Feliz e o desenvolvimento de pequenas Municipalidades

Amanda Coffi Andrade, Álvaro Luiz Müller, Desirée Kuhn

Resumo


Feliz é um município localizado no estado do Rio Grande do Sul, à 80 km da capital gaúcha, na região do Vale do Caí, com pouco mais de 12 mil habitantes. De colonização alemã, vive da indústria e da agropecuária. Cem por cento das crianças com idade de alfabetização estão na escola e, a segurança é a de uma típica cidade interiorana. O município foi classificado como o município de maior ISDM (Índice Social de Desenvolvimento dos Municípios) do estado, sendo classificado como o detentor do 5° maior ISDM do país (FGV, 2012). Adicionalmente, em 1998, o município já havia sido classificado como o município brasileiro de mais elevado IDH e em 2012, foi identificado como o município brasileiro de menor índice de analfabetismo. Com base nestas informações foram analisadas as diferentes dimensões que compõe o ISDM, como forma de demonstrar quais são os diferenciais deste município para o que mesmo tenha obtido tão distinto resultado, bem como quais foram as áreas com maior déficit e maior potencial de melhoria de resultados. Entende-se que uma análise minuciosa do caso de Feliz pode ser de grande valor para a proposição de políticas públicas dedicadas à melhoria das condições de vida de outras pequenas municipalidades do estado e do país.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18256/2318-1109/arqimed.v2n2p184-195

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2318-1109

Licença Creative Commons
Este obra da Revista de Arquitetura Imed está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 Indexadores

Diadorim.jpg   
  miar.png
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png