Avaliação do uso de resíduos de marmoraria na produção de concretos

Natália dos Santos Petry, Lucas Delongui, Álvaro Luiz Muller, Angela Borges Masuero, Denise Carpena Coitinho Dal Molin

Resumo


A indústria da construção civil é caracterizada como a principal consumidora dos recursos naturais, isso é propiciado pelo grande número de obras que são necessárias para o crescimento do país. No entanto, o alto consumo dos materiais torna-se um fator que limita a execução das mesmas. Por isso, a adição de diferentes materiais na produção de componentes, assim como a utilização de resíduos, que geralmente possuem um custo de descarte e/ou necessitam de tratamento específico, se torna um atrativo técnico-econômico a pesquisadores e, principalmente, ao mercado consumidor.  O presente trabalho tem como objetivo avaliar o comportamento de concretos convencionais com adição de resíduos de marmoraria frente às propriedades mecânicas e de durabilidade. Para tanto, realizou-se um estudo experimental onde foram testados teores de 10 e 20% de adição dos resíduos (em massa) com relação a quantidade de cimento. Com relação à resistência à compressão, a incorporação do resíduo não apresentou influência significativa quando comparado com um concreto sem adição. Entretanto, considerando a absorção de água por capilaridade, como um indicativo de durabilidade verificou-se que, a adição de um teor de 10% de resíduos se apresentou como uma boa opção de melhoria dessa propriedade. 


Palavras-chave


Resíduo de Marmoraria; Propriedades Mecânicas; Durabilidade do Concreto

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.18256/2318-1109.2017.v6i2.1946

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2318-1109

Licença Creative Commons
Este obra da Revista de Arquitetura Imed está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 Indexadores

Diadorim.jpg   
  miar.png
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png