A satisfação com a experiência acadêmica influencia a relação de confiança comportamental com a instituição?

Marcos Aurélio Corrêa dos Santos, Vladimir Romeiro

Resumo


Este trabalho teve como objetivo verificar a relação existente entre satisfação com a experiência acadêmica discente e confiança comportamental nas instituições de ensino superior privadas do país. A metodologia utilizada foi a pesquisa de natureza quantitativa, de corte transversal único, realizada com estudantes de três IES privadas do estado de São Paulo, sendo duas na capital e uma no interior. O questionário partiu de uma escala validada com três fatores independentes: satisfação com o curso, satisfação com a instituição de ensino superior e oportunidades de desenvolvimento; e um dependente: confiança comportamental. Os resultados apontam que a satisfação com a instituição foi o fator que mostrou influenciar positivamente a confiança comportamental para com a instituição, não sendo possível confirmar as hipóteses com relação a satisfação com o curso e, oportunidade de desenvolvimento.


Palavras-chave


Satisfação discente; Confiança comportamental; Gestão educacional; ESEA

Texto completo:

PDF HTML

Referências


AITKEN, N. D. College student performance, satisfaction and retention: specification and estimation of a structural model source. The Journal of Higher Education, v. 53, n. 1, p. 32-50, 1982.

ASTIN, A. W. What matters in college? Four critical years revisited. San Francisco: Jossey-Bass Publishers, 1993.

BEBER, S. J. N. Estado atual dos estudos sobre a satisfação do consumidor. In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração – Enanpad, 23., 1999. Foz do Iguaçu. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 1999.

BERRY, L. Retailers with a future. Marketing Management, v. 5, n. 1, 1995.

BLAU, P. M. Power and exchange in social life. New York. 1964.

BREI, V. A. Antecedentes e consequências da confiança do consumidor final em trocas relacionais com empresas de serviço: um estudo com o usuário de internet banking no Brasil. 2001. 181 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – UFRS, Porto Alegre, 2001.

CASTALDO, S. Trust variety: conceptual nature, dimensions and typoligies. IMP 2003 Conference, Lugano. Switzerland, 2003.

CHIOU, J.; DROGE, C. Service quality, trust, specific asset investment, and expertise: direct and indirect effects in a satisfaction-loyalty framework. Academy of Marketing Science Journal, v. 34, n. 4, p. 613-28, 2006.

CORRAR, L. J.; PAULO, E.; DIAS FILHO, J. M. Análise multivariada para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. São Paulo: Atlas, 2007.

CUMMINGS, L. L.; BROMILEY, P. Organizational responses to crisis: the centrality of trust. In: KRAMER, R. M.; TYLER, T. R. (Orgs.) Trust in organizations: frontiers of theory and research, Sage Publications, California: 1996.

DONEY, P. M.; CANNON, J. P. An examination of the nature of trust in buyer-seller relationship. Journal of Marketing, v. 61, n. 2, 1997.

GARBARINO, E.; JOHNSON, M. The different roles of satisfaction, trust and commitment for relational and transactional consumers. Journal of Marketing Iss. v. 2, n. 63, 1999.

HAIR, J. F.; ANDERSON, R. E.; RONALD, L. T.; BLACK, W. C. Análise multivariada de dados. 5. ed. Editora Bookman, 2005a.

HAIR, J. F.; BABIN, B.; MONEY, A. H.; SAMOUEL, P. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Editora Bookman. 2005b.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Sinopse Estatística Da Educação Superior 2015. Brasília: Inep, 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2016.

LEWIS, J. D.; WEIGERT, A. J. Social atomism, holism, and trust. The Sociological Quarterly, 1985.

LORENZONI, I. Ocupação das vagas indica a predominância das mulheres. Ministério da Educação, 2011. Disponível em: . Acesso em 04 nov. 2016.

MEYER, V.; LOPES, M. C. B. Administrando o imensurável: uma crítica às organizações acadêmicas. Cadernos EBAPE, v. 13, n. 1, 2015.

MEYER, V.; PASCUCCI, L.; MANGOLIN, L. Gestão estratégica: um exame de práticas em universidades privadas. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 1, 2012.

NGUYEN, N.; LEBLANC, G. Image and reputation of higher education institutions in student’s retention decisions. The international Journal of Education Management Bradford, v. 15, 2001.

PEREIRA, B. C. S.; GIL, C. Avaliando a satisfação de alunos de escolas de administração: uma nova perspectiva de gestão. Revista de Administração da UNIMEP, v. 5, n. 1, 2007. Disponível em: . Acesso em: 04 nov 2016.

ROCHA, J. M.; CASARTELLI, A. O. Análise do processo de implantação do balanced scorecard (BCS) em uma instituição de ensino superior. Revista GUAL, v. 7, n. 3, 2014.

ROUSSEAU, F. M.; SITKIN, S. B.; BURT, R. S.; CAMERER, C. Not so different after all: a cross-discipline view of trust. The Academy of Management Review, v. 23. 1998.

SANTOS, C. P.; FERNANDES, D. V. H. A recuperação de serviços como ferramenta de relacionamento e seu impacto na confiança e lealdade dos clientes. Revista de Administração de Empresas, v. 48, n. 1, 2008.

SCHAWB, A. J. Eletronic classroom. Disponível em: . Acesso em: 22 jan. 2010.

SCHLEICH. A. L. R.; POLYDORO, S. A. J.; SANTOS, A. A. A. Escala de satisfação com a experiência acadêmica de estudantes do ensino superior. Avaliação Psicológica, v. 5, n. 1, 2006.

SEMESP. Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior. Mapa do ensino Superior. São Paulo, 2016.

SILVA, R. Balanced Scorecard – BSC: gestão de ensino superior, gestão profissionalizada e qualidade de ensino para instituições de ensino superior privado. Curitiba: Juruá, 2009.

SIRDESHMUKH, D.; SINGH, S.; SABOL, B. Consumer trust, value and loyalty in relational exchanges. Journal of Marketing, v. 66, n. 1, 2002.

SOARES, A. P. C.; VASCONCELOS, R. M.; ALMEIDA, L. S. Adaptação e satisfação na universidade: apresentação e validação do questionário de satisfação acadêmica. Contextos e dinâmica da vida acadêmica, Guimarães: Universidade do Minho, 2002.

SORDI, J. Brasileiros estão casando cada vez mais tarde. Jornal Zero Hora. Porto Alegre: 11 abr. 2015. Disponível em . Acesso em: 04 nov. 2016.

SOUZA, S. A.; ALVES, F. M. S.; BUSS, R. N. Satisfação de estudantes do curso de graduação em administração na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 32., 2008. Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Anpad, 2008.

TAX, S. S.; BROWN, S. W.; CHANDRASHEKARAN, M. Customer evaluations of service complaint experiences: implications for relationship marketing. Journal of Marketing, v. 62, n. 2, 1998.

TERRES, M. S. T.; SANTOS, C. P. Desenvolvimento de uma escala para mensuração das confianças cognitiva, afetiva e comportamental e seus impactos na lealdade. Revista Brasileira de Marketing - REMark, v. 12, n. 1, 2013.

TONTINI, G.; WALTER, S. A. Antecedentes da qualidade percebida de um curso de administração: uma abordagem não linear. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 13, n. 40, 2011.




DOI: https://doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v7n1p78-97

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

DOAJ.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png  
  Diadorim.jpg   
     
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png