Educação e mercantilização: um estudo sobre a expansão do setor de ensino superior privado no Brasil a partir da década de 1990

Acson Gusmão Franca

Resumo


Este estudo objetiva analisar o processo de expansão do setor de educação superior no Brasil, ocorrido ao longo da década de 1990 até os dias atuais. Nesse sentido, procura investigar de que forma esse setor se inseriu na lógica de mercado e passou a criar estratégias de crescimento e concentração, as quais transformaram a educação superior num produto comercializado em larga escala e facilmente adquirido pelos clientes consumidores. Além disso, busca-se apontar o papel das inovações e da diversificação na criação de vantagens competitivas e, consequentemente, para a maximização de lucros no setor, uma vez que essa é uma das estratégias utilizadas por essas empresas para subsistir no mercado. Para o alcance dos objetivos propostos, utilizou-se uma pesquisa bibliográfica com base em livros, artigos, teses, revistas especializadas, jornais e websites institucionais (MEC/INEP), os quais nos forneceram as bases para a investigação e fundamentação teórica do problema levantado. Em suma, observou-se que a expansão deste segmento/setor e, consequentemente, de massificação da educação superior tornou-se contínuo, de modo a contribuir diretamente para o aumento do número de estudantes matriculados nos cursos superiores, bem como, na criação de novas vicissitudes no setor. 


Palavras-chave


Educação superior; Instituições privadas; Expansão; Mercantilização

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BITTAR, M. Universidade comunitária: uma identidade em construção. 1999. 251. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 1999.

BITTAR, M; STAPANI RUAS, C. M. Expansão da educação superior no Brasil e a formação dos oligopólios - hegemonia do privado mercantil. EccoS Revista Científica, n. 29, 2012, p. 115-133.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L9394.htm >. Acesso em: 07 mai. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Programas do Governo Federal. Brasília: 2015. Disponível em: < https://www.mec.gov.br/ >. Acesso em: 03 mai. 2017.

CHAVES, V. L. J. Expansão da privatização/mercantilização do ensino superior Brasileiro: a formação dos oligopólios. Educ. Soc., v. 31, n. 111, 2010, p. 481-500.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar. Rio de Janeiro: Record, 1997.

GUTIERREZ, M. Kroton e Anhanguera passam a ser a 17ª empresa da Bolsa. 04 jul. 2014. Disponível em: < http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,apos-fusaokroton-e-anhanguera-passam-a-ser-a-17-maior-companhia-da-bolsa,1523573 >. Acesso em: 07 ago. 2017.

INEP. Censo da educação superior: 2013. Disponível em: < http://portal.inep.gov.br/basica-censo >. Acesso em: 05 mai. 2017.

KOIKE, B. Ensino chega a R$ 2,5 bi em aquisições. Valor Econômico: São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.valor.com.br/empresas/1176138/ensino-chega-r-24-bi-em-aquisicoes >. Acesso em: 10 mai. 2017.

KROTON. Portal Ensino – Kroton Institucional. Disponível em < http://www.kroton.com.br/ >. Acesso em: 05 mai. 2017.

MARCONI, M. A; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2 003.

MONTEIRO, C. A.; BRAGA, R. O cenário atual do setor de ensino superior privado, 2007. Disponível em: < http://www.aprendervirtual.com.br/artigoInterna.php?ID=53&ID=206 >. Acesso em: 07 ago. 2017.

OLIVEIRA, R. P. A transformação da educação em mercadoria no Brasil. Educ. Soc., v. 30, n. 108, p. 739-760, 2009.

PENROSE, E. A teoria do crescimento da firma. Editora Unicamp, Campinas, 1959.

SANTOS, A. V. A governança da educação superior privada: sobreimplicações da formação dos oligopólios no trabalho docente. 2012. 161 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – UCB, Brasília, 2012.

SÉCCA, R. X.; LEAL, R. M. Análise do setor de ensino superior privado no Brasil. Educação. BNDES Setorial 30, p. 103-156, 2009.

SILVA, A. L. G. Concorrência sob condições oligopolísticas: contribuição das análises centradas no grau de atomização/concentração dos mercados. Campinas, SP: Unicamp/IE, 2004

TUON, L. Após fusão, Kroton passa a ser 17ª maior companhia da bolsa. São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.valor.com.br/empresas/3604854/apos-fusao-kroton-passa-ser-17 >. Acesso em: 10 mai. 2017.




DOI: https://doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v7n1p98-111

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

DOAJ.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png  
  Diadorim.jpg   
     
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png