Comprometimento Organizacional em uma IES Comunitária

Kátia Raquel Oliveira da Silva, Shalimar Gallon, Ana Paula Pessotto

Resumo


Este estudo busca relacionar o perfil dos técnicos administrativos de uma Instituição de Ensino Superior com as dimensões do comprometimento organizacional propostas por Meyer e Allen (1993). A pesquisa quantitativa ocorreu por meio de um questionário estruturado aplicado a 143 empregados de uma Instituição de Ensino Superior. Para a análise dos dados, utilizaram-se métodos multivariados, com testes estatísticos descritivos, Alfa de Cronbach, análise fatorial e coeficiente de correlação de Pearson. Os resultados revelaram empregados comprometidos organizacionalmente na dimensão normativa com associação linear baixa, o que não permite afirmar que o comprometimento é normativo. Identificaram-se relações positivas e negativas significativas entre comprometimento organizacional afetivo com a escolaridade, função gratificada e cargo. Já o comprometimento organizacional normativo se relacionou positiva e significativamente com tempo de empresa e, negativamente, com função gratificada. Não foram encontradas relações positivas no comprometimento instrumental com as variáveis analisadas, apenas relações negativas com escolaridade e cargo.


Palavras-chave


Comprometimento organizacional. Dimensões do comprometimento. Instituição de Ensino Superior. Técnicos Administrativos.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Almeida, S. C. M. (2009). O comprometimento organizacional e o stress de papel na força de vendas. Dissertação de mestrado, Universidade do Porto, Portugal.

Araujo, S. M. (2010). Comprometimento organizacional à luz do modelo conceitual das três dimensões de Meyer e Allen: um estudo de caso no IFRN – Campus Natal/Central. Dissertação de mestrado, Universidade Potiguar, Natal, RN, Brasil.

Baía, E. S., Freitas, V. S., Leite, N. R. P., Campos, M. V., & Albuquerque, L. G. (2006). Comprometimento Organizacional: Um Estudo de Caso do Grupo PET ADM – FEA/USP. Anais dos Seminários de Administração, São Paulo, SP, Brasil, 9.

Bandeira, M. L., Marques, A. L., & Veiga, R. T. (2003). As dimensões múltiplas do comprometimento organizacional: um estudo na ECT/MG. Revista administração contemporânea, 7(4).

Bastos, A. V. B. (1993). Comprometimento Organizacional: Um Balanço dos Resultados e Desafios que Cercam essa Tradição de Pesquisa. Revista de Administração de Empresas, 33(3), 52-64.

Bastos, A. V. B., & Borges-Andrade, J. E. (2002). Comprometimento com o trabalho: padrões em diferentes contextos organizacionais. Revista de Administração de Empresas, 42(2).

Borges, R. S. G., Marques, A. L., & Adorno, R. D. (2005). Investigando as Relações entre Políticas de RH, Comprometimento Organizacional e Satisfação no Trabalho. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós – Graduação e Pesquisa em Administração, São Paulo, SP, Brasil, 29.

Borges-Andrade, J. E., Afanasieff, R. S., & Silva, M. S. (1989). Mensuração de comprometimento organizacional em instituições públicas. Anais da Reunião Anual de Psicologia, Ribeirão Preto, SP, Brasil, 19.

Borges-Andrade, J. E., Cameschi C. E., & Xavier, O. S. (1990). Comprometimento organizacional em instituições de pesquisa: diferenças entre meio e fim. Revista de Administração, 25(4), 29-43.

Campos, S. A. P., Estivalete, V. F. B., & Reis, E. (2011). Percepções de suporte e comprometimento: investigando a relação entre os construtos. Revista eletrônica de gestão organizacional, 9(3), 534.

Cervo, A. L., & Bervian, P. A. (2005). Metodologia Científica. São Paulo: Pearson.

Cervo, C. S. (2007). Característica de personalidade e comprometimento organizacional. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Costa, C. J. A., & Moraes, L. F. R. (2007). Perspectivas contemporâneas. Revista eletrônica de Ciências sociais aplicadas, 2(1).

Demo, G. (2003). Comprometimento no trabalho: uma síntese do estado da arte e uma revisão da produção nacional. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 3(2).

Dias, D. S., & Marques, A. L. M. (2002). Múltiplos Comprometimentos: Um Estudo com Profissionais e Gerentes de uma Grande Empresa do Setor Metal-Mecânico. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Salvador, BA, Brasil, 26.

Eboli, M. (Coord.). (1999). Coletânia Universidades Corporativas – Educação para as empresas do século XXI. São Paulo: Editor Adolfo Schmukler.

Eckert, A. (2006). Comprometimento com a organização e com a profissão: um estudo multidimensional em empresas de serviços contábeis. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Facchini, A. R. (2007). Análise da relação entre práticas de recursos humanos, comprometimento e desempenho organizacional. Tese de doutorado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Hair Jr, J. F., Black, W. C., Bardin, B. J., & Anderson, R. E. (2007). Multivariate Data Analysis (7nd ed.). New Jersey: Prentice Hall.

Jaros, S. J., Jermier, J. M., Koehler, J. W., & Sincich, T. (1993). Effects of continuance, affective, and moral commitment on the withdrawal process: an evaluantion of eight structural equations models. Academy of Management Journal, 36(5), 952-995.

Lages, I. P. (2010). Comprometimento e cultura organizacionais: estudo de caso em uma prestadora de serviços na área de análises de materiais e fluidos isolantes. Dissertação de mestrado, Faculdades Integradas Pedro Leopoldo, Pedro Leopoldo, MG, Brasil.

Malhotra, N. K. (1999). Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman.

Martins, P. R.; Fiuza, G. D. (2009), A Influência das Políticas de Gestão de Pessoas no Comprometimento Organizacional e na Satisfação no Trabalho dos Colaboradores da Livraria Cultura. Anais do Encontro Nacional de Engenharia de Produção: A engenharia de produção e o desenvolvimento sustentável integrando tecnologia e gestão, Salvador, BA, Brasil, 29.

Medeiros, C. A. F. (1997). Comprometimento organizacional, características pessoais e performance no trabalho: um estudo dos padrões de comprometimento organizacional. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil.

Medeiros, C. A. F. (2003). Comprometimento organizacional: Um estudo de suas relações com características organizacionais e desempenho nas empresas hoteleiras. Tese de doutorado, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, SP, Brasi.

Medeiros, C. A. F., Albuquerque, L. G., Siqueira, M., & Marques, G. M. (2002). Comprometimento organizacional: um estudo exploratório de seus múltiplos componentes. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós – Graduação e Pesquisa em Administração, Salvador, BA, Brasil, 26.

Menezes, I. G. (2010). Comprometimento organizacional:construindo um conceito que integre atitudes e intenções comportamentais. Tese de doutorado, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA. Brasil.

Meyer, J. P., & Allen, N. J. (1990). Affetive and continuance commitment to the organizations: evaluation of measures and analysis of concurrent and time-lagged relations. Journal of applied psychology (75), 710-720.

Meyer, J. P., & Allen, N. J. (1991). A three-componentconceptualization of organizationalcommitment. Human Resource Management Review, 1, 61-89.

Meyer, J. P.; Herscovitch, L. (2001). Commitment in the workplace Toward a general model. Human Resource Management Review, 11(3), 299-326.

Moscon, D. C. B., & Souza, J. J. (2010). O Olhar da Liderança Sobre o Conceito de Comprometimento com a Organização: uma crítica ao modelo tridimensional. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós – Graduação e Pesquisa em Administração, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 34.

Paiva, K. C. M., & Morais, M. M. S. (2012). Comprometimento organizacional: um estudo com docentes do CEFET – MG. Revista Gestão & Tecnologia, 12(1).

Pinto, M. P. C. (2011). Comprometimento organizacional: um estudo de suas relações com desempenho na carreira. Dissertação de mestrado, Universidade Fumec, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Reichers, A. E. (1985). A review and reconceptualization of organizational commitment. Academy of anagement Review, 10(3), 465-476.

Scheible, A. C. F. (2004). Comprometimento no trabalho: um estudo de caso de suas relações com desempenho e práticas de gestão. Dissertação de mestrado, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Siqueira, M. M. M., & Gomide Junior, S. (2004). Vínculos do trabalhador com o trabalho e com a organização. In J. C Zanelli, J. E. Borges-Andrade, & A. V. B. Bastos (Orgs.). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil (pp. 300-330). Porto Alegre: Artmed.

Stazyk, E. C., Pandey, S. K., & Wright, B. E. (2011). Understanding affective organizational commitment: The importance of institutional context. The American Review of Public Administration, 41(6), 603-624.

Stewart. T. A. (1998). Capital Intelectual. Rio de Janeiro: Campus.

Wiener, Y. (1982). Commitment in organizations: A normative view. The Academy of Management Review, 7(3), 418-428.




DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2237-7956/raimed.v7n1p336-358

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.