Práticas pedagógicas no ensino de histologia: estratégias para incentivar o aluno na consolidação dos conhecimentos

Vivian Silveira dos Santos Bardini, Marianne Spalding, Luana Vasconcelos, Vanessa Silveira, Miguel Algel Salgado

Resumo


No ensino superior ainda prevalecem as práticas pedagógicas tradicionais, nas quais o professor ocupa o centro do processo ensino-aprendizagem e os estudantes assumem uma postura passiva na construção do conhecimento. Esta realidade tem sido discutida e várias metodologias ativas de ensino têm sido propostas nas universidades, com o objetivo de atender a uma demanda de jovens cada vez mais ligados nas tecnologias de informação e que fazem parte de uma geração com perfil diferente das gerações anteriores, denominada geração Z. A Histologia é uma disciplina do ciclo básico do Curso de Odontologia, fundamental para alicerçar as bases do conhecimento do aluno e promover o desenvolvimento cognitivo de habilidades e competências essenciais para o sucesso na sua futura profissão. Com o objetivo de motivar os nossos alunos e melhorar seu desempenho no estudo da Histologia, os docentes desta disciplina do Curso de Odontologia do Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT-UNESP) de São José dos Campos, elaboraram uma estratégia pedagógica baseada na introdução de metodologias ativas de ensino, considerando algumas práticas docentes convencionais associadas à inserção da tecnologia na educação. Com a utilização das tecnologias de informação e comunicação (TICs), dinâmicas de grupo e estudo de casos, foi possível observar que houve uma mudança do processo ensino-aprendizagem, no qual o aluno começou a assumir o papel de protagonista na construção do seu saber, possibilitando avanços significativos na consolidação dos conhecimentos específicos da Histologia.


Palavras-chave


Educação em odontologia; Histologia; Metodologia; Ensino

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, R. A. T. A construção internacional do conceito de atenção primária à saúde (APS) e sua influência na emergência e consolidação do sistema único de saúde no Brasil. 2007. 136 p. Dissertação (Mestrado). Belo Horizonte: Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Minas Gerais, 2007.

BASÍLIO, V. H. A prática pedagógica no ensino superior: o desafio de tornar-se professor. 2010. 124 p. Dissertação (Mestrado). Piauí: Universidade Federal do Piauí, 2010.

BEHRENS, M. A. A prática pedagógica e o desafio do paradigma emergente. Revista Brasileira Estudos Pedagógicos, v. 80, n. 196, p. 383-403, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação-Conselho Nacional de Educação (CNE). Parecer CNE/CES 1300/2001 de 06 de novembro de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Farmácia e Odontologia, publicado no Diário Oficial da União (DOU) de 07 dez. 2001, seção 1. p. 25.

CASTANHO, M. E. Professores de Ensino Superior da área da Saúde e sua prática pedagógica. Interface Comunicação, Saúde, Educação, v. 5, n. 10, p. 51-52, 2002.

CORDEIRO, V. J. Prática pedagógica no processo ensino-aprendizagem: um estudo de caso na escola profissionalizante Senac/ Concórdia, SC. B. Tec. Senac: a R Educ. Prof., v. 36, n. 6, 2010.

COSTA, N. M. C. Medical teaching: why it is so difficult to change? Revista Brasileira de Educação Médica, v. 34, n. 1, p. 21-36, 2007.

CUNHA, M. I. A prática pedagógica do “bom professor”: influências da sua educação. 1988, Tese (Doutorado). Campinas: Faculdade de Educação – Universidade Estadual de Campinas, 1988.

DORNFELD, C. B.; ESCOLANO, A. C. M. Didática e prática pedagógica no ensino superior: a visão dos alunos de um curso de graduação em Ciências Biológicas. Educação, v. 34, n. 2, p. 373-390, 2009.

FREIRE. P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários a pratica educativa. Editora Paz e Terra, 2004.

PENSIN, D. P.; NIKOLAI, D. A inovação e a prática pedagógica no contexto da educação superior. Unoesc & Ciência – ACHS, v. 4, n. 1, p. 31-54, 2013.

ROZENDO, C. A.; CASAGRANDE, L. D. R.; SCHNEIDER, J. F.; PARDINI, L. C. Uma análise das práticas docentes de professores universitários da área da saúde. Revista latino-americana de enfermagem, v. 7, n. 2, p. 15-23, 1999.

SILVA, M. A.; PEREIRA, A. C. Utilização das TIC no ensino complementar da história nas faculdades de odontologia do estado de São Paulo. Scientia Plena, v. 9, n. 10, p.1-7, 2013.

SIMOES, L.; GOUVEIA, L. B. Geração Net, Web 2.0 e Ensino Superior. In: FREITAS, E.; TUNA, S. (Orgs.) Novas média, novas gerações, novas formas de comunicação. Edição especial cadernos de estudos mediáticos, n. 6. Edições Universidade Fernando Pessoa, p. 21-32, 2009.

TAPSCOTT, D. Grown up digital: how the net generation is changing your world. Education Review / Reseñas Educativas, 2010. Disponível em: . Acesso em: 08 set. 2016.




DOI: https://doi.org/10.18256/2447-3944/rebes.v2n4p15-21

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 2447-3944

 Licença Creative Commons
A Revista Brasileira de Ensino Superior está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores

DOAJ.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png  
  REDIB  Diadorim.jpg
     
logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png