Protocolos para Avaliação da Confortabilidade Ambiental Urbana

Igor José Botelho Valques, Paulo Fernando Soares, Rosana Maria Caram

Resumo


Objetiva-se com este artigo identificar protocolos de certificação que auxiliam na construção eficiente da qualidade dos lugares urbanos, ao se interpretar os indicadores situacionais presentes nos mecanismos avaliativos que apontam para a construção da sustentabilidade e a eficiência ambiental. Através de revisão bibliográfica, foram feitas verificações em literatura websites específicos que possibilitaram uma análise da interação entre os protocolos de certificações e meta almejada: desenvolvimento sustentável na indústria da construção civil, numa abordagem urbana. Este trabalho possibilitou conhecer os selos internacionais e nacionais que atualmente gerenciam o processo de certificação na construção civil. O resultado veio ao encontro das expectativas dos pesquisadores, quando da verificação, porém verificou-se do pequeno numero de instituições nacionais envolvidas. Através deste estudo, espera-se possibilitar o conhecimento, por parte de planejadores, pesquisadores e gestores do espaço urbano, dos parâmetros que tornam os locais com grande ou nenhuma qualidade ambiental apreendida pelos usuários. A contribuição enfim deste artigo é enfatizar que o ao se respeitar a natureza o homem terá certamente uma vivência melhor no nosso lugar de moradia: a terra.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2318-1109/arqimed.v3n1p1-10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2318-1109

Licença Creative Commons
Este obra da Revista de Arquitetura Imed está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 Indexadores

Diadorim.jpg   
  miar.png
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png