Reforço da resina acrílica para restaurações provisórias utilizando diferentes formatos e posições do fio ortodôntico

Felipe Brentano, Luciano Garcia Guedes, Lilian Rigo, Leonardo Federizzi, Christian Schuh, Aloísio Oro Spazzin

Resumo


Objetivos. Avaliar a influência do forma do fio ortodôntico e sua posição vertical no reforço de uma resina acrílica utilizada para próteses parciais fixas provisórias.

Método. Foram confeccionadas 70 barras (25 x 3 x 3 mm) utilizando resina acrílica à base de polimetilmetacrilato com diferentes reforços (n = 10). Dois diferentes formatos da secção transversal do fio foram avaliados: circular (C) e retangular (R). Três posições verticais do fio também foram avaliadas: superior (S), mediana (M), inferior (I). Espécimes do grupo controle foram avaliados sem reforço. As diferentes condições experimentais foram avaliadas em teste de resistência à flexão por 3 pontos em máquina universal de ensaios. Os dados foram analisados utilizando a análise de variância ANOVA (1-fator) seguido pelo teste de Tukey (α = 0,05).

Resultados. Os valores médios de resistência à flexão e desvio padrão foram:  RI = 171±15a; CI = 125±15b; RM = 117±11bc; RS = 108±13cd; CM = 99±7d; controle = 90±4d; e CS = 89±10d.

Conclusão. A utilização de fio ortodôntico retangular na posição inferior do material apresentou a melhor condição de reforço da resina acrílica para prótese parcial fixa provisória.


Palavras-chave


prótese parcial temporária, resinas acrílicas, resistência de materiais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-510X/j.oralinvestigations.v1n1p1-4

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Journal of Oral Investigations - JOI (ISSN 2238-510X)
Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br
Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Cruzeiro, 99070-220 – Passo Fundo - RS - Brasil 
Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Indexadores

 Diadorim.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png