A construção do perfil acadêmico: relato de experiência de ensino na Licenciatura em Letras

Antonio Naéliton do Nascimento, Denise Lino de Araújo, Maria Célia do Nascimento

Resumo


O processo de inserção de licenciandos num curso superior possui várias nuances que precisam ser levadas em consideração. Dentre estas, destacamos o convencimento do próprio graduando sobre a escolha feita pelo curso e profissão para a sua vida, bem como, as habilidades de leitura e escrita indispensáveis à inserção acadêmica. Considerando a formação de professores de Português e de Literatura, as disciplinas ofertadas aos alunos no curso de Letras da Universidade Federal de Campina Grande visam formá-los em diversos aspectos - didático, psicológico, filosófico, literário e linguístico, entre muitos outros -, além de inseri-los na vida acadêmica, demonstrando a viabilidade da profissão docente. Assim sendo, temos como objetivo neste texto relatar uma experiência de ensino vivenciada na licenciatura, na disciplina Fundamentos da Prática Educativa, ofertada no primeiro período do curso de Letras, na qual desenvolvemos um trabalho que visou tanto motivar os alunos para a docência como inseri-los na vida acadêmica. Como subsídios teóricos para fundamentar a experiência, apoiamo-nos nas contribuições de autores como Freire (1996), Sacristán (2005), Corrêa (2012), dentre outros. Como metodologia, optamos por atividades e tarefas reflexivas que levassem os alunos a aplicar os conceitos estudados nos textos fonte a situações práticas e retornassem à análise desses mesmos conceitos com base no observado e experienciado nas situações reais. Constatamos, por meio das atividades, que os alunos evoluíram de um perfil de reprodução de conceitos para um perfil de especialistas reflexivos, ainda em formação, demonstrado na construção de um Glossário Ilustrado sobre Formação Docente, que foi a atividade final da disciplina.

Palavras-chave


Formação docente; Perfil acadêmico; Licenciatura em Letras

Texto completo:

PDF HTML

Referências


AMIGUES, R. Trabalho do professor e trabalho de ensino. In: MACHADO, A. R (Org.). O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. Londrina: Eduel, 2004.

BÁRBARA, L.; BEBER-SARDINHA, T. Professor: a imagem projetada na imprensa. Investigações: Linguística e Teoria Literária, v. 17, n. 2, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: MEC, 1997.

CORRÊA, V. As relações sociais na escola e a produção da existência do professor. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Orgs). Ensino médio integrado: concepção e contradições. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2012. p. 128-147.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1996.

LEITE, L. C.; BARBOSA, T. M. N. Diálogos entre Mikhail Bakhtin e Paulo Freire. In: LEITE, L. C.; BARBOSA, T. M. N. Cartografia da produção textual: livros didáticos, gênero do discurso, políticas e indicadores. Natal: EDUFRN, 2014.

LINO DE ARAÚJO, D. Das razões para ser professor (de Português) hoje o profissional de Letras: formação constante. Revista Letras Raras, v. 1, n. 1, 2012.

PÉREZ GÓMEZ, A. I. A função e formação do professor/a no ensino para a compreensão: diferentes perspectivas. In: SACRISTÁN, J. G. PÉREZ GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed, 1998. p. 353-379.

PÉREZ GÓMEZ, A. I. As funções sociais da escola: da reprodução à reconstrução crítica do conhecimento e da experiência. In: SACRISTÁN, J. G.; PÉREZ GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed, 1998. p. 13-24.

SACRISTÁN, J. G. O adulto constrói o menor e o aluno. In: O aluno como invenção. Rio Grande do Sul: Artmed, 2005.

SACRISTÁN, J. G. PÉREZ GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SOARES, M. Que professor de Português queremos formar? Boletim da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN). Brasília: 2001. Disponível em: http://www.filologia.org.br/viiisenefil/07.html. Acesso em: 02 nov. 2017.




DOI: https://doi.org/10.18256/2447-3944.2018.v4i1.2339

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

DOAJ.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png  
  REDIB  Diadorim.jpg
     
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png