Os candidatos adultos não tradicionais - “maiores de 23” - e a equidade de acesso à educação superior em Portugal

Elane Cristina Tonin, José Pedro Amorim, Isabel Menezes

Resumo


O artigo apresenta registros sobre o acesso de estudantes adultos não tradicionais (EANT) ao ensino superior e analisa os mecanismos de avaliação desses estudantes no contexto da abertura do ensino superior aos “maiores de 23” anos, via Decreto-Lei nº 64, de 2006, em Portugal. Evidencia como os/as candidatos/as adultos/as são avaliados/as no âmbito do concurso especial, que compreende análise do currículo acadêmico/profissional, prova de conhecimentos gerais/específicos e entrevista. O estudo de caso desenvolvido centra-se no registro das entrevistas de 35 candidatas/os adultos/as em seis diferentes júris de nove cursos nas faculdades de uma prestigiada Universidade portuguesa, a fim de verificar quais são os enfoques dos júris nas entrevistas do concurso dos “maiores de 23”. Por fim, questionam-se as formas diferenciadas de organização dos concursos e em que medida possibilitam ou favorecem a equidade de acesso dos/as estudantes adultos à educação superior em Portugal.


Palavras-chave


Acesso à educação superior; Equidade em educação; Educação de adultos; Estudantes adultos não tradicionais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v2n3p18-30

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

Diadorim.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png