Desempenho térmico de habitação social: norma NBR 15.575

Roberta Mulazzani Doleys Soares, Bruna Adams, Vanessa Ullmann

Resumo


O presente artigo tem como objetivo avaliar o desempenho térmico de uma habitação de interesse social, localizada na Zona Bioclimática 2 Brasileira, através da aplicação do método de simulação da NBR 15.575 (ABNT, 2013). A concepção projetual da habitação visa proporcionar eficiência energética e melhores condições de conforto térmico aos moradores, atentando para diversos fatores, tais como: a escolha ideal dos fechamentos, orientação solar, reaproveitamento de materiais, coletor solar e cisterna. Os resultados revelaram nível mínimo de desempenho térmico na maioria dos ambientes, com exceção da sala de estar que não atingiu, no período de verão, o nível mínimo. Este dado estimula análises quanto à eficácia do método simplificado comparado ao método de simulação, também se constatou que o aumento da taxa de renovação do ar não foi expressivo, porém, o sombreamento das aberturas foi eficaz para melhores resultados. 


Palavras-chave


Desempenho térmico, NBR 15.575, Simulação computacional, Habitação de interesse social.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2318-1109/arqimed.v5n2p53-64

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2318-1109

Licença Creative Commons
Este obra da Revista de Arquitetura Imed está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 Indexadores

Diadorim.jpg   
  miar.png
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png