Inadimplência no Brasil: Uma Análise das Evidências Empíricas

Mariane Daros, Nelson Guilherme Machado Pinto

Resumo


O objetivo deste trabalho consiste em analisar as evidências empíricas de estudos relacionados à inadimplência dentro do contexto brasileiro, verificando os estudos desses aspectos nas diversas regiões do país. Além disso, foram analisadas questões relacionadas ao panorama desses estudos a fim de verificar em quais pontos os trabalhos futuros desse tema podem vir a avançar. A partir da análise dos estudos publicados dentro da temática nota-se a existência de alguns pontos que não são aprofundados e que podem avançar por meio de estudos futuros. Dentre esses pontos estão: exploração do tema em todos os setores da economia, maior variação na utilização de procedimentos metodológicos, utilização de série temporal para verificar a evolução do fenômeno e associar a inadimplência com outras temáticas correlatas a essa questão como o endividamento, alfabetização financeira, consumismo, motivações pessoais do indivíduo, aspectos socioeconômicos e causas que podem ter ligação no produto e serviço disponibilizado ao consumidor.

Palavras-chave


Inadimplência; Crédito; Finanças Comportamentais.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Alves, C. M., & Camargos, M. A. (2014). Fatores condicionantes da inadimplência em operações de microcrédito. Base, 11(1), 59-74.

Andrade, S. F. C., Riul, P. H., De Oliveira, M. S., & Cavalcanti, M. F. (2010). A inadimplência nas instituições particulares de ensino na cidade de franca. FACEF Pesquisa-Desenvolvimento e Gestão, 11(1).

Araújo, E. A., & Montreuil Carmona, C. U. D. (2007). Desenvolvimento de modelos Credit Scoring com abordagem de regressão logística para a gestão da inadimplência de uma instituição de microcrédito. Contabilidade Vista & Revista, 18(3).

Assaf Neto, A., & Lima, F. G. (2014). Curso de Administração Financeira. 3ª ed. São Paulo: Editora Atlas.

Mian, A., & Sufi, A. (2009). The consequences of mortgage credit expansion: Evidence from the US mortgage default crisis. The Quarterly Journal of Economics, 124(4), 1449-1496.

Baker, H. K., & Nofsinger, J. R. (2002). Psychological biases of investors. Financial services review, 11(2), 97.

Barberis, N., & Thaler, R. (2003). A survey of behavioral finance. Handbook of the Economics of Finance, 1, 1053-1128.

Barros, E. D. S., Xavier, L. F., Pessoa, D. T., & Sobel, T. F. (2015). Endividamento agrícola: quão comprometidos são os produtores do polo petrolina-juazeiro frente suas dívidas?. Economia Aplicada, 19(1), 171-200.

Bharath, S. T., & Shumway, T. (2008). Forecasting default with the Merton distance to default model. The Review of Financial Studies, 21(3), 1339-1369.

Braga, J. C. (2009). Crise sistêmica da financeirização e a incerteza das mudanças. estudos avançados, 23(65), 89-102.

Camargos, M. A., Araújo, E. A. T., & Camargos, M. C. S. (2012). A inadimplência em um programa de crédito de uma instituição financeira pública de minas gerais: uma análise utilizando regressão logística. REGE-Revista de Gestão, 19(3), 473-492.

Camargos, M. A. D., Castro Santos Camargos, M., Wagner Silva, F., Soares dos Santos, F., & Rodrigues, P. J. (2010). Fatores condicionantes de inadimplência em processos de concessão de crédito a micro e pequenas empresas do estado de Minas Gerais. RAC-Revista de Administração Contemporânea, 14(2).

Campara, J. P., Vieira, K. M., Costa, V. M. F., & Fraga, L. D. S. (2016). O Dilema dos Inadimplentes: Antecedentes e Consequentes do" nome sujo". REMark, 15(1), 71.

Elsevier (2017). Scopus. Disponível em: Acesso em: 13.06.,2017.

Freire, A. C., & Freire, F. M. (2014). Causas da inadimplência nas instituições de ensino superior e meios de reduzi-la. Renefara, 5(5), 247-259.

GIL, A. C. (2010). Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª ed. São Paulo: Editora Atlas.

Guimarães, I. A., & Chaves Neto, A. (2002). Reconhecimento de padrões: motodologias estatísticas em crédito ao consumidor. RAE eletrônica, 1(2), 02-14.

Kimura, H. (2003). Aspectos comportamentais associados às reações do mercado de capitais. RAE-eletrônica, 2(1), 1-14.




DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2237-7956/raimed.v7n1p208-229

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Revista de Administração IMED (RAIMED)               ISSN: 2237-7956                Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/IMED)

Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br – Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Rodrigues – 99070-220 – Passo Fundo – RS – Brasil Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.