Orientações técnicas, legais e normativas para projetos de espaços destinados a serviços de alimentação coletiva.

Caryl Eduardo Lopes

Resumo


Este artigo possui a finalidade de abordar como devem ser realizados os projetos de arquitetura em equipamentos de alimentação coletiva, os quais possuem por característica básica a presença de uma cozinha industrial. Os equipamentos pertencentes ao setor da alimentação coletiva recebem a denominação de Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) e objetivam produzir e oferecer alimentos com adequadas condições higiênicas e nutricionais, dirigidos à satisfação das necessidades nutricionais da clientela a que se destina. Devido à importância deste equipamento, muitas normativas, leis e práticas de bons serviços existem tanto em esfera mundial quanto federal que, além de regrar o funcionamento destes equipamentos, fazem com que seus objetivos básicos sejam cumpridos. Assim, este documento apresenta uma compilação dos critérios que devem ser seguidos no projeto arquitetônico, objetivando a qualidade do produto ofertado ao consumidor final.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2318-1109/arqimed.v2n2p108-122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2318-1109

Licença Creative Commons
Este obra da Revista de Arquitetura Imed está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 Indexadores

Diadorim.jpg   
  miar.png
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png