Mediação didática no Ensino Superior – inventividade, níveis de abstração e o uso da metáfora como recurso didático no ensino de Sociologia

Ivan Penteado Dourado

Resumo


O presente artigo de natureza bibliográfica discute alguns desafios postos no primeiro contato de alunos de Ensino Superior com o pensamento científico nas disciplinas de introdução à Sociologia. Inicialmente pretende-se identificar as dificuldades de ordem didática, para posteriormente oferecer alternativas que superem a estratégias de ensino dominantes na formação acadêmica tradicional (CUNHA, 1999). O objetivo desta reflexão consiste em convidar os professores do Ensino Superior a experimentarem um caminho didático calcado na seleção e decisão consciente, no que diz respeito aos objetivos envolvidos no ensino de conhecimentos científicos, seguindo as definições de Bourdieu, Chamboredon e Passeron (2004). Resgatamos aqui Wright Mills (1975) para dialogar sobre estratégias didáticas no ensino das teorias sociológicas, dentro de sua concepção de imaginação sociológica. Neste sentido, a metáfora discutida por Paul Ricoeur (2000) será aqui resgatada como uma estratégia discursiva e didática capaz de construir em sala de aula, uma apropriação consciente de parte dos objetivos do pensamento científico, apontando para um aprendizado introdutório da Sociologia, superando uma visão de senso comum (Vygotsky, 1991; ARENDT, 2007). Dentro de uma concepção de transposição didática (GUIMARÃES, 2015), objetivamos aprofundar um tipo de inventividade específica sobre o “olhar sociológico” e interpretativo da realidade social, oferecendo um balanço das possibilidades que esta estratégia didática apresenta.


Palavras-chave


Ensino superior; Sociologia; Estratégia didática; Metáfora; Pensamento científico

Texto completo:

PDF

Referências


ABBAGNANO, N. Dicionário de Filosofia. Trad. Alfredo Bose e Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ARENDT, H. A Condição Humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

BARBOSA, J. R. A. Didática no Ensino Superior, 2. Ed. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2011.

BOURDIEU, P.; CHAMBOREDON, J. C.; PASSERON, J. C. A profissão de Sociólogo: preliminares epistemológicas. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

CUNHA, M. I. Aportes teóricos e reflexão da prática: A emergente reconfiguração dos currículos universitários. In: Reconfiguração dos currículos universitários, Revista Educação superior y Sociedad, v. 9, n. 1, p. 11-20, 1998. Disponível em: . Acesso em: dez. 2016.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O que é a filosofia? Trad. Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. São Paulo: Editora 34, 1992.

DURKHEIM, E. As formas elementares da vida religiosa. Trad. Joaquim Pereira Neto. 2. ed. São Paulo: Paulus, 1989.

DURKHEIM, E. As regras do método sociológico. São Paulo: Abril, 1999.

ELIAS, N. Introdução à sociologia, Coleção biblioteca 70, Portugal, 2008.

GUIMARÃES, E. F. As Orientações Curriculares Nacionais, a Formação dos Professores e as Licenciaturas em Ciências Sociais. In: CARVALHO, L. M. X. (Org.). Sociologia no ensino médio: desafios e perspectivas. São Paulo: Anita Garibaldi; 2015.

MILLS, C. W. A Imaginação Sociológica. 4. ed. Trad. Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

MORA, J. F. Diccionário de Filosofia, Madrid: Alianza Editorial, 1990.

NEBIAS, C. Formação dos conceitos científicos e práticas pedagógicas. Interface, v. 3, n. 4, p. 133-140, 1999. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32831999000100011 >. Acesso em: set. 2016.

PAINE, T. Senso Comum – os direitos do homem, Coleção L&PM 2009.

PINES, L., WEST, L. Compreensão conceitual e aprendizado da ciência: uma interpretação da pesquisa dentro de um arcabouço teórico de fontes do conhecimento, mimeografado, 1984.

POPPER, K. Lógica da pesquisa científica. São Paulo: Cultrix, Edusp, 1975.

RICOEUR, P. A metáfora viva. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

VYGOTSKY, L. Pensamento e linguagem. 3. ed. São Paulo: M. Fontes, 1991.

WEBER, M. Ciência e política: duas vocações. São Paulo: Martin Claret, 2006.




DOI: https://doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v2n4p34-45

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

DOAJ.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png  
  REDIB  Diadorim.jpg
     
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png