Conjunto para habitação social com princípios bioclimáticos para o município de Governador Valadares, MG

Ana Paula de Almeida Rocha, Eleonora Sad de Assis, Simone Q. S. Hirashima

Resumo


Este artigo apresenta a aplicação de conceitos da arquitetura bioclimática em um projeto para habitação social concebido para o município de Governador Valadares-MG, para o qual foram propostas tipologias distintas de habitação e áreas de uso comum. Objetiva incentivar a promoção de projetos mais racionais do ponto de vista energético, os quais sejam economicamente viáveis em longo prazo, confortáveis para seus habitantes e adequados ambientalmente. Além dos princípios bioclimáticos, foram utilizados conceitos da engenharia simultânea para direcionar as decisões de projeto de maneira simultânea e interligada. O desenho urbano e as edificações foram projetados considerando as especificadades locais como o clima quente e úmido, o relevo acidentado, e a existência de um curso d’água no terreno, dentre outros condicionantes projetuais. O ordenamento considerou os cálculos de declividade do terreno, das densidades populacionais e da proporção entre a área construída, livre e arborizada. Também foram respeitadas as normas de circulação e de acessibilidade urbana. Na fase de pré-projeto, o uso das tabelas de Mahoney foi fundamental para determinar as principais diretrizes climáticas do desenho urbano e das edificações.  A declividade do terreno natural foi avaliada a partir de um programa computacional – ArcMap, que gerou mapas temáticos. A execução de maquete física do terreno auxiliou também nos estudos de ventilação e insolação, realizados, respectivamente, em túnel de ventos e heliodon. As necessidades sociais foram respeitadas baseando-se em um levantamento do padrão familiar e social da cidade. Além disso, os materiais e as técnicas construtivas foram escolhidos conforme as características locais. De uma área total de 5 hectare, 64% foi parcelada em lotes; o restante foi destinado ao sistema de circulação, à implantação de equipamentos comunitários e aos espaços livres. Foram propostas quatro tipologias distintas de habitações.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2318-1109/arqimed.v1n2p122-132

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2318-1109

Licença Creative Commons
Este obra da Revista de Arquitetura Imed está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 Indexadores

Diadorim.jpg   
  miar.png
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png