Análise das Substituições de Prótese fixa Unitária

Letícia Pancotte, Michele De Conto Ferreira

Resumo


As propriedades físicas e mecânicas dos materiais utilizados para a confecção das próteses odontológicas aumentaram com o objetivo de preencher as necessidades estéticas, porém ainda é grande o número de próteses que são substituídas nas clínicas odontológicas. Objetivos: O presente trabalho teve como objetivo avaliar os principais fatores que levaram os pacientes da Clínica de Odontologia da Faculdade Meridional (IMED) a substituírem suas próteses fixas unitárias. Métodos: Realizou-se uma busca através do setor de triagem da Escola de Odontologia da IMED selecionando pacientes com prótese fixa unitária que necessitavam de substituição da mesma. Foi realizado, também, um levantamento dos prontuários com análise das radiografias panorâmicas, odontograma e queixa principal do paciente. Os pacientes selecionados responderam perguntas referentes às suas próteses. Resultados: A principal causa de substituição das próteses foi por motivo estético, apresentando ocorrência acima de 50%. Mais de 85% dos pacientes eram mulheres na faixa dos 30 a 39 anos e 60 a 69 anos. Mais da metade da amostra já havia substituído alguma vez a sua prótese e a longevidade da mesma era entre 2 e 5 anos. Conclusão: Conclui-se o fator estético foi o motivo que predominou nas substituições das próteses fixas unitárias.

Palavras-chave


Restauração Dentária Temporária; Restaurações Dentárias Indiretas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-510X/j.oralinvestigations.v3n1p24-27

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Journal of Oral Investigations - JOI (ISSN 2238-510X)
Faculdade Meridional – IMED – www.imed.edu.br
Rua Senador Pinheiro, 304 – Bairro Cruzeiro, 99070-220 – Passo Fundo - RS - Brasil 
Tel.: +55 54 3045 6100

 Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Indexadores

 Diadorim.jpg logos_DOI_CrossRef_CrossChek.png