Práticas pedagógicas no ensino superior brasileiro: uma revisão cienciométrica

André Vinícius Valuz Souza, Karina Keyla Tondato, Viviane Barros Maciel

Resumo


Empregando a cienciometria como ferramenta quantitativa da ciência, o objetivo deste trabalho foi analisar a variação temporal no número de publicações e verificar as principais regiões brasileiras, instituições de ensino e subáreas de conhecimento utilizadas na produção científica com práticas pedagógicas no ensino superior brasileiro. Além disso, os resultados irão auxiliar na observação de áreas científicas com produção emergentes ou crescentes, subsidiando futuras pesquisas para melhorias no ensino superior. Os dados utilizados neste estudo foram coletados na base SciVerseScopus, empregando-se o termo “práticas pedagógicas” e “ensino superior”. Foram utilizadas inspeções gráficas e testes do Qui-quadrado (X2) para avaliar se o número de artigos publicados difere significativamente entre as regiões, áreas, principais subáreas e instituições. Foi observada diferença significativa no número de artigos publicados entre as regiões brasileiras, áreas de conhecimento, principais subáreas e instituições de ensino entre 1999 e outubro de 2015. Ao todo foram encontrados 124 artigos em 68 periódicos, com a maior parte dos artigos (46%) registrados na área de Ciências Sociais e subárea da Pedagogia (31%). Um total de 61 instituições desenvolveram pesquisas, com destaque para USP, UFSC e UFBA, que juntas foram responsáveis por manterem 25% das publicações. A região sudeste concentrou 54% das publicações, seguidos pela região Sul e Nordeste. As pesquisas tiveram início em 1999, porém, somente a partir de 2007 apresentaram crescimento exponencial significativo. Apesar do crescente aumento temporal no número de publicações que envolvem pesquisas com práticas pedagógicas no ensino superior brasileiro, os resultados demonstraram uma baixa produção científica, além de variação no número de publicações entre as diversas áreas de conhecimento, instituições e regiões brasileiras. Portanto, os resultados sugerem a necessidade de contínuo aumento e melhor distribuição de investimento nacional em pesquisas científicas, ampliando informações nas diversas áreas de ensino e instituições, o que subsidiará melhorias na qualidade do ensino.

Palavras-chave


Educação superior; Produção científica; Práticas pedagógicas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v2n4p7-14

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

Diadorim.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png