Ausência de correlação positiva entre retorno da ação e desempenho econômico EVA® das empresas do IBrX-50 da BOVESPA.

Eduardo de Paula e Silva Chaves, Cassio Luiz Vellani, Tabajara Pimenta Junior

Resumo


Este trabalho analisa a relação ente desempenho econômico EVA® (Economic Valued Added) e retorno da ação. Segundo a lógica das finanças, espera-se uma correlação positiva entre as variáveis. Surge então, a seguinte de pesquisa: com base em dados trimestrais entre 31-03-1998 e 30-09-2006, há correlação entre retorno da ação e EVA® das empresas não financeiras listadas no índice do IBrX-50 da BOVESPA? Calculam-se as variáveis por meio de dados coletados na Economatica®. Retorno da ação representa a divisão entre valor da ação em t1/ valor da ação em t0 menos 1 e multiplicado por 100. Como proxy para desempenho econômico, utiliza-se o EVA® calculado pela metodologia contida em Assaf Neto (2003). Os resultados apontam presença de correlação em somente uma empresa, e ainda negativa, entre o retorno da ação e o EVA® (valores percentuais). Quando se utiliza a variação do EVA® (valores nominais), os resultados indicam correlação negativa em 17 (61%) empresas. Esse resultado está distante da lógica das finanças. No entanto, há limitações que podem alterar os números. As proxy podem criar distorções. Por isso, sugerem-se novos estudos com outras medidas de desempenho econômicos, períodos e empresas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2237-7956/raimed.v2n2p118-128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.