Determinação da dimensão vertical de oclusão em prótese total: revisão de literatura e relato de caso clínico

Larissha Mafacioli Trentin, Vagner Flavio Reginato, Angélica Maroli, Manuel Tomas Radaelli Borges, Aloisio Oro Spazzin, Atais Bacchi

Resumo


A busca por métodos e técnicas na determinação de um correto relacionamento maxilomandibular são alvos de diversas discussões na literatura, pois o seu restabelecimento inadequado pode levar ao insucesso de todo o trabalho protético. A reabilitação oral com próteses totais tem por função oferecer conforto ao paciente, permitindo que ele possa falar sem impedimentos, mastigar de forma eficiente, ter uma posição de repouso e, além disso, estar adequadamente bem construída considerando os fatores estéticos. Assim, o objetivo deste trabalho foi o de abordar a importância da tomada correta da dimensão vertical de oclusão, bem como apresentar algumas das principais técnicas para determinação da dimensão vertical de oclusão e representá-las a partir de um relato de caso clínico de um paciente edêntulo. Conclui-se que não existe um método ou alguns métodos que possam ser os mais indicados para se conseguir a perfeição estética do paciente e o seu conforto, mas sim o uso de diversos métodos. 


Palavras-chave


Dimensão vertical. Reabilitação Bucal. Prótese Dentária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-510X/j.oralinvestigations.v5n1p50-60

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Journal of Oral Investigations - JOI (ISSN 2238-510X)
Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br
Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Cruzeiro, 99070-220 – Passo Fundo - RS - Brasil 
Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Indexadores

 Diadorim.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png