Aplicação dos critérios do Selo Casa Azul relacionados ao desempenho térmico em empreendimentos em Caxias do Sul/RS

Daniela Chiarello Fastofski, Marco Aurélio Stumpf González, Andréa Parisi Kern

Resumo


O setor da construção civil se caracteriza como uma atividade de reconhecida importância econômica, mas que, no entanto, gera impactos significativos. Neste contexto, a incorporação de estratégias as quais proporcionem o desenvolvimento de empreendimentos mais sustentáveis é essencial para a minimização destes impactos e para que se propicie uma maior qualidade de vida às comunidades envolvidas. As certificações ambientais indicam diretrizes que podem garantir a realização de um empreendimento mais sustentável. O Selo Casa Azul, concedido pela Caixa Econômica Federal desde 2011, se trata de um sistema de classificação desenvolvido para a realidade brasileira em seus aspectos regionais diversos, e no qual se consideram, inclusive, aspectos relacionados ao desempenho térmico de edificações. Através do presente estudo se buscou analisar empreendimentos habitacionais verticais típicos executados em Caxias do Sul, RS, subsidiados por diferentes fontes de recursos, quanto ao atendimento a estes critérios e se haveria relação entre o seu padrão econômico com a facilidade ou limitação de atendimento. Como resultado da avaliação se verificou certa dificuldade em se atender aos critérios e que as opções das empresas para cada um dos empreendimentos foram mais determinantes para se atender ou não um critério do que o próprio padrão econômico.


Palavras-chave


Desempenho Térmico; Construção Sustentável; Selo Casa Azul

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2318-1109/arqimed.v4n2p61-70

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 2318-1109

Licença Creative Commons
Este obra da Revista de Arquitetura Imed está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 Indexadores

Diadorim.jpg   
  miar.png
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png