse novo mundo em mudança ao encontrar formas de se reinventar. Esta transformação bem-sucedida só pode ser ativada por colaboração e inovação no nível do sistema.


Palavras-chave


mobilidade urbana; gestão de organizações; desenvolvimento

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BNDS. (2015). Available in: < https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/handle/1408/4301>

Bryan, F. 2011. Mobilidade Urbana Em Campinas: Análise Do Espaço De Circulação. Campinas.

Davis, J., Pawlowski, S., & Houston, A. (2006). Work commitments of Baby Boomers and Gen-Xers in the IT profession: generational differences or myth? Journal of Computer Information Systems, 43-49.

Cappa, J.; Sperancin, J. H. B. S. (2016). Análise dos Investimentos na Região de Campinas-SP relacionados ao Aeroporto Internacional de Viracopos. Espacios, v.37, (9).

Carvalho, C. H. R. D. (2016). Desafios para mobilidade urbana no Brasil. Texto para discussão, v.22, Brasília.

Cidade, R. B., & Júnior, T. M. (2016). O Direito Ao Transporte Como Direito Fundamental Social. Revista de Direito Urbanístico, v. 21. Cidade e Alteridade.

Centro De Estudos E Debates Estratégicos Câmera Dos Deputados. (2015). O desafio da mobilidade urbana. Consultoria Legislativa. Brasília.

Cresswell, T. (2006). On The Move: Mobility In The Modern Western World. New York: Routledge.

Cunha, J. M. P. D. (2016). Aglomerações urbanas e mobilidade populacional: o caso da Região Metropolitana de Campinas. Campinas: [s.n.]

Ernest & Young. (2016). One tough customer. Available in .

Ibge, Brasília, (2016). Available in

Firjan, Rio de Janeiro, (2015). Available in .

Font, T. G. (2016). Terminais de transporte público e o surgimento de novas centralidades de Campinas. Campinas: [s.n.].

Galindo, E. P. (2009). Análise Comparativa do Entendimento do Transporte como Objeto do Planejamento. Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Universidade de Brasília, Brasília.

Governo Do Estado De São Paulo; Metro. (2013). Pesquisa de mobilidade da região metropolitana de São Paulo. Governo do Estado de São Paulo; Metro. São Paulo.

Group, T. B. C. (2016). Self-Driving vehicles, robo-taxis, and the urban mobility revolution. The Boston Consulting Group Inc. Boston.

Ibge. (2015). Demanda por investimentos em mobilidade urbana, Brasília.

Instituto De Desenvolvimento E Informação Em Transporte (Itrans). (2004). Mobilidade e Pobreza: relatório final. Brasília: Itrans.

Lemos, A. (2007). Comunicação e práticas sociais no espaço urbano: as características dos Dispositivos Híbridos Móveis de Conexão Multirredes (DHMCM). Comunicação, Mídia e Consumo. Escola Superior de Propaganda e Marketing. São Paulo: ESPM.

Malhotra, N. (2010). Pesquisa de Marketing. Uma orientação aplicada. (6ª ed.). Porto Alegre: Bookman.

McKinsey&Company . (2016). Rolling along: Bicycles, mobility, and the future of cities.

Mendes, Gilmar Ferreira; Branco, P. G. G. (2014). Curso de Direito Constitucional. 9. ed. São Paulo: Saraiva.

Meneguetti, F. K. (2011). O que é um ensaio teórico? Revista de Administração Contemporânea RAC, v.15, (2), pp. 320-332, Mar./Abr.

Michaelis. (2017). Avaliable in:

Navigant Research. (2015). Autonomous Vehicles. Advanced Driver Assistance Systems and the Evolution of Self-Driving Functionality: Global Market Analysis and Forecasts. Navigant Research. EUA.

Navigant Research. (2015). Carsharing Programs. Carsharing

Membership and Vehicle Fleets, Personal Vehicle Reduction, and Revenue from Carsharing Services: Global Market Analysis and Forecasts. Navigant Research. EUA.

Observatório Nacional de Segurança Viária. (2015). Observatório Nacional de Segurança Viária. Availablel in http://www.onsv.org.br/90-dos-acidentes-sao-causados-por-falhas-humanas-alerta-observatorio/

PARPE. Parpe, 2017. Available in: .

Planalto. Presidência da República. Planalto. (2012). Available in: .

Pedroso, Fancis, (2007). O Centro de Campinas (SP) – Uso e Transformações. Dissertação (Mestrado Geociência). Universidade Estadual de Campinas. Campinas.

Perez, C.; Bairon, S. (2010). Signos da mobilidade: a ressignificação da liberdade na campanha publicitária “go.” Visa. Revista Comunicação, Mídia e Consumo. v.7, (18), p. 83-103. ESPM, São Paulo.

Resende, U. P. D., Barreira Machado, L. H. (2016). A Influência Da Forma Urbana E Das Dinâmicas Socioespaciais Na Mobilidade Urbana Em Goiânia. Cadernos do Núcleo de Análises Urbanas, Goiania, v. 9, (1).

Roland Berger. (2016). Who will capture most of the future profit pool. Roland Berger. Alemanha.

Sato, S.; Perez, C. (2013). Mobilidade e a sobreposição de sentidos nas representações publicitárias. Manaus.

Schewe, C., Meredith, G., & Noble, S. (2000). Defining moments: segmenting by cohorts. Marketing Management, 48-53.

Senado. (2011). Available in: .

Senado. (2012). Available in: .

Souza, M. (2012). Available in: .

Vasconcelos, A.S. Da. S. (2009). As Percepções dos Usuários Sobre a Qualidade do Transporte Público de Passageiros no Município de Betim – MG. Dissertação apresentada ao curso de Mestrado Profissional em Administração das Faculdades Integradas Dr. Pedro Leopoldo,

Uber. (2017). Available in: .

World Energy Council. (2016). World Energy Perspectives. World Energy Council. Inglaterra.




DOI: https://doi.org/10.18256/2237-7956.2017.v7i2.2017

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.