Emergências médicas na prática odontológica

Eduarda Potrich Gehlen, Larissa Cunha Cé

Resumo


Os cirurgiões dentistas, no seu cotidiano, são responsáveis pela saúde e vida de seu paciente e, de certo modo, estão vulneráveis a vários riscos, dentre eles a ocorrência de emergências médicas em ambiente odontológico. O presente estudo tem como objetivo verificar o conhecimento e conduta dos cirurgiões-dentistas diante de tais situações, visando à segurança e bem estar dos pacientes, bem como suas implicações éticas e legais. Os dados foram obtidos através da aplicação de questionários aos cirurgiões dentistas professores da Escola de Odontologia da IMED (Faculdade Meridional). Como resultados, obteve-se que 68% possuem treinamento e 64% julgam-se capazes de diagnosticar emergências médicas, sendo que a maioria relatou já ter enfrentado alguma emergência, tanto em consultório privado quanto na instituição de ensino superior. As principais emergências ocorridas relatadas foram: síncope, seguida de convulsões, crises de hipoglicemia, hiperventilação e reações alérgicas.

Palavras-chave


Emergências médicas; Odontologia; Suporte Básico de Vida; Atendimento de Urgência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-510X/j.oralinvestigations.v3n1p28-32

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Journal of Oral Investigations - JOI (ISSN 2238-510X)
Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br
Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Cruzeiro, 99070-220 – Passo Fundo - RS - Brasil 
Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Indexadores

 Diadorim.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png