TIC no ensino e na formação de professores: reflexões a partir da prática docente

Carlos Alberto de Vasconcelos, Eliane Vasconcelos Oliveira

Resumo


O presente texto, oriundo das avaliações, indagações e discussões travadas na disciplina Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no ensino e formação de professores, no ano de 2015, ofertada pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática (PPGECIMA) da Universidade Federal de Sergipe (UFS), tem como objetivo apresentar reflexões e resultados obtidos através dos depoimentos, produções finais elaboradas no curso, assim como seus efeitos para o desenvolvimento do conhecimento dos participantes no tocante às tecnologias na sociedade da informação e, em especial, na formação e prática docente. Para tanto, trabalhou-se com abordagem qualitativa de investigação, tendo como instrumentos para coleta de dados os textos elaborados pelos discentes no final do curso, uma sondagem do material publicado na página do Facebook criada como extensão da sala de aula, a pesquisa bibliográfica e anotações em diário.  Para o estudo e interpretação dos dados optou-se pela análise de conteúdo de Bardin (2011). Nessa disciplina se privilegiou a discussão sobre a importância das TIC e suas influências na/para a sociedade atual, especificamente na educação. Após a análise dos depoimentos dos discentes foi possível concluir que essas reflexões, assim como os debates e as produções desenvolvidas durante o curso, proporcionaram aos participantes momentos de autorreflexão e questionamentos referentes à prática docente com o uso das TIC. De acordo com Nóvoa (2000), essa reflexão sobre a prática deve fazer parte da rotina do professor.

Palavras-chave


Tecnologias da informação e comunicação; Formação de professores; Prática docente; Sociedade tecnológica

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BARDIN, L. Análise de conteúdo. Trad. Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

BENAKOUCHE, T. Tecnologia é sociedade: contra a noção de impacto tecnológico. Cadernos de Pesquisa, n. 17, 1999.

BEVORT, E.; BELLONI, M. L. Mídia-educação: conceitos, história e perspectivas. Educação e Sociedade, Campinas, v. 30, n. 109, p. 1081-1102, 2009.

CASTELLS, M. A sociedade em rede: a era da informação, economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

FERREIRA, J. L; CORRÊA, B. R. P. G.; TORRES, P. L. O uso pedagógico da rede social facebook. Colabor@, v. 7, n. 28, 2012. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2015

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa, São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GALBRAITH, J. K. A era da incerteza. 7. ed. São Paulo: Pioneira, 1986.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. S.; ANDRÉ, M. E. D. A. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO; MEC; 2011.

KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas, SP: Papirus, 2003.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993.

LIBÂNEO, J. C. Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

LLORENS, F. C.; CAPDEFER, N. P. Posibilidades de la plataforma Facebook para el aprendizaje colaborativo en línea. Revista de Universidad y Sociedad del Conocimiento, v. 8, n. 2, p. 31-45, 2011. Disponível em: . Acesso em: 1 jan. 2016.

MORAN, J. M. Mudar a forma de ensinar e de aprender: transformar as aulas em pesquisa e comunicação presencial-virtual. São Paulo: Vozes, 2000.

NASCIMENTO, E. S. A utilização da internet nas aulas de biologia: estudo de caso em uma escola da rede estadual de Alagoas. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática), Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2016.

NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto, 2000.

RECUERO, R. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

SANTOS, M. Técnica, espaço, tempo: globalização e meio-técnico-científico informacional. São Paulo: HUCITEC, 1994.

SILVA, M. (Org.) Educação online: teorias, práticas, legislação e formação corporativa. 2. ed., São Paulo: Edições Loyola, 2006

SILVA, M. Sala de aula interativa. 6. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2012 (Coleção Práticas Pedagógicas).

TORI, R. Educação sem distância: as tecnologias interativas na redução de distâncias em ensino e aprendizagem. São Paulo: Editora do SENAC, 2010.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VASCONCELOS, C. A. As interfaces interativas no curso de licenciatura em geografia da UAB no IFPE e na UFS. 2015. 109f. Relatório (Estágio Pós-Doutoral) ‒ Programa de Pós-Graduação em Educação Contemporânea. Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, PE, 2015.

VIANNA, H. M. Pesquisa em educação: a observação. Brasília: Plano Editora, 2003.




DOI: https://doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v7n1p112-132

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

DOAJ.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png  
  Diadorim.jpg   
     
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png