Ética Organizacional: Uma Análise do Perfil dos Artigos Publicados na Base de Dados Scielo entre 2000 e 2016

Gabriel Sperandio Milan, Vinicius Zanchet de Lima, Antônio Jorge Fernandes, Daniela Baggio

Resumo


O artigo teve como objetivo investigar o perfil das produções científicas sobre ética organizacional publicadas na base de dados Scielo no período de 2000 a 2016. A partir de uma pesquisa bibliográfica e descritiva, de natureza quantitativa, foram pesquisadas as características e finalidade dos artigos publicados, identificando os indicadores de publicação por instituição, por periódico e autoria, bem como a metodologia e a classificação bibliográfica dos artigos. A amostra representada por 17 trabalhos, apontaram que existe uma pequena produção no período com predominância de estudos bibliográficos, inclusive existe pouca incidência em grupos de pesquisa na área.


Palavras-chave


Estudo organizacional; Organizações; Comportamento Organizacional

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Arruda, M. C. C. (2002). Código de Ética: um instrumento que adiciona valor. São Paulo: Negócio Editora.

Arruda, M. C. C. de, & Vasconcellos, H. (1989). A ética nos negócios. Revista de Administração de Empresas, 29(3), 73-80.

Arruda, M. C. C., Whitaker, M. C., & Ramos, J. M. R. (2009). Fundamentos de Ética Empresarial e Econômica. (4a ed.) São Paulo: Atlas.

Arkes, H. R., Bar-Hillel, M., Beach, L. R., Brehmer, B., Brett, J. B., Castellan Jr, N. J., ... & Erez, M. (1991). Organizational behavior and human decision processes.

Ashley, P. A. (2005). Ética e responsabilidade social nos negócios. (2a ed.) São Paulo: Saraiva.

Batista, M. A. C., & Maldonado, J. M. S. D. V. (2008). The role of the public purchaser in public institutions of science and technology in health. Revista de Administração Pública, 42(4), 681-699.

Behring, E. R., Boschet, I., Santos, L. R., & Piovezan, P. R. (2013). Política social: fundamentos e história. Revista Organização & Democracia, 14(2), 155-160.

Boatright, J. (2003). Ethics and the Conduct of Business. (4a ed.). New Jersey: Prentice Hall.

Bondarik, R., Pilatti, L. A., & Francisco, A. C. de (2006). Ética managerial: a ética nas organizações empresariais. Journal Technology Management & Innovation, 1(5), 69-75.

Castro, D. S. P., & Avila, A. D. S. (2013). O ensino da sustentabilidade e a formação ética do administrador: um estudo bibliométrico sobre o estado da questão. Revista de Educação do Cogeime, 22(43), 37-51.

Cervo, A. L. & Bervian, P. A. (2006). Metodologia científica. (5. ed.) São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Chanlat, J.F. (1992). A caminho de uma nova ética das relações nas organizações. Revista de Administração de Empresas, 32(3), 68-73.

Enriquez, E. (1997). Os desafios éticos nas organizações modernas. Revista de Administração de Empresas, 37(2), 6-17.

Ferrel, O. C., Fraedrich, J., & Ferrel, L. (2001). Ética empresarial. Rio de Janeiro: Reichmann: Affonso Editores.

Friedman, M. (2007). The social responsibility of business is to increase its profits. In Zimmerli, W. C., Richter, K., & Holzinger, M. (Eds.). Corporate ethics and corporate governance (Vol. 340). Berlin, Heidelberg & New York: Springer, 173-178.

Gasparindo, L., & Grohs, A. C. C. P. (2014). Traços da cultura nacional e da cultura de inovação: uma análise dos códigos de ética de empresas brasileiras. Organicom, 2(21), 103-122.

Gibson, J. L. (2007). Organizational ethics and the management of health care organizations. In: Healthcare Management Forum, 20(1), 32-34.

Gil, A. C. (2009). Como elaborar projetos de pesquisa. (4. ed.) São Paulo: Atlas.

Hernandez, J. M. C., & Mazzon, J. A. (2012). Santo de casa não faz milagre ou será que a grama do vizinho é mais verde? análise da produção científica brasileira em marketing entre 2000 e 2009. EnANPAD – Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, EnANPAD, 36, Rio de Janeiro, Anais… Rio de Janeiro: ANPAD.

Hoffman, W., & Moore, J. (1990). Business ethics: readings and cases in corporate morality New York: McGraw-Hill.

Kish-Gephart, J. J., Harrison, D. A., & Treviño, L. K. (2010). Bad apples, bad cases, and bad barrels: meta-analytic evidence about sources of unethical decisions at work. Journal of Applied Psychology, 95(1), 1–31.

Korte, G. (1999). Iniciação à ética. São Paulo: Juarez de Oliveira.

Leite, F. T. (2002). Cidadania, ética e estado: premissa cristã: a ética profissional na advocacia. Fortaleza: Universidade de Fortaleza.

Lima, V. Z., Eberle, L., & Baggio, D. (2016). Análise bibliométrica sobre a intenção de recompra na base de dados scielo no período de 2008 a 2013. International Journal of Business Marketing, 1(2), 087-099.

Lima, V. Z., Tomielo, T., Ganzer, P. P., Olea, P. M., & Dorion, E. C. H. (2015). Perfil dos artigos sobre alianças estratégicas publicados na base de dados scielo entre 2000 e 2014. Brazilian Journal of Management & Innovation , 2(3), 94-110.

Lisboa, L. P. (1997). Ética geral e profissional em contabilidade. (2. ed.) São Paulo: Atlas.

Lordsleem, N. L. C., Araújo, R. M. D., Oliveira, B. M. K. D., & Alexandre, M. L. O. (2009). Ensino e pesquisa em administração: um estudo bibliométrico de publicações do EnANPAD (2001-2008). Revista Ciências Administrativas, 15(2), 356-378.

Lunõ, R, A. (1982). Ética. Pamplona: Ediciones Universidad de Navarra.

Mette, F. M. B., DamedaA, A. das N., & Matos, C. A. de. (2013). Uma análise bibliométrica da contribuição do marketing para a área de estratégia. EnANPAD – Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, EnANPAD, 37, Rio de Janeiro, Anais… Rio de Janeiro: ANPAD.

Monteiro, J. K., Santo, F. C. Do E., & Bonacina, F. (2005). Valores, ética e julgamento moral: um estudo exploratório em empresas familiares. Psicologia: Reflexão e Crítica, 18(2), 237-246.

Moretti, S. L. A., & de Abreu Campanario, M. (2009). A Produção Intelectual Brasileira em Responsabilidade Social Empresarial – RSE sob a Ótica da Bibliometria. Revista de Administração Contemporânea, 13, Ed. Especial, art. 5, 68-86.

Nielsen, W. R., Nykodym, N., & Brown, D. J. Ethics and organizational change (1991). Asia Pacific Journal of Human Resources, 29(1), 82-93.

Packer, A. L., Bijone, E. M. R., Arati, A., Takenaka, R. M., Garcia, A. P., & Silva, A. C. (1998). Scielo: uma metodologia para publicação eletrônica, 27(2), 109-21.

Passos, E. (2007). Ética nas organizações. São Paulo: Atlas.

Phillips, R. (2003). Stakeholder theory and organizational ethics. Berrett-Koehler Publishers.

Porter, L. W., & Schneider, B. (2014). What Was, What Is, and What May Be in OP/OB. Annual Review of Organizational Psychology and Organizational Behavior, 1(1), 1-21.

Resende, M. M. (2016). Jeitinho brasileiro tem jeito? O efeito do jeitinho brasileiro e da identidade moral no comportamento ético nas organizações. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, Universidade de Brasília, Brasília.

Sá, A. L. (2007). Ética profissional. (8. ed.) São Paulo: Atlas.

Santos, M. F., Bastos, A. M., Mesquita, J. M. C., & Falce, J. L. (2014). Afinal, quanto boca a boca se fez ultimamente? Uma pesquisa bibliométrica do termo e construtos associados nos Anais do EnANPAD e do EMA. Anais dos Seminários em Administração - SEMEAD, São Paulo, SP, Brasil, 17.

Silva, E. L. (2002). Rede científica e a construção do conhecimento. Informação e Sociedade: Estudos, João Pessoa, 12(1), 120-148.

Souza, M. T. S., Parisotto, I. R. S., Machado J. C., & Barbieri, J. C. (2013). Estudo bibliométrico de teses e dissertações de programas stricto sensu em administração sobre responsabilidade social empresarial. Administração: Ensino e Pesquisa, 14(1), 63-98.

Taille, Y. De L., Souza, L. S. De, & Vizioli, L. (2004). Ética e educação: uma revisão da literatura educacional de 1990 a 2003. Educação e Pesquisa, 30(1), 91-108.

Treviño, L. K., den Nieuwenboer, N. A., & Kish-Gephart, J. J. (2014). (Un)ethical behavior in organizations. Annual Review of Psychology, 65, 635-660.

Treviño, L. K., Weaver, G. R., & Reynolds, S. J. (2006). Behavioral ethics in organizations: a review. Journal of Management, 32(6), 951-990.

Vergara, S. C., & Pinto, M. C. S. (2001). Referências teóricas em análise organizacional: um estudo das nacionalidades dos autores referenciados na literatura brasileira. Revista de Administração Contemporânea, 5(SPE), 103-121.

Vieira, F. G. D. (1998). Por quem os sinos dobram? Uma análise da publicação científica na área de marketing do EnANPAD – Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, EnANPAD, 22, Foz do Iguaçu, Anais… Foz do Iguaçu: ANPAD.

Volpato, G. L. (2002). Publicação científica. São Paulo: Santana.

Wlody, G. S. (2007). Nursing management and organizational ethics in the intensive care unit. Critical care medicine, 35(2), S29-S35.

Wright, P., Kroll, M. J., & Parnell, J. (2000). Administração estratégica: conceitos. São Paulo: Atlas.

Zoboli, E. L. C. P. (2001). A ética nas organizações. Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. Coleção Reflexão, 2(4), 5-18.




DOI: https://doi.org/10.18256/2237-7956/raimed.v7n1p270-290

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.